celulares-show

Se nos anos 70 e 80 a plateia de um show iluminava o lugar com isqueiros acesos quando, no palco, tocava um clássico lento da banda adorada, hoje essa interatividade com o artista pode ser reproduzida através da luz dos smartphones – mas nem sempre é bem-vinda.

Acontece que, atualmente, em todos os momentos de um show,  fãs conectados decidem utilizar da tecnologia e vêm vivendo a emoção de concertos de música através de uma telinha. A vontade de compartilhar o momento com os outros e eternizar o show através de fotos, áudio e vídeos das músicas favoritas tornou-se, para muitos, maior que de viver o momento agora e guardá-lo na memória.

Se utilizada com consciência, a tecnologia é uma grande aliada. Mas o exagero do seu uso vem atrapalhando o clima de shows, e celulares ao alto durante boa parte da apresentação pode ser considerado bastante rude por outros fãs e pela banda no palco, que se distrai com a quantidade de fotos e luzes piscantes.

Foi por isso que muitos artistas se uniram contra o uso de telefones celulares. Alguns, como Jack White, são um pouco mais discretos e educados sobre o assunto. Enquanto isso, Peter Frampton atiraria seu celular no meio da multidão!

Como é impossível se livrar completamente de smartphones nos shows – e não é nem o caso – um grupo de desenvolvedores franceses criaram um aplicativo que pode resolver este debate aparentemente interminável de uma vez por todas. O conceito por trás do KimD é bastante simples: o aplicativo escurece a luminosidade do telefone para 10% e um “véu preto” com opacidade de 30% é exibido no topo da tela. Dessa forma, os adeptos da tecnologia são capazes de tirar quantas fotos e vídeos quiser, sem incomodar os demais. Seus controles também são simples: um rápido toque foca a imagem, um toque normal tira a foto, e um longo grava o vídeo.

Isso tudo considerando que os usuários de celular em shows deem um passo a mais e os utilizem com consciência e respeito com os que estão ao redor. Isso também assumindo que o incômodo dos que são contra o uso seja diminuído por telas escuras. A única maneira de saber com certeza? Baixe o aplicativo aqui; ele só está disponível para o iPhone, mas a versão Android vai estrear em breve.

Abaixo, assista ao trailer do app.