Produtor do novo disco do Metallica "não vai surpreender ninguém", diz Lars Ulrich

Lars Ulrich, baterista do Metallica, deu uma entrevista ao famoso veículo britânico Mirror, e falou a respeito de vários aspectos da carreira da banda que contribuem para a sua longevidade.

Entre eles estão atividades físicas todos os dias, alimentação saudável e pouco consumo de álcool:

O álcool agora é algo que se rola, é no final do dia, quando todo o trabalho já foi feito. Se eu beber algo em casa, é somente uma vez a cada uma ou duas semanas, e sempre depois que as crianças foram pra cama – eu não gosto de beber na frente deles.

Sobre a comida, Ulrich disse que “vive e respira hummus” e que a banda se alimenta com carnes brancas e salada.

O músico ainda falou sobre drogas e a sua inspiração para parar de usar cocaína:

No começo da carreira eu sempre ficava bêbado muito mais rápido que os outros caras. Eu percebi que se rolasse um pouco de cocaína eu conseguiria segurar um pouco mais e não desmaiar no chão três horas antes da festa acabar. Eu adorava os elementos sociais da cocaína. Eu adorava o perigo dela. Aí mais ou menos há 10 anos eu li uma entrevista com Noel Gallagher onde ele falou, “Eu simplesmente parei de usar cocaína.” Eu achei isso muito legal: tão honesto, tão puro – amo esse lado dele. Eu nunca tive uma personalidade ligada ao vício, então acordei um dia e falei: “chega.”

Como bem cita o site Blabbermouth, há alguns anos Ulrich disse em outra entrevista que ele sente falta de apenas uma coisa em relação à cocaína: os laços humanos. Segundo ele, dois caras entrando em um banheiro para usar a droga fazem com que aquele local seja o mais importante do mundo naquele momento. O baterista confessou que depois que parou de usar, chegou a inclusive entrar em banheiros com amigos que usam a droga só para se lembrar de como era a relação humana.

Você pode ler a entrevista na íntegra clicando aqui.