Eddie Vedder anuncia show extra em São Paulo

Como você viu aqui no Tenho Mais Discos Que Amigos!, o vocalista do Pearl Jam, Eddie Vedder, aproveitou um show da banda na Inglaterra para fazer um discurso emocionado onde criticou as guerras, dizendo que “todos somos iguais” e que não há sentido gastar dinheiro jogando bombas em crianças.

Vedder foi elogiado por muitos e criticado por alguns, como os Israelenses que entenderam um discurso como uma indireta ao seu povo, e para voltar a falar do assunto, o músico publicou um texto no site oficial do grupo onde voltou a criticar a violência, citando inclusive John Lennon:

 

A maioria de nós ouviu John Lennon cantando

“Você pode dizer que sou um sonhador, mas não sou o único.”

E alguns de nós, depois das doses matinais de notícias repletas de morte e destruição nos jornais, sentimos a necessidade de alcançar outras pessoas para ver se não estamos sozinhos em nossa revolta. Com cerca de uma dúzia de conflitos sendo mostrados nas notícias todos os dias, e com as histórias tornando-se mais horríveis, o nível de tristeza se torna insuportável. E o que se torna de nosso planeta quando essa tristeza vira apatia? Porque nos sentimos impotentes. E viramos a cabeça e seguimos em frente.

No momento, estou cheio de esperança. Essa esperança vem de multidões de pessoas para quem a nossa banda teve a sorte de tocar noite após noite aqui na Europa. Ver bandeiras de tantas nações diferentes e todas essas multidões reunidas em paz e alegria é a exata inspiração por trás das palavras que eu senti necessidade de dizer. Na tentativa de fazer um apelo por mais paz no mundo em um show de rock, estamos refletindo os sentimentos de todos aqueles com os quais tivemos contato e assim temos um entendimento melhor uns dos outros.

Isso é algo que não vou parar de fazer. Pode me chamar de ingênuo. Prefiro ser ingênuo, sincero e esperançoso do que conformado e com medo de dizer alguma coisa que possa ser mal interpretada.

A maioria dos humanos nesse planeta são consumidos pela busca de amor, saúde, família, comida e abrigo do que qualquer tipo de guerra. A guerra machuca. Não importa de que lado as bombas caiam, ela machuca. Com todos os alcances globais de tecnologia moderna, comunicação e dispositivos de informação, interpretação do genoma humano, robôs em Marte, etc, realmente precisamos nos conformar com a realidade devastadora de que conflitos são resolvidos com bombas, assassinatos e barbárie?

Somos uma espécie tão especial. Capaz de criar beleza. Capaz de avanços inspiradores. Precisamos ser capazes de resolver conflitos sem derramar sangue.

Eu não sei como reconciliar o arco íris de bandeiras em paz que vemos em nossos shows todas as noites com a quantidade de notícias diárias de conflitos e suas consequências terríveis. Eu não sei como processar o sentimento de culpa e cumplicidade quando ouço falar das mortes de famílias de civis a partir de um ataque dos Estados Unidos. Mas eu sei que não podemos deixar a tristeza se tornar apatia. E eu sei que somos melhores quando buscamos uns aos outros.

“Espero que um dia você venha para o nosso lado…” (“I hope someday you’ll join us”)

Ouça o que o cara disse.

 

Discurso original

Você pode ver e ler em Português o discurso original de Eddie Vedder no show do Pearl Jam clicando aqui.

Após turnê pela Europa, a banda irá agora descansar e voltar às atividades em Outubro quando faz uma série de shows pelos Estados Unidos.

O mais recente disco do Pearl Jam é Lightning Bolt, de 2013.

10 proezas de Eddie Vedder

eddie-vedder-3

Veja a nossa lista com 10 proezas da carreira de Eddie Vedder clicando aqui.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!