courtney-love-hank-harrison

Hank Harrison é o pai de Courtney Love e também ex empresário de uma das bandas de rock’n’roll mais conhecidas de todos os tempos, o Grateful Dead, o que talvez explique seu envolvimento com drogas e o afastamento da família quando Love era jovem.

Depois do bilhete encontrado na carteira de Kurt Cobain e liberado essa semana pela Polícia de Seattle onde o autor chama Love de “puta com espinhas,” Harrison disse ter certeza de que sua filha está envolvida no assassinato, mesmo que não tenha puxado o gatilho.

A ideia de Harrison é publicar novamente um livro que já havia sido lançado por ele anteriormente chamado Love Kills: The Assassination Of Kurt Cobain, já que para ele esse novo bilhete é a prova que faltava para comprovar que a morte do líder do Nirvana não teria sido por suicídio:

Se você ler o significado real desse pequeno bilhete, e colocar ao lado do resto das provas, qualquer pessoa com meio neurônio poderá concluir que algo terrível aconteceu.

bilhete-kurt-cobain-courtney-completo

Harrison, que diz ser capaz de provar o envolvimento da filha no caso, ainda questiona o fato da Polícia demorar 20 anos para revelar o bilhete, dizendo que isso só aconteceu porque o caso já havia sido “decidido” como suicídio, então mais provas não eram necessárias.

Há muitos anos afastado de Love, Hank Harrison chegou a ser acusado por sua ex mulher de dar LSD para a líder do Hole quando ela era criança, e disse há 10 anos que sua filha é uma psicopata:

Ela é uma psicopata, tem uma personalidade sociopata como eu. Não sei quem o matou. Eu sei quem se beneficiou com sua morte: minha filha.

Você pode ver um trailer do filme que será lançado esse ano abordando a teoria de que Kurt Cobain teria sido assassinato e o envolvimento de Love no caso clicando aqui.

Fonte: Daily Mail