CDs
 

CDs

A indústria da música já convive com a pirataria digital há praticamente 10 anos, mas ainda sofre com os impactos dela e do novo modelo que se instaurou há um bom tempo no mundo todo.

Essa semana o mercado dos Estados Unidos atingiu um recorde negativo histórico ao registrar a pior semana de vendas desde 1991, quando a Nielsen Soundscan começou a registrar esses números.

A semana que acabou no dia 12 de Janeiro registrou o número de 4,25 milhões de discos vendidos nos Estados Unidos, contra 4,49 da então pior marca registrada na semana que terminou em 27 de Outubro de 2013.

Dessa forma, em menos de 3 meses aconteceram as duas piores semanas na história recente da indústria musical do país.

No total, 2013 teve 289,41 milhões de cópias vendidas, enquanto em 2000, por exemplo, foram mais de 785 milhões, o que mostra como os números caíram drasticamente de lá pra cá.

Ainda que em Janeiro seja normal uma queda nas vendas de discos (e de todo o resto que se possa imaginar), é cada vez mais nítido que artistas e gravadoras ainda estão se adaptando ao novo mercado, recorrendo na maioria das vezes às performances ao vivo e novas mídias digitais.

Fonte: NME

Discos de Vinil

Se as vendas de discos no geral não estão bem, as de discos de vinil, em compensação, crescem a cada ano.

Em 2013 houve um aumento de 30% nas vendas de LPs, fazendo com que fosse atingido um dos maiores níveis desde os Anos 90, além de consolidar o formato mais querido de áudio, já que há mais de 5 anos as vendas dele só crescem.