Lostprophets chega ao fim

Nas últimas semanas publicamos aqui sobre Ian Watkins, ex-vocalista da banda galesa Lostprophets, que se declarou culpado de várias acusações de pedofilia, incluindo algumas que diziam respeito à tentativa de abuso de um bebê de 11 meses.

Depois que o próprio assumiu a culpa em um caso onde ainda aparecem drogas, imagens e abuso de animais, os integrantes do grupo vieram a público para falar a respeito em um texto publicado na Internet:

No começo da semana ficamos sabendo que as acusações contra Ian são verdadeiras e que ele não as contestaria. Até então, achávamos tudo isso muito difícil de acreditar e gostaríamos que não passasse de um engano. Infelizmente, a verdade sobre esse terrível comportamento é impossível de negar.

Muitos de vocês querem, com razão, saber se sabíamos do que Ian fazia. Para sermos claros: não sabíamos. Sabíamos que Ian era um cara difícil. Nossas relações pessoais com ele se deterioraram nos últimos anos até um ponto que trabalharmos juntos era um desafio constante e terrível. Mas apesar de suas batalhas contra as drogas, seu comportamento egoísta e as resultantes fraturas e frustrações dentro da banda, nunca imaginamos que ele seria capaz de um comportamento do tipo que admitiu.

Estamos com os corações partidos, com raiva e com nojo do que foi revelado. Isso irá nos assombrar pelo resto das nossas vidas. Estar em uma banda sempre foi um trabalho de amor e uma plataforma para inspirar pessoas, e não tirar vantagem delas. Ainda é difícil acreditar que isso esteja acontecendo e que alguém tão próximo da gente destruiu tantas vidas, sempre mentindo. Nossos corações ficam com a família de Ian, os fãs e amigos que ele traiu, e mais importante, as vítimas de seus crimes e outros como eles. Esperamos justiça, e também que Ian seja responsabilizado por tudo que fez. Pedimos para que quaisquer outras vítimas liguem para a Polícia.

Jamie, Lee, Luke, Mike e Stu

Recentemente a rede de lojas de discos britânica HMV resolveu retirar todos os discos da banda de suas prateleiras.