Dinho no Audio Retrato

Da MPB exilada dos anos 70 até o Funk carioca, a música brasileira passou por muitas modificações. E as melhores pessoas para contarem essa história são as que viveram cada momento. É com essa idéia em mente que surgiu a série de documentários “Áudio Retrato”, em exibição do canal BIS HD, do Multishow.

Dirigido e idealizado por Ricardo Nauenberg, o projeto consiste em trazer um músico para o estúdio e ouvir a história pelo ponto de vista dele, além de interpretar canções de cada época.

Já teve Fernanda Abreu falando sobre o funk carioca, suas origens e particularidades; Evandro Mesquita e a geração do desbunde que marcou os anos 70 no Rio de Janeiro; Gabriel o Pensador e as origens da música de protesto. Gilberto Gil fala da Londres dos anos 70, período em que esteve no exílio. Dinho Ouro Preto dá seu depoimento sobre o paradoxo da geração rock Brasília, tão crítica e ao mesmo tempo próxima do poder; e Lenine define a música universal, que vai do rock a sanfona de Luiz Gonzaga.

O projeto foi inspirado em outro documentário do diretor, “White Black and Blues”, onde B.B. King contou sua versão da história da luta dos direitos civis nos Estados Unidos através da música.

Apaixonado por música e se discrevendo como um filho do Rock’n’Roll, Nauenberg diz que tudo tem música envolvida. E que podemos tirar grandes histórias delas.

O programa vai ao ar às sextas-feiras, 19h. Rolam vários reprises, fique ligado na programação.

Além disso, vale procurar “O Inventor de Sonhos”, filme do diretor que está nos cinemas de algumas cidades pelo país. Mais informações no site do filme.