City and Colour anuncia data de lançamento do novo disco
Ouça o novo disco de Diego Tavares!  

City And Colour

O City And Colour começou como um projeto paralelo de Dallas Green, ex Alexisonfire, mas tornou-se sua ocupação principal nos últimos anos.

Com uma mistura de baladas acústicas, folk e  uma voz impressionante e inconfundível, o cara está lançando um disco novo chamado The Hurry And The Harm, que está saindo aqui no Brasil via Deck, e conversamos com ele a respeito do trabalho, da carreira, da sua ex banda, do folk e, obviamente, perguntamos se ele tem mais discos que amigos.

Leia na sequência a entrevista exclusiva com o cara.

Clique nos botões “Anterior” e “Próximo” ou navegue pelas setas do teclado.

TMDQA!: O City And Colour começou como um projeto solo, com você cantando e tocando violão. Hoje, você tem outros músicos envolvidos nos discos. Como eles ajudaram a moldar o som de “The Hurry And The Harm”?
Dallas Green: Eu trabalho com caras excelentes na banda que viaja comigo, e chamei outras pessoas para tocar no disco também. Eles todos têm seus estilos próprios e experiências musicais, e foi ótimo vê-los trazendo esses elementos para as minhas músicas. Todos eles adicionam pequenas partes de si mesmos nas músicas.

TMDQA!: Quando você estava no Alexisonfire, não escrevia todas as músicas sozinho, como faz no City And Colour. É mais difícil completar uma música sem a ajuda de outra pessoa? Ou suas ideias fluem melhor sem a interferência de outros?
Dallas Green: Cada caso é diferente. Eu não acho que um seja mais fácil ou mais difícil que outro. Eu sempre escrevi músicas por conta própria. Até mesmo com o alexisonfire, a gente trazia as músicas para o grupo e construía a partir daí. Então é basicamente a mesma coisa para mim, com a diferença de que no City And Colour, sou só eu.

TMDQA!: Como foi a experiência de gravar em fita no seu disco anterior, “Little Hell”?
Dallas Green: Eu escolhi a fita em “Little Hell” porque o estúdio (uma igreja antiga reformada para esse fim) e as músicas eram adequadas ao som da fita. Foi uma experiência ótima, mas um processo nada fácil. Trabalhar com Alex Newport em ambos os meus álbuns fez com que tudo funcionasse.

TMDQA!: Que bandas e artistas inspiram o City And Colour? Você ouve antigos discos de blues e folk para ajudá-lo a compor suas músicas?
Dallas Green: Eu ouço todo tipo de música. Eu diria que a minha vida inspira o City And Colour, mais do que as músicas que eu ouço enquanto estou compondo.

TMDQA!: Você tem planos de tocar em uma banda “de rock” no futuro, mesmo que não soe como o Alexisonfire?
Dallas Green: “Rock” não está necessariamente fora do meu futuro. Eu sempre tenho o que gosto de chamar de “mind bands” em minha cabeça. Eu posso me imaginar compondo músicas pesadas sob nomes diferentes, se a inspiração aparecer. Apesar disso, no exato momento eu estou feliz em compor as músicas que estou compondo. Como compositor, não estou em um estado de espírito para isso agora – mas aprendi a nunca dizer nunca.

Ouça a nova música de Juliah!