Butch Vig fala sobre Kurt Cobain e Billy Corgan

Recentemente Butch Vig deu uma entrevista bem interessante para o site Songfacts. Ele falou um pouco sobre o processo de composição com o Garbage, e também comparou a forma de trabalhar de Kurt Cobain e Billy Corgan:

Kurt não tinha muita paciência para fazer as coisas mais do que duas vezes. Mas ainda assim, ele queria que um álbum soasse muito bem. Quando terminamos o Nevermind ele curtiu muito. Depois ele meio que deu uma esnobada, porque você não pode manter a pose de punk e ao mesmo tempo comemorar o fato de vender milhões de discos. Mas ele adorou o disco quando finalizamos. Depois o Dave e o Krist confirmaram isso quando fizeram entrevistas para divulgar o Nevermind 20th.

Kurt queria fazer um álbum ambicioso, mas eu tinha sorte quando conseguia fazê-lo gravar mais do que dois takes, ou dobrar as partes de guitarra. Se ele não conseguisse em duas tentativas, colocava a guitarra de lado.

Já o Billy era mais perfeccionista. Ele trabalhava em uma música ou em alguma parte por horas. Ele não ligava, fazia o que fosse preciso. Eu respeito muito isso, porque queria trabalhar com uma pessoa que fizesse qualquer coisa para deixar tudo perfeito. Não pra dizer que existe uma performance perfeita, mas você sabe quando conseguiu um take que soa como você queria. Eu gostava muito e respeitava a forma de trabalhar do Billy.

Para conferir o bate-papo completo com Butch Vig é só dar uma olhada lá no Songfacts.

Fonte: GrungeReport