Resenha e fotos: My Bloody Valentine em Londres (13/03/13)
 

My Bloody Valentine – Guitarras turbinadas

Resenha e fotos: My Bloody Valentine em Londres (13/03/13)

Resenha por Stella Bruk
Fotos por Thanira Rates

 

Em Janeiro o My Bloody Valentine se apresentou numa casa pequena em Londres (Brixton Electric), apenas para deixar os fãs com “gostinho de quero mais”. Voltando a Londres para mais 2 shows no Hammersmith Apollo, o MBV mostrou a que veio.

O álbum mbv foi lançado em Fevereiro de 2013, sem muito estardalhaço, chegou mansinho, quase que despercebido pela crítica, que insiste em colocar Loveless como patamar máximo da banda, entre amor-ódio o novo trabalho está aí para perfeccionistas, como Kevin Shields – o álbum todo foi realizado sem nenhum processo digital na gravação.  A banda estava devendo um registro completo de estúdio aos fãs há 22 anos.

Resenha e fotos: My Bloody Valentine em Londres (13/03/13)

Logo na entrada da casa de shows Hammersmith Apollo, os funcionários distribuíam earplugs, aos 5000 fãs esperados para a noite.  Muito estranho, normalmente isso não é feito nem em shows de heavy metal, muita gente passou reto sem aceitar o presente.

Depois do show de abertura da banda pop experimental de origem francesa, Le Volume Courbe, o público teve que aguardar um atraso do MBV de meia hora. Mas sempre vale a pena esperar. Num show sem conversas com o público e sem longos intervalos entre as músicas, a banda tocou 17 canções. O único momento que Shields se dirigiu ao público foi no final, quando disse “Boa noite, obrigado”.

Resenha e fotos: My Bloody Valentine em Londres (13/03/13)

Foi um grande show de guitarras experimentais, Shields e Bilinda estavam mais conectados do que nunca, a baixista Debbie Googe e baterista Colm Ó Cíosóig seguiam no mesmo ritmo.

A banda abriu com “I Only Said” e suas agradáveis repetições infinitas de loops de guitarra. Já os vocais bastante conhecidos de “When You Sleep” e “New You”, ficaram devendo; os microfones de Shields e Bilinda estavam muito baixos em relação ao som das guitarras, poderia ter sido somente nestas músicas, mas infelizmente ocorreu no show inteiro.

Resenha e fotos: My Bloody Valentine em Londres (13/03/13)

Os níveis de decibéis foram gradualmente compondo a noite de forma extrema; “Come in Alone”, “Only Shallow” e “Thorn” seguindo Nothing Much to Lose . Os jogos de luzes e a psicodelia da arte dos vídeos projetados no telão ao fundo davam um ar mais frenético ao show. A curtição do público era visivelmente individual, as pessoas curtiam de olhos fechados serpenteando o corpo no manejo das guitarras.

Do novo álbum, “Only Tomorrow, New You” e  “Wonder 2”, que foi emendada com 10 minutos de puro turbilhão de  “You Made Me Realis”. A guitarra de Shields e a bateria de Colm justificaram o presente dado logo na entrada da casa de shows – as pessoas se entreolhavam desacreditando o quão alto estavam os equipamentos. Da mesa de som, os operadores colocaram o som no talo, podíamos sentir o som fazendo as paredes tremerem. Só por brincadeira, coloquei meu copo de cerveja paradinho no balcão do bar e era possível ver o líquido tremer como geleia. A sensação era que estávamos na pista do aeroporto na partida de um jato, as guitarras como turbinas ensurdecedoras.

Se a intenção de Shields foi menos vocal e mais distorção, ele conseguiu, e com louvor.

Setlist:

01. “I Only Said”
02. “When You Sleep”
03. “New You”
04. “You Never Should”
05. “Honey Power”
06. “Cigarette in Your Bed”
07. “Only Tomorrow”
08. “Come in Alone”
09. “Only Shallow”
10. “Thorn”
11. “Nothing Much to Lose”
12. “To Here Knows When”
13. “Slow”
14. “Soon”
15. “Feed Me With Your Kiss”
16. “You Made Me Realize”
17. “Wonder 2”

Galeria:

[nggallery id=9]