The Baggios - Aqui Vou Eu

A dupla The Baggios faz rockão dos bons, cheio de influências de blues, e nos últimos anos tornou-se um dos nomes mais interessantes da música independente nacional.

Em parceria com os caras, que estiveram em nossa lista de 27 bandas com dois integrantes, estamos promovendo o lançamento do novo clipe da banda para celebrar diversos marcos importantes na carreira da dupla, como os nove anos de existência e o encerramento do ciclo de divulgação de seu primeiro disco de estúdio.

Para celebrar tantas ocasiões importantes, os caras resolveram tirar da gaveta material que estava guardado e/ou esquecido e criaram um pequeno “road movie” para a música “Aqui Vou Eu”.

Logo abaixo você confere um bate papo curto que tivemos com Júlio Andrade, guitarrista e vocalista do duo sergipano, a respeito do clipe, e na sequência você pode assistir ao mesmo.

Divirta-se!

TMDQA!: Como surgiu a ideia de lançar um “road movie” para fechar os trabalhos de divulgação do último disco?
Júlio Andrade: Quando lançamos o disco tínhamos preferências de três músicas para fazer  clipes, duas delas já lançamos, e um certo dia estou eu vasculhando os arquivos de vídeo e me dei conta de quanto material legal estava engavetado.
Nas horas vagas curto mexer com edição, e como estamos sem fazer turnê desde janeiro, usei esse tempo vago para editar um novo clipe da banda. A terceira música que faríamos um clipe seria “Aqui vou eu”, música que fiz inspirado no hiponga de Brasília que veio parar em São Cristóvão, Sergipe, (de bike) vendendo artesanato, e eu acreditei que tivesse tudo a ver fazer um “road movie” dessa música.

TMDQA!: A banda teve uma projeção nacional muito bacana com o último trabalho, o que podemos esperar do novo álbum?
Júlio Andrade: Nosso primeiro álbum nos deu muita alegria mesmo, nos orgulhamos desse nosso primeiro filhão!
O novo disco vem com mais melanina, acho que a música negra tá mais presente, tem mais peso também, 80 % das músicas o fuzz tá ligado, as letras também lidam com um certo tema (longe de ser um álbum conceitual), mas tem uma energia nelas que as ligam.  Estou muito empolgado com essas novas músicas, e ansioso para divulga-lo, estão todas devidamente ensaiadas esperando o REC.

TMDQA!: Conte-nos alguma curiosidade desse clipe!
Júlio Andrade: A cena do minuto 1:16, foi tirada do making of do ensaio que resultaria na capa do nosso primeiro disco, daí tive outra ideia para a arte do álbum e a foto acabou se tornando a capa do livro do Snapic, no minuto 1:53 mostra quando encontramos com Edy Star na galeria do rock, e ficamos trocando ideias lá por umas três horas, ouvimos histórias engraçadas pra dar e vender, inclusive do mestre Raul Seixas que era grande amigo dele.