Yoko-Ono

Uma entrevista que Yoko Ono cedeu ao Huffington Post reapareceu recentemente e os comentários da cantora sobre o fim dos Fab Four vieram à tona. Originalmente, a entrevista foi dada à Joe Smith, em 1987, mas por algum motivo nunca esclarecido o áudio da gravação em que eles discutiam o fim dos Beatles havia desaparecido e só voltou a aparecer agora.

Falando sobre os garotos de Liverpool, Ono confirma uma versão já conhecida pelos beatlemaniacos: a de que Paul McCartney era o único que gostaria de continuar com a banda e compara a relação dos quatro com um divórcio. Os Beatles estavam ficando muito independentes disse Ono. Cada um deles estava se tornando independente e John, na verdade, não foi o primeiro a pensar em deixar os Beatles. Uma noite, vimos Ringo (Starr) com Maureen (Starkey Tigrett) e ele veio até a gente e disse que queria ir embora.  

E ela continua: George foi o próximo e só depois o John. Paul foi o único a tentar manter os Beatles juntos, mas os outros três pensaram que Paul iria fazer os Beatles serem a sua banda e isso não iria dar certo.  

Recentemente Paul defendeu Yoko das acusações de ter sido a causadora do fim da banda, uma das mais famosas teses sobre o tema e a cantora o agradeceu. Ono também lançou recentemente uma marca de roupas masculinas inspirada em seu marido John Lennon.