Planeta Terra Festival
 

Planeta Terra 2012

Colaboração Rakky Curvelo

Um festival para os indies, sem sombra de dúvida, foi o Planeta Terra Festival 2012. As 13 atrações anunciadas com dois meses de antecedência à festa se reuniram em dois palcos, com uma distância considerável um do outro, no local que recentemente tornou-se forte cotado para festivais, o Jóquei Club.

A entrada

Com vários portões instalados entre as extremidades do Jóquei, a entrada para o evento não teve grandes confusões e foi organizada. Um mapa com os ambientes era entregue a cada novo entrante, o que facilitava a localização. Estandes com comes e bebes patrocinados pelas principais marcas apoiadoras do evento estavam distribuídos por todo o ambiente, o que fazia com que as pessoas não precisassem andar muito ou enfrentar grandes filas para chegar a eles. Os preços, como em todo festival, eram bem salgados.

Outros espaços com preços nada convidativos eram o Espaço Mundo Mix, com camisetas, bodys para bebês e acessórios do mundo indie e a loja oficial do evento, que subia os preços de suas camisetas conforme o final das apresentações se aproximava.

Os ambientes

A estrutura preparada para o festival contava com diversos ambientes para distrair a galera entre um show e outro. Um deles era uma área de repouso patrocinada pela Blackberry, com puffs e uma estrutura de bancos de madeira. A área também contava com Wi-fi para manter a turma conectada e um espaço para recarregar os celulares.

O estande da Claro simulava uma corrida em um carro de Formula 1, o da HP mostrava os novos lançamentos da marca nas mãos de sósias da Amy Winehouse, Freddie Mercury e Slash, que tiravam fotos com a galera, além de promover a reciclagem de todo o lixo produzido na festa, por meio de seus “recicleiros” espalhados pelo evento.

Outras ações de marketing foram a Clouse-up, que promoveu um desafio chamado de “Keep Calm and Beija Muito” em que filmava casais se beijando para exibir nos telões dos palcos nos intervalos dos shows e da Chevrolet e Gol que customizaram as áreas VIPs do evento. Um posto médico podia ser encontrado de qualquer lugar em que você estivesse no festival e os banheiros foram bem distribuídos pelos ambientes.

Ambientes Planeta Terra

Mercado Mundo Mix Planeta Terra

Os primeiros shows

A primeira banda a se apresentar no evento foi a vencedora do desafio criado pelo também patrocinador Banco do Brasil, Far From Alaska, seguidos da banda Madrid às 13h50, ambas no palco Claro Indie Stage. A dupla formada por Marina Vello (ex-Bonde do Rolê) e Adriano Cintra (ex-Cansei de Ser Sexy) fez um bom show para um pequeno público que ainda chegava ao evento e estava mais preocupado em fugir da garoa.

A dupla tocou por 50 minutos suas músicas em inglês sustentadas basicamente pelo teclado de Adriano e, de vez em quando, a guitarra na mão de Marina, com um som muito diferente de suas ex-bandas. Antes de a vocalista entrar no palco, Adriano afinava as notas em seu teclado e, para anunciá-la, disse: “Ah, a Marina sofreu um acidente antes do show”. Quando entrou, Marina tinha “sangue” em volta do pescoço, nos braços e um “ferimento” na testa.

Banda Madrid festival planeta Terra

Marina Vello e Adriano Cintra da banda Madrid

Em seguida foi a vez da Banda Uó que enfrentou mais chuva do que o Madrid mas, nesse caso, o público pareceu não se importar. Acompanhados por uma dupla de DJs e quatro dançarinos, o trio formado por Mateus Carrilho, Davi Sabbag e a provocante Mel colocou todo mundo pra dançar ao som de versões de músicas consagradas como “Rosa”, originalmente “Last Night”, do Strokes. Outro hit da banda cantado pelos presentes foi a divertida “Shake de Amor” com seu refrão pegajoso e divertido “vou me vingar de você”. O grupo assumidamente brega encerrou sua apresentação com a divertida “Faz Uó e canta junto?”.

Como Mateus comentou durante o show, este mês a banda completa dois anos de estrada e parecia muito empolgada pela possibilidade de tocar no Festival.

A cantora Little Boots foi a seguinte a subir ao palco. Acompanhada de um baterista e um DJ, a artista inglesa pareceu muito empolgada durante sua apresentação, comentando sobre como era a primeira vez que estava na América do Sul e que tinha demorado muito para vir pra cá, para então começar a tocar “New in Town”. Com seu som bem dançante, a cantora conseguiu animar o público que a essa altura já não se importava mais com a quantidade de chuva que caia no Jóquei.