Brian Fallon Comenta Sobre o Tão Aguardado Álbum do The Gaslight Anthem

Cada vez mais perto de lançar Handwritten, seu quarto álbum de estúdio com The Gaslight Anthem, uma das melhores bandas da atualidade, o frontman Brian Fallon comentou sobre o registro com a revista norte-americana Rolling Stone.

Na entrevista, Fallon falou que o show que fizeram com Bruce Springsteen, grande influência para banda, em dezembro de 2011, no Asbury Park Convention Hall, mudou a concepeção que seus integrantes tinham: Aquele show foi como uma grande despedida para nós. Foi um adeus à muitas coisas. Sentimos-nos como, ‘beleza, essa é a banda que éramos – mas agora, iremos escrever sobre assuntos diferentes.

Ele também contou que se sentiu bastante pressionado para fazer com que Springsteen também admirasse o trabalho feito em American Slang, disco de 2010: Eu pensei, ‘O que eu irei fazer? Minha carreira depende disso. Eu estava apavorado.

Inspirado por uma frase de Bono (U2) – o passado tem que se tornar como um membro a ser cortado -, Fallon então resolveu esquecer todo o material já lançado com o Gaslight Anthem e partir do zero, mudar tudo em Handwritten, além de querer escrever diretamente para quem fosse conferir o registro, chegando a dizer que não há personagens ou imagens pintadas de algum tempo, como antes.

O músico também contou que pensava que o produtor do novo álbum, Brendan O’Brien, não fosse ficar impressionado com o material, já que havia trabalho com Pearl Jam, Rage Against the Machine e com o próprio Bruce Springsteen, mas ele ficou super atiçado.

Apesar do Gaslight Anthem viver atualmente o melhor momento de sua carreira e ter atraído a atenção da mídia para Handwritten, Fallon revelou que, pela primeira vez, não está com medo das pessoas não gostarem desse álbum: Eu não ligo para o que Bruce Sprigsteen, Eddie Vedder ou qualquer outro amigo meu vá achar desse disco. Eu não ligo. Se você quer ir conosco, você tem que crescer conosco. Esse é o trato.

Handwritten será lançado no dia 23 de julho no Reino Unido e no dia seguinte nos Estados Unidos, via Mercury Records. Recentemente, o grupo relevou a capa e a tracklisting do registro, além do viciante single “45.

Em tempo, para assistir na íntegra a apresentação que a banda fez na última quarta-feira (16 de maio), em Nova York, clique aqui.