Dawes - Nothing Is Wrong
Ouça a Playlist Climão de Dia dos Namorados!   Ouça o novo álbum do Melim!  

Dawes - Nothing Is Wrong

Resenha por João Mateus, do blog O Musicófilo

Dawes é uma banda americana de Pop-Folk-Country-Rock (sim, é difícil rotular o som da banda em um único gênero) formada em 2009, e que já tem em sua discografia dois álbuns, North Hills de 2009 e Nothing Is Wrong lançado em junho de 2011.

A sonoridade da banda passeia entre inúmeros gêneros em músicas com arranjos de fácil assimilação e andamento médio, transformando a bela sequência de canções em uma ótima trilha sonora para qualquer situação. A capa do disco chama atenção por sua simplicidade e beleza, tendo apenas uma foto da banda, provavelmente em uma passagem de som, e os nomes do grupo e disco escritos meio à moda antiga.

Logo de cara “Time Spent In Los Angeles”, a melhor música do álbum, abre caminho para as faixas seguintes com estrofes simples e um refrão pegajoso (no bom sentido) que faz com que o ouvinte queira ouvir a música diversas vezes seguidas, isso sem falar nas belas partes instrumentais compostas para a faixa. “If I Wanted Someone” vem em seguida com uma boa métrica na linha vocal, uma pequena frase feita pelo piano que faz muita diferença no arranjo e um ótimo trabalho nas harmonias vocais do refrão.

“My Way Back Home” puxa a sonoridade da banda para o Country, tendo o violão como instrumento condutor, onde mais uma vez os músicos da banda capricham nas harmonias vocais, ponto alto do arranjo que ainda conta com uma levada de bateria muito bem elaborada e um bom solo de guitarra. A frase inicial de “So Well” lembra muito a famosa música do Pink Floyd “Wish You Were Here”, mas a semelhança entre as duas fica por ai mesmo.

Em “How Far We’ve Come” o grupo finca os dois pés no Country, usando ritmos, vocais e instrumentais, e frases melódicas características do gênero. “Fire Away” vem logo em seguida e já está mais para o Pop Rock com seu refrão leve e fácil de cantar. “Million Dollar Bill” é uma das faixas mais lentas do disco e mostra toda a habilidade da banda em deixar a música respirar, deixando alguns espaços vazios no arranjo que criam um clima muito agradável.

Dawes é uma banda nova e com pouco tempo de estrada, mas já em seu segundo trabalho conseguiu fazer um ótimo disco e seus músicos foram reconhecidos por uma das maiores publicações relacionadas a música do mundo, a Rolling Stone americana, estando na 35ª posição na lista de melhores álbuns de 2011, à frente de discos aclamados pela crítica como Blood Pressures do The Kills, Stone Rollin do Raphael Saadiq e Let England Shake da PJ Harvey. Ou seja, a banda tem um futuro brilhante para suas músicas.

 
 
Compartilhar