aula de música nas escolas do país
 

aula de música nas escolas do país

Seria a inclusão da música como matéria obrigatória nas escolas um fator positivo ou negativo para a evolução social das pessoas? Posso parecer preconceituoso quando me refiro a música como fator determinante da questão de comportamento e pensamento, mas há anos eu tenho observado e digo que em 99% dos casos eu estou correto.

Quem ouve música de qualidade costuma pensar mais, ler mais e não ter atitudes, digamos, tão desprovidas de inteligência.

Será que a tentativa de incluir a música nas escolas é uma tentativa de elevar as questões culturais dos alunos, promovendo assim cidadãos que, interessados em qualidade e inteligência, se tornem em provedores de um futuro melhor?

De acordo com a lei nº 11.769, de 18 de agosto de 2008, a partir desse ano as escolas do país terão que incluir na grade de ensino de forma obrigatória as aulas de música que consistirão de prática de tocar, desenvolvimento em audição, criação musical e história da música.

O intuito desta nova lei não é tornar alunos em músicos profissionais, mas sim ajudar no desenvolvimento cultural, incentivar o contato com diferentes linguagens e democratizar o acesso a arte.

O Brasil precisa de alternativas que promovam o desenvolvimento e não o emburrecimento, como a televisão tem feito, como a música popular das rádios tem feito.

Espero que isso realmente se torne real. Lamento por não participar dessa parte do ensino como aluno.

Ouça o novo álbum do Melim!  
 
Compartilhar