Pearl Jam leva fãs ao delírio em festival comemorativo

60 músicas, em quase 6 horas de show divididas em duas apresentações: assim podemos resumir o PJ20 Destination Weekend, festival promovido pelo Pearl Jam no último fim de semana, para comemorar os 20 anos de carreira do grupo (que ainda vai ser bastante celebrado). Mais do que um conjunto de simples performances, o festival superou as expectativas do público, e entrou para a lista de momentos inesquecíveis das duas décadas de existência da banda.

Queens Of The Stone Age, The Strokes e Mudhoney foram os convidados de honra do festival, sediado no Alpine Valley, renomado espaço de show próximo a Chicago. Em sets curtos e dinâmicos, as duas bandas aqueceram a plateia – especialmente no sábado (3), quando uma chuva insistente chegou a atrasar as primeiras apresentações no início da tarde. Mas até nos shows de abertura a grande atração era o Pearl Jam. Eddie Vedder subiu ao palco para cantar “Juicebox” ao lado de um estranhamente animado Julian Casablancas, e tocou cowbell em “Little Sister”, sucesso do QOTSA. As noites prometiam.

O primeiro show foi perfeito para os fãs mais apaixonados, daqueles que adoram aquelas faixas obscuras que o ouvinte normal às vezes nem sabe que existem. O ponto alto foi a primeira reunião oficial do Temple Of The Dog, projeto que surgiu logo antes do lançamento do primeiro álbum do Pearl Jam, com Chris Cornell (Soundgarden) nos vocais, e todos os atuais integrantes do PJ como banda de apoio. Julian Casablancas, Josh Homme, Liam Finn, diversos integrantes do Mudhoney e até o filho do beatle George Harrison, Dhani, participaram do show.

Setlist 03/09:
Release, Arms Aloft (cover de Joe Strummer), Do The Evolution, Got Some, In My Tree, Faithful, Who You Are (com Liam Finn, John Doe, e o baterista do Mudhoney, Dan Peters), Push Me Pull Me, Setting Forth, Not For You (com Julian Casablancas), In The Moonlight (com Josh Homme), Deep, Help Help, Breath, Education (com Liam Finn), Once, State Of Love And Trust (com Dhani Harrison), Better Man, Wasted Reprise, Life Wasted.

Encore #1: Rearviewmirror, Stardog Champion (cover de Mother Love Bone com Chris Cornell), Say Hello To Heaven (com Chris Cornell), Reach Down (com Chris Cornell), Hunger Strike (com Chris Cornell), Love Reign O’er Me (cover de The Who), Porch

Encore #2: Kick Out The Jams (cover de MC5, com o Mudhoney)

Já a segunda noite reuniu vários dos grandes sucessos da banda, entre alguns covers inesperados, mais participações especiais, outra reunião do Temple Of The Dog e um setlist ainda maior: 32 músicas, incluindo uma música inédita, composta por Eddie Vedder horas antes do show. Dá uma olhada:

Setlist 04/09:
Wash, The Fixer, Severed Hand, All Night, Given To Fly, Pilate, Love Boat Captain, Habit (com Liam Finn), Even Flow, Daughter, Leatherman, Red Mosquito (com Julian Casablancas), Satan’s Bed, Small Town, Unthought Known, New World (cover do X, com John Doe), Black, Jeremy

Encore #1: Música inédita sem nome (apelidada de “I’m So Glad We Made It Until It All Got Good”), Just Breathe, Nothingman, No Way, Public Image (cover de Public Image Limited), Smile (com Glen Hansard), Spin The Black Circle

Encore #2: Hunger Strike (com Chris Cornell), Call Me A Dog (com Chris Cornell), All Night Thing (com Chris Cornell), Reach Down (com Chris Cornell), Sonic Reducer (com Mark Arm e Steve Turner)

Encore #3: Alive, Rockin’ In The Free World (cover de Neil Young), Yellow Ledbetter/Star Spangled Banner

Ah! E não esquece de passar aqui e conferir várias fotos do PJ20 Museum, uma galeria com obejtos raros e pessoais que ficaram expostos durante o evento.