Reign of Kindo em São Paulo - Samyr Aissami
 

Reign of Kindo em São Paulo - Samyr Aissami

Conheci o The Reign Of Kindo há alguns anos, e não precisei mais do que um download ilegal para me encantar com o que ouvi no primeiro EP do quinteto, lançado em 2007. No ano seguinte, com o espetacular álbum de estreia do grupo, Rhythm, Chord & Melody, eles me conquistaram de vez, mesclando de forma até então inédita – e surpreendentemente eficiente – elementos de jazz, rock, e percussão latina. Maravilhado por ter encontrado uma banda nova e verdadeiramente original, indiquei a todo mundo que pude, esperando que o boca-a-boca trabalhasse pelo bem do conjunto.

E funcionou. Na primeira passagem dos novaiorquinos por São Paulo, no último sábado (20), foi possível perceber que, assim como eu, outras centenas de pessoas descobriram o The Reign Of Kindo pelos caminhos tortuosos da internet e fizeram um excelente trabalho de divulgação da banda em blogs, redes sociais e afins. Seria exagero afirmar que o Manifesto Bar estava lotado, mas chamar os fãs presentes de apaixonados seria um eufemismo; não me lembro da última vez que vi uma banda internacional ao mesmo tempo tão desconhecida e tão bem recebida pelo público presente.

No primeiro verso de “Needle & Thread”, que também abria o supracitado EP, a plateia estava ganha. Os sorrisos e as trocas de olhares entre os integrantes denunciavam a surpresa com a reação quente dos presentes, que cantavam absolutamente tudo. “Out Of Sight, Out Of Mind” veio em seguida para abrir uma série três faixas do segundo álbum da banda, This Is What Happens (2010), esgotado na banca de merchandising segundos após o fim do show.

Daí pra frente o setlist seguiu apoiado em TIWH, com inserções de faixas dos lançamentos anteriores e um bonito cover acústico para “Hallelujah”, de Leonard Cohen. O talento da banda é inegável, mas ao vivo é ainda mais evidente. O controle de dinâmica dos músicos é perfeito, e o grupo soa coeso da primeira à última nota.

Reign of Kindo em São Paulo - Samyr Aissami

Após o encerramento com um dos pontos altos do show, “Thrill Of The Fall”, a banda voltou ao palco para um aclamado bis. Antes de “One Man Parade”, o vocalista Joseph Schiaroli elogiou o público: “Essa aqui costumamos guardar para quando a audiência é boazinha com a gente”, brincou. Para fechar a noite, veio a ótima “The Moments In Between”, em versão menos roqueira que a original, mas perfeitamente adaptada à sonoridade do show.

Em momento algum esperei a casa vazia ou uma audiência apática, e muito menos uma performance ruim. As expectativas, na verdade, foram sempre altas, mas a primeira passagem do The Reign Of Kindo impressionou a todos: aos fãs, a quem não conhecia a banda, e aos integrantes em si, que dias após a volta aos Estados Unidos, continuam a lembrar os shows e a interagir com brasileiros nas mídias sociais. Inesquecível.

Setlist:

Needle & Thread
Out Of Sight, Out Of Mind
Bullets In The Air
Flowers By The Moon
Great Blue Sea
Nightingale
Breathe Again
Hallelujah (cover de Leonard Cohen; acústica)
Symptom of a Stumbling (acústica)
Let It Go
Hold Out
Just Wait
Blistered Hands
October’s Storm
Thrill Of The Fall
=====
Bis:
One Man Parade
The Moments In Between

Todas as fotos e vídeos por Samyr Aissami.