Garage Fuzz em Florianópolis
 

Garage Fuzz em Florianópolis

No último dia 07 de Agosto, Domingo, rolou um inesquecível show do Garage Fuzz em Florianópolis, que comemora 20 anos de carreira e veio até à Ilha para celebrar com os amigos do End Of Pipe e Califaliza.

Apoiamos o show desde o início e estivemos lá para cobri-lo, saiba como foi a festa!

Fotos de Califaliza e Garage Fuzz por Raphael Youthh

Califaliza

Califaliza no show do Garage Fuzz

Os roqueiros do Califaliza abriram a festa com seu hard rock e um setlist baseado em canções próprias do EP de estreia.
Com músicas que visivelmente já estão nas vozes e coros dos espectadores que acompanham os shows da banda por Florianópolis, o quarteto soube mais uma vez chamar o público pra perto do palco, literalmente, e contou com a ajuda da plateia em vários de seus sons.

A banda, que sempre toca uma cover em suas apresentações, seja de Metallica, Ramones ou Motorhead, dessa vez foi de Sex Pistols e “God Save The Queen”, com uma “dedicação” especial ao momento conturbado que Londres está vivendo, com várias revoltas, incêndios criminosos e mais.

Dedicação, essa verdadeira e sincera, que também rolou a bandas como Dead Fish, Sugar Kane e o próprio Garage Fuzz, que segundo o vocalista Guilherme, fazem som de verdade há muito tempo e tornam a experiência de tocar com elas (o que o Califaliza tem feito constantemente) uma verdadeira honra.

A inédita “O Chão É O Limite”, a faixa “A Partir Daqui”, que acabou de ganhar videoclipe e o hit da banda “Só O Começo” fecharam o set e deram boas vindas a aqueles que teriam uma noite de rock bem mais legal do que ficar assistindo Fantástico em casa.

End Of Pipe

End Of Pipe em Florianópolis

End Of Pipe em Florianópolis

Quando subiu ao palco, o End Of Pipe já teve a vantagem de ter o local do show cheio de espectadores que estavam numa vibe especial, com uma forte inclinação pra curtir uma boa noite de hardcore e a vontade total de fazer parte da festa do Garage Fuzz. Desde a primeira oitavada já foi possível perceber que seria uma noite memorável.

O som dos caras lembra muito o do Garage Fuzz e incorpora influências de bandas que com certeza também fizeram parte da formação da banda de Santos, como Samiam e Hot Water Music, que inclusive ganharam covers no show, respectivamente de “Mexico” e “It’s Hard To Know”.
A cover de “Mexico” especificamente, ficou muito parecida com a canção original, e fez com que nós, fãs de Samiam, berrássemos alto com os caras.

Das músicas próprias, meus destaques ficam para “Different Tastes” e “Letters”, que me chamaram mais a atenção e parecem ter mexido mais com o público também, que pulava, dançava e cantava com a banda o tempo todo, sem parar.

“Keep Running” fechou o set e estendeu o tapete para que o Garage Fuzz viesse, e sinceramente não dá pra pensar em outra banda que fizesse tão bem o aquecimento para os caras como os locais do End Of Pipe fizeram. Aguardo ansioso por um disco deles.

End Of Pipe em Florianópolis

Garage Fuzz

Garage Fuzz em Florianópolis

Eu poderia ir pelo caminho óbvio e dizer que o show do Garage Fuzz é uma aula de música, que os caras são extremamente técnicos e que impressionam por como as músicas ao vivo soam como as de estúdio, mas todo mundo já sabe disso e o clima ontem era de festa, então vamos comemorar.

20 anos é muito tempo em qualquer relacionamento, seja pessoal, seja de bandas pequenas ou de bandas gigantescas, e o Garage Fuzz provou ao longo dessas 2 décadas que faz as músicas porque ama fazê-lo e nunca lançou nada que não quisesse ter feito, apesar de inclusive ter sofrido pressões para cantar em Português, por exemplo.

Mas aí não seria Garage Fuzz, e não seria essa banda que tocou em Florianópolis como se tivesse junto há 20 dias, com uma vontade absurda de tocar e que, impulsionada pelo público que não parava um segundo, fez um show memorável na cidade.

Com o local já lotado, a cada música que a banda tocava mais e mais pessoas iam correndo, pulando, moshando e se apertando perto do palco para fazer questão de berrar suas letras em direção à banda, que parecia estar bem confortável no palco e tocava como se não tivesse peso nenhum desse tempo todo de estrada sobre as costas.
O vigor, a energia e a vontade de fazer música dos caras eram visíveis.

Em um setlist repleto de clássicos e canções que mexem com os fãs da banda, faixas como “Observant”, “Embedded Needs”, “When All The Things” e “Replace” foram os pontos altos da festa, assim como “Morning Walk”, que foi deixada para o fim do show e contava com pedidos da plateia a cada pausa da banda.

O GF mostrou em Florianópolis que chega a 20 anos de banda fazendo o que gosta, se divertindo mais que muita banda mainstream por aí e contando com um público cativo que não vê o menor problema em esticar o Domingo e virar um zumbi na Segunda-feira para ver sua banda favorita.

Parabéns à banda, à Undermusic, ao Mustafá Bar, Califaliza e End Of Pipe. A festa foi de vocês todos.

Garage Fuzz em Florianópolis

Garage Fuzz em Florianópolis

Garage Fuzz em Florianópolis

Garage Fuzz em Florianópolis

 
 
Compartilhar