Matanza em Jaraguá do Sul
 

Matanza em Jaraguá do Sul

A última Sexta-Feira, dia 06/05 foi dia de rock em Jaraguá do Sul.
A Chinabird Produções e o Espaço Oca levaram os malditos roqueiros do Matanza para a cidade em um show que esquentou a noite relativamente fria na cidade.

Nós do Tenho Mais Discos Que Amigos! demos um pulo até a cidade para conferir a festa e honestamente nos surpreendemos com o que vimos.

Ao chegar no Oca, vimos muitos fãs da banda, metaleiros e roqueiros na frente da casa, mas nos surpreendemos ao entrar onde efetivamente seria o show e encontrarmos tanta gente.

Estando acostumados a shows de rock infelizmente bem menos prestigiados aqui em Florianópolis, nos deparamos com uma área externa que tinha cara de festival, com espetinhos, balcão de bebidas, banheiros químicos e muita gente já começando a aproveitar a bebemorar a noite. Estava impecável.

O rock já estava rolando com a banda Burn, que estava em cima do palco mandando covers de bandas como KISS e Twisted Sister, e o fazendo muito bem, já que além de tocar as músicas como elas são, a banda procurava interagir com a plateia a todo momento em refrões e coros de cada uma das músicas que entoava. Preparou muito bem o terreno para a banda principal, que subiria na sequência.

Matanza em Jaraguá do Sul

Em tese, seriam 2 bandas de abertura, mas o Matanza resolveu antecipar seu show e subiu ao palco logo depois do término do show da Burn. E o fez descendo lenha com “Remédios Demais”, a excelente faixa de abertura do novo disco do quarteto, “Odiosa Natureza Humana”.

O público foi à loucura e logo começaram as rodas punk na plateia, os pulos e os berros, mas dentro do que foi uma tendência em todo o show, a maioria dos presentes ainda não conheciam as músicas do novo disco e as cantavam com menos intensidade.

Prova disso foi que “Ressaca Sem Fim” veio na sequência e foi entoada por praticamente todo mundo que estava ali naquele mini-Inferno, que ficava mais quente a cada música.
Reação parecida foi recebida com “Meio Psicopata”, e mais uma vez as vozes em uníssono ajudavam Jimmy a cantar os sons da banda.

“Ela Não Me Perdoou”, “Odiosa Natureza Humana”, “Em Respeito Ao Vício”, “Carvão, Enxofre e Salitre”, “Conforme Disseram as Vozes”, todas essas do disco novo foram tocadas, mostrando que os caras estão muito empolgados em tocar seus mais recentes hinos, e sinceramente, é só questão de tempo até que o público dos shows aprenda e decore as suas letras e comece a cantá-las com tanto entusiasmo quanto o fizeram em “Bom É Quando Faz Mal” e “Pé Na Porta, Soco Na Cara”.

As paradas foram pouquíssimas, os problemas técnicos idem, e Jimmy interagiu com o público algumas vezes, para dizer que se o calor e as “diabinhas” estavam ali nada mais faltava para o Inferno, para pedir que apagassem as luzes e dizer que estava ficando íntimo do pessoal da frente do palco e também para fazer uma espécie de homenagem a Bananeira, uma figura folclórica da região que pelo que fiquei sabendo subia nos palcos plantando bananeiras, era querido por todos e infelizmente faleceu.

Visivelmente cansados, muito devido ao calor insano que fazia no local e também ao fato da banda emendar várias e várias músicas umas nas outras, o quarteto foi chegando ao final do show para um público que saiu satisfeitíssimo, cansado e principalmente muito feliz de um show que foi só energia do começo ao fim.

Deixo aqui meus parabéns à organização do evento e à banda que fizeram um puta show, daqueles de lavar a alma e deixar quem não foi com muita raiva.

Da próxima vez, já sabe né? Nem corra o risco de ficar em casa twittando e ouvindo falar do show no outro dia. Participe da festa!

Matanza em Jaraguá do Sul Matanza em Jaraguá do Sul

Matanza em Jaraguá do Sul Matanza em Jaraguá do Sul

Matanza em Jaraguá do Sul Matanza em Jaraguá do Sul

Matanza em Jaraguá do Sul Matanza em Jaraguá do Sul

Matanza em Jaraguá do Sul Matanza em Jaraguá do Sul

Matanza em Jaraguá do Sul

Matanza em Jaraguá do Sul

   
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar