rebecca-black-lança-friday.jpg
 

rebecca-black-lança-friday.jpg

Cada vez mais a indústria da música nos impulsiona a escutar artistas fabricados e cobertos de clichês adolescentes. Como se não bastasse assistirmos bandas insossas, como Restart e Cine, ou o ídolo teen Justin Bieber, dividirem atenções da mídia, temos que engolir essa febre infanto-juvenil na internet, ou melhor, no Youtube.

A aposta da vez é a cantora pré-adolescente Rebecca Black, de 13 anos, que tornou-se conhecida nos últimos dias por meio de redes sociais. Com a canção “Friday”, a garota tem roubado a atenção dos internautas, além de despertar ódio e admiração, simultaneamente.

Seu vídeo de estreia já foi visto por cerca de 11 milhões de pessoas e o nome da menina não sai dos Trending Topics do Twitter há alguns dias.

Friday

A música que tornou Rebecca Black famosa é digna de escárnio. A letra, escrita pela própria garota, cai na obviedade, além de denotar uma falta de imaginação irrefutável por parte da cantora. “Friday” possui potencial para invadir os iPods de crianças recém-saídas das fraldas e que nunca saberão distinguir o que é música de verdade.

A menina aparece no clipe de forma desconjuntada e com cara de quem comeu e não gostou, tentando convencer que se diverte muito ao cantar: “Ontem foi quinta-feira. Hoje é sexta. Amanhã é sábado e domingo vem depois”.

Essa criatividade toda é realmente contagiante, não é mesmo?

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar