Novas camisetas Tenho Mais Discos Que Amigos!

Nova estampa de camiseta Tenho Mais Discos Que Amigos!

Visite a nossa loja clicando aqui, e compre camisetas, caneca, adesivos, buttons e vinil!

The New Loud

The New Loud

Measures Melt” marca o terceiro lançamento em sequência do ótimo The New Loud. Neste ano, o trio de Milwaukee, Wisconsin, lançou em abril o EP “Can’t Stop Not Knowing” (resenha completíssima aqui), em maio o LP com remixes – feitos pelos respeitados Mark Trombino e Mad Professor – do single “Heaven” e no dia 8 de junho o seu primeiro e excelente full length, que será dissecado neste post, que será integrante não só da nossa famosa seção “Chegou!“, mas também dando continuidade para a seção Na Vitrola”.

Produzido e gravado por Shane Olivo (guitarrista, compositor e vocalista do trio), mixado por Mark Trombino.

Tracklisting:

01. “Secrets”
02. “Rubberman”
03. “Wrapped In Plastic”
04. “Out of Control”
05. “Get Lost”
06. “Don’t Dance”
07. “Heartattack”
08. “All I’ve Got”
09. “Better This Way”
10. “Every Girl I See”

(Clique sobre as fotos para ampliá-las)

The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud The New Loud

O New Loud consegue pegar o melhor do new wave e electro dos anos oitenta e transformá-los em modernos, mas sem que estes percam suas identidades. Pessoalmente, é uma das minhas descobertas do ano e fico muito feliz em novamente poder apresentar um trabalho do trio por aqui.

A música que abre com chave de ouro o primeiro disco do New Loud é “Secrets“, também primeiro single de trabalho do trio com esse registro. “Secrets” pega o melhor lado do new wave e indie pop do New Loud, servindo de trilha para uma ótima letra.

As primeiras aparições “solo” da doce Jessi são marcadas em “Rubberman“, faixa  que tem um dos finais mais enérgicos do álbum.

Wrapped in Plastic” foi a segunda música divulgada do disco. Mostra um New Loud mais maduro e até mesmo mais ousado nas letras, com frases como “pills and dust and everything that lies in between, don’t you want to fuck the homecoming queen?“.
O título foi inspirado na série “Twin Peaks”, (criada por David Lynch) que girava em torno de uma investigação do FBI para descobrir a verdade sobre o brutal e chocante assassinato da adolescente Laura Palmer e o interessante é que a letra foi escrita através da perspectiva da adolescente.
(Para ler a matéria sobre o single, clique aqui)

Out of Control” é a minha favorita. Ela começa com os beats de Radish acompanhando um baixo pulsante e destaca-se por ser melódica e densa; por ter uma das melhores performances do trio e uma das melhores harmonias no disco, além da melhor letra.

Com um apelo mais pop, mais dance e com um ótimo riff no refrão, “Get Lost” é mais uma das que se destacam no CD e por conta disso é o atual single de trabalho do disco.

Duas faixas do EP “Can’t Stop Not Knowing” estão presentes em “Measures Melt”, porém com algumas mudanças. Isso prova que o New Loud é cuidadoso até nessa parte. Prova que há como lançar uma mesma música e adicionar algo a mais, sem que ela perca o sentido da original.

A primeira dessas duas faixas é “Don’t Dance“. Na nova versão, a única coisa que mudou foi o timbre da caixa de bateria, que ganhou um reverbzinho.

Dando sequência às inéditas, “Heartattack” mescla a pegada dub com as principais influências do New Loud dos anos oitenta e traz mais um belo dueto de Shane e Jessi.

Em “All I’ve Got” podemos sentir um clima de caça e caçador (com destaque para a belíssima tensão que há no final), fazendo jus à letra e seu refrão – principalmente.

Já em “It’s Better This Way“, não há como não destacar os vocais rebeldes da Jessi e os efeitos utilizados no seu teclado.

A última faixa do disco, “Every Girl I See“, também está presente no EP “Can’t Stop Not Knowing”. A nova versão traz a música mais encorpada, mais rápida, mais synth pop e até mesmo mais aguda. Continuo preferindo a versão original por lembrar um pouco Joy Division com The Cure, mas certamente a nova roupagem caiu bem em “Every Girl I See”.

Resumindo, com “Measures Melt” o New Loud não só prova que é a melhor banda de synth pop/electro indie punk/new wave da atualidade, como também que fez um dos melhores álbuns deste ano e sem dúvida o melhor do gênero em 2010.

Mais um belíssimo trabalho do trio e um disco necessário de ouvir para quem admira excelentes arranjos, ótimas produções e letras com conteúdo. Se você encaixa-se nesses padrões, pode cair de cabeça. “Measures Melt” é um álbum extremamente empolgante.

Você pode escutá-lo na íntegra no box abaixo e também comprá-lo na versão digital.


E para que gostaria de ter a cópia física em mãos, muito simples: Compre a sua aqui, na linda lojinha oficial do New Loud. =D

The New Loud na web:
Site | Myspace | Twitter | Facebook | Youtube | Online Store