Foo Fighters

Ótimas e lindas novas para os fãs do Foo Fighters!

De acordo com a entrevista concedida pelo baterista Taylor Hawkins para a revista britânica Spinner, a banda já está com quinze incríveis faixas compostas para o próximo e sétimo álbum de estúdio, que deverá ser lançado em 2011.

Taylor também contou que apesar de terem feito um ótimo progresso para esse registro, eles estão tomando seu tempo para aperfeiçoarem seu som para o álbum, antes de entrar no estúdio para gravá-lo.

Honestamente, Dave tem quinze ou mais ideias de canções que são fantásticas e nós já até fizemos demos de algumas delas por duas vezes. Mas definitivamente estão ainda em estágios primários. Nós fazemos um monte de demos para encontrar os arranjos exatos que queremos para deixar as músicas na forma certa. É um longo processo para nós. Isso leva bastante tempo. Não basta só dizer ‘ok, vamos fazer um álbum’ para então entrar no estúdio e gravá-lo desse jeito, de qualquer maneira. Há muita pré-produção para os álbuns do Foo Fighters“, disse Taylor.

Até então, o mais recente trabalho de inéditas e de estúdio do Foo Fighters, “Echoes, Silence, Patience & Grace”, foi lançado em 2007. Após isso, os integrantes foram cuidar dos seus projetos paralelos – Dave Grohl formou o supertrio Them Crooked Vultures e Taylor deu mais atenção para sua banda, The Coattail Riders.

Falando nisso, Taylor comentou que esses projetos paralelos fazem bem para o Foo Fighters, porque significa que eles são capazes de obter uma perspectiva fora do grupo.

Todas as coisas que aconteceram no passado, provaram que foram recarregadas. Contando que todos estejam prontos e que não façam isso só por fazer; só porque a gravadora quer outro álbum. Esse tipo de coisa nunca dá em boa música. É claro que há exceções, mas em suma, você precisa que todos queiram realmente estar fazendo isso. Especialmente o Dave, porque as músicas são dele. Se ele está empolgado – e aparenta estar – então estamos bem.” E ainda adicionou: “Nós teremos um novo álbum no próximo ano.

O entrevistador pareceu não confiar muito quando Taylor declarou isso e ao perguntar se realmente haverá um novo álbum da banda em 2011, obteve a seguinte resposta: “Com certeza. O processo está em fase inicial, mas nós estamos começando bem e estamos muito empolgados. Essas realmente são ótimas canções. Eu sei que irão gostar.

A previsão é que o Foo Figheters entre em estúdio em setembro.

No ano passado, eles lançaram a coletânea “Greatest Hits” com duas faixas inéditas, “Word Forward” e “Wheels”. Essa última, pode ser conferida no clipe abaixo:


Mt. Desolation

E mais um supergrupo vai se formando no meio musical.
Além de nomes como Them Crooked Vultures (Foo Fighters, Queens Of The Stone Age, Led Zeppelin) e The Dead Weather (White Stripes, The Kills, Queens Of The Stone Age) agora é a vez de ganhar vida a banda Mt Desolation.

O projeto envolve Ronnie Vannucci do The Killers, Tom Hobden do Noah And The Whale, Winston Marhsall do Mumford And Sons e Tim Rice-Oxley do Keane, e promete um disco com maioria de músicas country ainda para esse ano.

Pra finalizar, o grupo já marcou um show para o dia 4 de Junho em Londres.

A “página oficial”, que na verdade é um blog da banda, pode ser encontrada aqui, com várias fotos e atualizações sobre o processo de gravação do disco acima, e você encontra matéria completa sobre a banda, em Inglês, aqui.


Pearl Jam


O ano de 2010 para o Pearl Jam demorou a começar, mas quando a banda deu o primeiro passo, veio com tudo. Somente da semana passada para cá, o grupo iniciou a etapa america da turnê 2010, e preparou uma série de novidades para os fãs. Veja quais:

1) Pearl Jam Radio

Desde a última quarta-feira, está no ar, via PearlJam.com, a Pearl Jam Radio. A proposta da rádio online é tocar, de graça, raridades e versões ao vivo exclusivas de músicas desde o início da banda, 20 anos atrás. Em alguns dias, estará disponível no app oficial do Pearl Jam para o iPhone, à venda pela App Store do iTunes.

Clique aqui para ouvir a Pearl Jam Radio ao vivo.



2) 2010 Bootlegs

A banda também anunciou a venda dos chamados bootlegs oficiais da turnê 2010 para muito breve. Para quem não sabe como funciona, é o seguinte: a banda faz um show, e alguns dias depois disponibiliza o áudio completo das apresentações para compra em FLAC – arquivo digital sem perda de qualidade sonora (US$ 14,98), MP3 (US$ 9,98), e algumas semanas depois também em CD (US$ 16,98). O Pearl Jam foi um dos pioneiros nessa história de vender turnês inteiras – os 72 shows da tour de 2000, 10 anos atrás, foram vendidos em CD, e em 2005 a banda passou a oferecer os shows em versões digitais.



3) Philadelphia Spectrum Box Set + 2009 Bootlegs Box Set

No fim de outubro de 2009, o Pearl Jam foi convidado para quatro apresentações na Spectrum, famosa arena de shows da Filadélfia que seria desativada. Agora, os quatro estão disponíveis em MP3, FLAC, CD, e em um boxset com 9 CDs que reúne todas as datas (US$60).

A energia nos shows foi intensa, e muitos consideraram essa mini-temporada no Spectrum os melhores shows do Pearl Jam no ano passado. O último show, no dia 31 de outubro, teve quase três horas e meia de duração, com 43 músicas. Os setlists contém muitas raridades e músicas que nunca haviam sido tocadas ao vivo.

Clique aqui para encomendar o seu Philadelphia Box Set.

E se você gostou da ideia, pode pegar o embalo e comprar o “2009 Pearl Jam Bootlegs Box Set”, com os 32 shows da turnê 2009, em 65 CDs (US$ 395 – com os shows do Philadelphia Box Set já inclusos!). Clique aqui para pedir o seu.


Katy Perry

O primeiro single do novo álbum de Katy Perry foi lançado ontem (7) no site oficial da cantora. “California Gurls” tem participação de Snoop Dogg, e vai estar no segundo disco dela, ainda sem nome. O álbum também não tem data de lançamento marcada, mas em algumas entrevistas, Katy Perry disse que deve ser lançado no verão americano (entre julho e setembro). Ouça “California Gurls”:



Warped Tour 15th Anniversary Celebration

Um dos festivais de música independente mais importantes do mundo comemorou 15 anos e para presentear alguns fãs sortudos, resolveu realizar um show fechado que contou com grandes nomes da música independente que fizeram história na Warped Tour.

Para nós, mortais, que não tivemos acesso a esse show, agora está sendo lançado em DVD e Blu-Ray um pacote com 13 das bandas que se apresentaram no dia, acompanhados ainda de um CD com os áudios do show em questão.

A coletânea reúne títulos desde nomes importantes do punk/hardcore que costumavam ser a maioria dos grupos na Warped Tour, até grupos de dance/pop, que têm sido a tendência nesses anos mais recentes do festival.

São apresentações de 3OH!3, The Aggrolites, The All-American Rejects, Bad Religion, Blink-182, Decaydance All Stars (Fall Out Boy + Panic At The Disco), Ice T, NOFX, Ozomatli, Pennywise, Rise Against e Underoath.

Você pode garantir uma cópia aqui.

The Cure

Como você já viu aqui no TMDQA!, o Cure está preparando uma edição especialíssima do álbum “Disintegration”, lançado originalmente em 1989.
A nova versão conterá além das músicas originais, claro, versões demo, instrumentais, raras e nunca disponibilizadas antes. Em um terceiro disco, ainda estarão as faixas do álbum gravadas ao vivo durante 3 noites em shows na Wembley Arena, em Londres.

A novidade é que agora o The Cure liberou a faixa “Delirious Night”, que foi gravada justamente durante as sessões de “Disintegration” mas nunca lançada anteriormente. O pacote será lançado no dia 24 de Maio.

Ouça a música clicando no Play, logo abaixo!


Uncle Slam

Uncle Slam foi uma ótima banda de crossover thrash fundada em 1984 na Califórnia, sob o nome The Brood (em 1987 tornou-se então Uncle Slam) e que contou com membros (na época) e ex membros do Suicidal Tendencies, Beastie Boys, BS 2000, Excel e AgainST.
A banda acabou em 1995 após o lançamento do álbum “When God Dies”, porém, neste ano, relançou um dos seus álbuns.

“Say Uncle” foi o primeiro dos três albuns lançados pelo Uncle Slam, em 1988 via Caroline Records.

No dia 16 de fevereiro deste ano o álbum foi relançado (há mais de vinte anos que estava fora de circulação), numa reedição remasterizada por Jamie King e limitada (apenas 1.000 cópias) pela Tribunal/Divebomb Records, em CD.

Tracklisting:

01. “Weirdo Man”
02. “The Ugly Dude”
03. “Judgment Day”
04. “Micro Logic”
05. “Contaminated”
06. “Up From Beneath”
07. “Executioner”
08. “The Prophecy”
09. “Say Uncle”
10. “Immolation”
11. “Eve of the End”
12. “Come Alive”

Clique aqui para comprá-lo.


Jeff Beck


O The Yardbirds, grupo inglês de blues rock, ficou na ativa por cerca de seis anos, de 1962 a 68. Mas só isso foi o suficiente para terem três dos guitarristas mais influentes da história: Eric Clapton – com uma carreira solo brilhante, além do trabalho com o Cream e o Derek & The Dominos; Jimmy Page – o responsável pelos riffs gigantescos do Led Zeppelin; e Jeff Beck, que apesar de não ter atingido o sucesso comercial dos companheiros, é respeitado e reconhecido mundialmente pelo seu trabalho excepcional com o instrumento.

Aos 65 anos e com inúmeros prêmios nas costas, Beck lança “Emotion & Commotion”, seu 17º álbum de estúdio. O álbum saiu, em CD e MP3, em março; mas no dia 17 de abril a Rhino lançou a versão em vinil duplo do álbum, com LPs de 180 gramas. “Emotion & Commotion” traz a regravação de vários clássicos da música americana, como “Corpus Christi Carol” e “Somewhere Over The Rainbow”, com apoio de uma orquestra de 64 músicos – além de composições do próprio guitarrista.



Apesar de reconhecido pelo trabalho instrumental, Jeff Beck convidou três vocalistas para participarem do disco: Joss Stone em “I Put a Spell On You” e “There’s No Other Me”, Imelda May em “Lilac Wine” e Olivia Safe em “Serene” e “Elegy For Dunkirk”. O tracklist é esse:

1. “Corpus Christi Carol”
2. “Hammerhead”
3. “Never Alone”
4. “Somewhere Over the Rainbow”
5. “I Put a Spell on You” (featuring Joss Stone)
6. “Serene” (featuring Olivia Safe)
7. “Lilac Wine” (featuring Imelda May)
8. “Nessun Dorma”
9. “There’s No Other Me” (featuring Joss Stone)
10. “Elegy for Dunkirk” (featuring Olivia Safe)

Você pode encomendar a sua cópia aqui. Vale lembrar que boa parte do álbum foi gravada com a mesma banda de apoio do excepcional “Live At Ronnie Scott’s” (2008). Veja um trecho do DVD desse show:



Mose Allison

Após doze anos sem lançar algum material de estúdio, o pianista e cantor de blues/jazz, Mose Allison, retorna em 2010 com “The Way of the World”.
Esse é o mais novo trabalho lançado por ele e o primeiro através da Anti Records (que também registra o retorno do incomparável Roky Erickson).

O registro saiu no dia 22 de março na Europa e no dia 23 de março nos Estados Unidos, em CD e foi produzido por Joe Henry (que além de ter anos de experiência e também ser músico, já trabalhou com Madonna – inclusive, Henry é casado com a irmã dela – e em parceria com Elvis Costello).

Tracklisting:

01. “My Brain”
02. “I Know You Didn’t Mean It”
03. “Everybody Thinks You’re An Angel”
04. “Let It Come Down”
05. “Modest Proposal”
06. “Crush”
07. “Some Right, Some Wrong”
08. “The Way Of The World”
09. “Ask Me Nice”
10. “Once In A While”
11. “I’m Alright”
12. “The New Situation”

Para comprá-lo, clique aqui.

No alto da sua juventude (82 anos), Mose influenciou bandas como The Roling Stones, The Yardbirds, The Who, The Clash, Pixies e já lançou 41 álbuns (contando com esse de agora), que incluem antologias, ao vivo e gravações de estúdio.

O registro – que conta com a primeira gravação de estúdio de um dueto de Mose com sua filha, a cantora country Amy Allison – foi comentado pelo produtor Joe Henry:

Para muitos de nós, Mose Allison é visto como uma grande ponte balançante, que abrange nossos momentos de estranheza e tempestade, ligando os anos cinquenta com o presente; o místico country blues com o jazz urbano; poesia com nostalgia, auto-reflexão; sedução a franqueza; coração a mente; sagacidade a sabedoria; Mark Twain e Willie Dixon em um carro, com Chico Marx no banco de trás dando as instruções para James Stewart que está ao volante.


The Young Veins



O The Young Veins começou com a saída de Ryan Ross (voz, guitarra) e Jon Walker (baixo) do Panic! at The Disco. Os dois não estavam gostando do caminho que a banda estava seguindo musicalmente, e isso, aliado ao desejo dos outros integrantes de voltar às raízes emo-pop da banda, resultou na separação. No projeto novo, a intenção é fazer um som de rock mais retrô, inspirado em bandas dos anos 60, como o The Kinks – e como o P!ATD tentou fazer em “Pretty.Odd.” (2008).



O primeiro álbum da banda foi batizado “Take a Vacation!”, e tem lançamento marcado para 8 de junho. Até agora, somente três músicas saíram: o primeiro single, “Change”, “Cape Town” e “The Other Girl”, que você ouve logo ali no fim do post.

O disco já pode ser encomendado em vários formatos curiosos:

1) Digital:
– Versão digital do álbum, diretamente da iTunes Store (somente para quem tem conta na loja americana), com uma faixa bônus;

2) Viewmaster:
– CD em formato digipack;
– Óculos 3D;
– Livreto com fotos da banda em 3D;
– Um mini-pôster especial da banda.

3) Beach Survival Kit:
– CD em formato digipack;
– Mini-pôster;
– Óculos escuros, toalha de praia, bola e sacola de tecido.

4) World Traveler:
– Combinação dos pacotes Viewmaster e Beach Survival Kit;
– “Take a Vacation!” em LP duplo;
– Cartãopostal autografado pela banda.

Você pode pedir o álbum no seu formato de preferência aqui.


Reading e Leeds Festival

Dois dos maiores eventos que acontecem anualmente na Europa, o Reading Festival (Richfield Avenue) e o Leeds Festival (Bramham Park), já anunciaram o lineup dos shows que acontecerão neste ano e muitos deles são parte de retornos triunfais.

No primeiro dia do Reading Festival, 27 dia agosto, as principais atrações serão: Gogol Bordello, LCD Soundsystem, NOFX, Queens of the Stone Age (que retorna aos palcos após um belo tempo sem fazer apresentações e aparições) e Guns n’ Roses. O mais interessante dessa escalação, obviamente é ver QotSA e Guns n’ Roses no mesmo dia, já que Josh Homme (que participou do evento no ano passado com o Them Crooked Vultures) sempre esnobou o trabalho feito por Axl Rose. Então esse possível “encontro” no backstage, seria no mínimo interessante.

No sábado, dia 28 de agosto, as principais atrações serão: Arcade Fire, The Libertines (sim, com sua formação clássica), Modest Mouse, The Gaslight Anthem, The Futureheads e Serj Tankian.

Já no último dia do festival, 29 de agosto, o encerramento da festa fica por conta de bandas como Klaxons, Weezer, Band Of Horses, Paramore, Limp Bizkit e Blink-182.

Para ver o lineup completíssimo do Reading Festival, clique aqui.

O lineup do Leeds Festival é o mesmo. Só os dias das apresentações que são diferentes, logicamente. Para conferir, clique aqui.

The Real McKenzies

Havíamos já informado aqui no TMDQA! que a banda canadense The Real McKenzies lançará CD e DVD ao vivo e acústico.

Além disso, demos todos os detalhes que saíram até então e só ficamos devendo a capa, a tracklisting e a data oficial dos lançamentos.

O CD “Shine not Burn” será lançado via Fat Wreck Chords, no dia 22 de junho e sua tracklisting é:

01 “Nessie”
02 “Drink the Way I Do”
03 “10,000 Shots”
04 “Pickled”
05 “Auld Mrs. Hunt”
06 “Bastards”
07 “My Bonnie”
08 “Chip”
09 “Scots Wha’ Ha’e”
10 “Droppin’ Like Flies”
11 “Pour Decisions”
12 “The Skeleton and the Tailor”
13 “Best Day Until Tomorrow”
14 “Bitch Off the Money”
15 “Get Lost”
16 “Wild Mountain Thyme”
17 “Whisky Scotch Whisky”
18 “Sawney Beane Clan”
19 “Kings o’ Glasgow”
20 “Taylor Made II”
21 “Bugger Off”

A pré-venda ainda não começou, mas fiquem ligados aqui no TMDQA!.

Boa parte desse show será incluida no DVD “The Real McKenzies Love You”, que estava previsto para ser lançado no final de março/abril. Fato esse que não ocorreu.

Mas o guitarrista da banda, Dave Gregg, explicou o motivo do atraso e adiantou mais notícias sobre esse lançamento:

O DVD terá mais faixas – serão trinta. Os caras que estão editando o DVD estão em Berlin enquanto nós estamos em Nova Iorque, então fica meio complicado. Eles precisam de algumas coisas extras porque os DVDs sempre trazem conteúdo extra. Estamos trabalhando nisso há alguns meses. Tivemos que voltar ao estúdio para mixar mais uma música e dar para eles um pouco de barulho ambiente do clube, para que então eles possam combinar com as imagens que já tem.

E comentou também sobre fato de ter escolhido gravar o DVD em Berlim e não no Canadá, cidade natal da banda:

No geral, fazemos shows para um público muito maior na Europa. A Europa, como você sabe, desenvolveu inúmeros festivais. Cada país tem um monte deles no verão. Ano passado, nós tocamos num festival para cerca de 10.000 pessoas. Não fazemos isso no Canadá ainda. Lá, nós tocamos em clubes pequenos; talvez o nosso maior público tenha sido de 500 pessoas. Esses são dois mundos diferentes.

Dave Gregg também contou que o DVD virá com materiais extras e com vinil:

O CD será lançado via Fat Wreck Chords, mas o DVD é algo independente, lançado por nós. É a nossa pequena experiência, que vem com um pacote especial contendo coisas extras que você pode tocar e olhar. Para comprá-lo com vinil, você precisa ir até a loja de discos. Algumas vezes você consegue posters, vinis coloridos, picture discs e coisas diferentes que fazem com que os registros tornem-se únicos e que apelem para a sensibilidade de pessoas diferentes.

Sobre as prensangens do CD e do DVD, ele respondeu:

O CD não terá cópias limitadas, já o DVD sim. Quano elas acabarem, não faremos outra prensagem. Agora com o CD, iremos produzir milhões e milhões de cópias para os nossos fãs de todo o mundo.