Fat Mike (Cokie The Clown)

O fatídico episódio de Fat Mike (vocalista do NOFX) contando histórias bizarras e servindo bebida com urina aos seus fãs ainda respinga (sem duplo sentido) pelos sites por aí, e dessa vez foi a Punknews.org que fez uma entrevista com o palhaço.

Se você está por fora do assunto, clique aqui e leia sobre tudo que aconteceu, além de ver um vídeo com o show completíssimo.

Só pra variar, aqui no Tenho Mais Discos Que Amigos! você confere ela traduzida:

Punknews: E aí, como você está?
Cokie: Estou em Billings, Montana e me sentindo uma merda.

Punknews: Você com certeza soltou algumas bombas no show do festival SXSW. As duas que mais me chamaram a atenção foram a que você ignorou o pedido de ajuda de uma menina prestes a ser estuprada, lá nos anos 80, e a história sobre ajudar sua mãe a cometer suicídio. O que fez com que você trouxesse esses assuntos ao show? Foi para causar choque? Foi por sentimento de culpa?
Cokie: Eu não chamaria de causar choque. Eu só queria contar algumas histórias que iriam deixar todo mundo pra baixo. Nenhuma das histórias foi contada por sentimento de culpa. Elas foram apenas tragédias pelas quais eu passei. Eu posso ter sentido um pouco de culpa em não tentar evitar o estupro, mas eu não me arrependo das ações que tomei. Se eu tivesse me metido provavelmente eu seria morto ou espancado, e isso não era algo que eu queria fazer quando eu tinha 16 anos. A cena punk em Los Angeles era violenta pra caralho. Ninguém tentava parar a violência constante, você só tentava evitar. É assimque você sobrevivia.
Quanto ao suicídio assistido de minha mãe, ajudá-la foi uma das melhores coisas que eu já fiz. Depois de tudo que minha mãe fez por mim, o mínimo que eu podia fazer era ajudá-la com seus desejos no leito de morte. Isso foi extremamente difícil, mas também a decisão mais fácil que eu já fiz. Como eu não poderia ajudá-la? Ela me trouxe a esse mundo, e eu a ajudei a sair dele.

Punknews: Algum outro problema que você gostaria de compartilhar?
Cokie: Eu estou com um caso sério de hemorróidas, mas eu lido com elas por conta própria.

Punknews: Quanto antes você tinha essas histórias planejadas? Elas saíram da sua cabeça na hora? Qual foi a reação desde quando você as contou?
Cokie: A maioria das histórias eu já tinha planejado semanas antes. Na verdade o show inteiro foi planejado com antecedência. Eu nunca tinha planejado um show antes, foi divertido. A reação às histórias têm sido espetaculares. Muitas discussões acaloradas, muita gente pensando que eu perdi minha cabeça. Eu adoro isso.

Punknews: Você começou o evento passando doses de tequila para a audiência e terminou mostrando um vídeo onde você urinava na garrafa antes do show. Você pesquisou a legalidade disso antes do show? Alguém vomitou? Alguém pediu mais?
Cokie: Eu pesquisei sobre a legalidade disso. Parecia que eu não seria processado. Não parece que ninguém ficou muito chateado, de qualquer jeito, se você olhar para a reação da platéia depois das doses, ninguém estava muito chateado, só  meio chocado. A maioria só estava rindo sem parar. Na última semana eu ofereci mais doses de tequila, e adivinha? Todos ficaram bêbados. Claro. Ninguém se importa com um ingrendientezinho extra.

Punknews: Você foi banido do Emo’s, a casa de shows onde tudo aconteceu. Você se importa?
Cokie: Eu acho bem legal, na verdade. Eu sempre quis ser banido de algum lugar.

Punknews: O que você pode dizer como Cokie que não pode dizer como Fat Mike?
Cokie: Eu não sei. Basicamente eu não coloco filtros nas minhas conversas. Eu falo sobre qualquer coisa depois que eu tenho drinks suficiente dentro de mim.

Punknews: Nós podemos esperar mais músicas sobre/de Cokie The Clown no futuro? Talvez um disco inteiro? Uma série animada? Cuecas pra crianças?
Cokie: Por enquanto eu não tenho planos para o Cokie. Talvez um show não anunciado aqui e ali, mas o Cokie vai ficar no bar mais perto da casa dele, fazendo o que ele faz de melhor.

Punknews: Diga algo maldoso sobre a Punknews.org
Cokie: O que eu posso dizer de negativo sobre o maior site de todos os tempos?


Avenged Sevenfold / Disturbed

A marca de bebidas energéticas Rockstar (a mesma dos festivais Taste Of Chaos e Mayhem) anunciou seu mais novo festival anual chamado Uproar, e começou a divulgar maiores detalhes sobre ele.

O primeiro, claro, foi dizer quem seriam as maiores atrações, e para os fãs de rock/metalcore não há pedida mais bem feita que a dupla confirmada Avenged Sevenfold e Disturbed.

O festival passará por Estados Unidos e Canadá entre Agosto, Setembro e Outubro, e é a primeira turnê do Avenged Sevenfold sem o baterista James Sullivan, que morreu no final do ano passado.

Se liga nas datas:

Tue 8/17 Minneapolis, MN Target Center
Wed 8/18 Kansas City, KS Capitol Federal Park at Sandstone
Fri 8/20 Omaha, NE WestFair Amphitheater
Sat 8/21 Chicago, IL First Midwest Bank Amphitheatre
Sun 8/22 Buffalo, NY Darien Lake Performing Arts Center
Tue 8/24 Toronto, ON Molson Canadian Amphitheatre
Wed 8/25 Cleveland, OH Time Warner Cable Amphitheater at Tower City
Fri 8/27 Scranton, PA Toyota Pavilion at Montage Mountain
Sat 8/28 Wantagh, NY Nikon at Jones Beach Theater
Sun 8/29 Saratoga Springs, NY Saratoga Performing Arts Center
Tue 8/31 Washington, DC Jiffy Lube Live
Wed 9/1 Charlotte, NC Verizon Wireless Amphitheater
Fri 9/3 Birmingham, AL Verizon Wireless Music Center
Sat 9/4 Tampa, FL Ford Amphitheatre
Sun 9/5 TBA
Tue 9/7 TBA
Wed 9/8 TBA
Fri 9/10 Dallas, TX Superpages.com Center
Sat 9/11 Corpus Christi, TX Concrete Street Amphitheater
Sun 9/12 Houston, TX Cynthia Woods Mitchell Pavilion
Tue 9/14 Denver, CO Comfort Dental Amphitheatre
Wed 9/15 Salt Lake City, UT USANA Amphitheatre
Fri 9/17 Sacramento, CA Sleep Train Amphitheatre
Sat 9/18 San Diego, CA Cricket Wireless Amphitheatre
Sun 9/19 Tempe, AZ Tempe Beach Park Amphitheatre
Tue 9/21 TBA
Wed 9/22 Irvine, CA Verizon Wireless Amphitheater
Fri 9/24 Portland, OR Clark County Government Center Amphitheatre
Sat 9/25 Seattle, WA The Gorge Amphitheatre
Sun 9/26 Vancouver, BC Pacific Coliseum
Tue 9/28 Edmonton, AB Rexall Place
Wed 9/29 Calgary, AB Saddledome
Thur 9/30 Saskatoon, SK Credit Union Centre
Sat 10/2 Winnipeg, MB MTS Centre
Sun 10/3 Fargo, ND Fargodome
Mon 10/4 Madison, WI Alliant Energy Center Memorial Coliseum



Jesus And Mary Chain

O segundo disco da já clássica banda escocesa de rock alternativo Jesus And Mary Chain foi lançado originalmente em 1987, mas está ganhando nova versão agora, em 2010.
“Darklands” é um marco na história não só dessa banda, mas também de outro grande nome do rock alternativo mundial. Explico: foi nele que as baterias convencionais deram lugar às eletrônicas, pois o então baterista Bobby Gillespie saiu do Jesus And Mary Chain para se tornar o frontman do Primal Scream.

Além disso, o disco ainda é reconhecidamente mais “acessível”, já que deixa a barulheira do disco de estréia “Psychocandy” pra trás e conta com canções mais suaves, bonitas e “pegajosas”.

O disco foi relançado no último dia 20 de Abril em CD e LP de 12 polegadas e pode ser encontrado aqui.

Interpol

Os indies do Interpol disponibilizaram em seu site oficial uma nova música chamada “Lights”.
Aparentemente sem causar muito alarde, os caras enviaram um e-mail para fãs cadastrados e pediram para que eles dessem um pulinho no site pra conferir uma novidade, e ainda avisaram que novas informações e datas importantes seriam postadas em breve.

Se você quiser, pode ouvir a música no site oficial, clicando aqui.

Pra facilitar, é só clicar play no vídeo abaixo:


Warped Tour 15th Anniversary Celebration

Um dos festivais de música independente mais importantes do mundo comemorou 15 anos e para presentear alguns fãs sortudos, resolveu realizar um show fechado que contou com grandes nomes da música independente que fizeram história na Warped Tour.

Para nós, mortais, que não tivemos acesso a esse show, agora está sendo lançado em DVD e Blu-Ray um pacote com 13 das bandas que se apresentaram no dia, acompanhados ainda de um CD com os áudios do show em questão.

A coletânea reúne títulos desde nomes importantes do punk/hardcore que costumavam ser a maioria dos grupos na Warped Tour, até grupos de dance/pop, que têm sido a tendência nesses anos mais recentes do festival.

São apresentações de 3OH!3, The Aggrolites, The All-American Rejects, Bad Religion, Blink-182, Decaydance All Stars (Fall Out Boy + Panic At The Disco), Ice T, NOFX, Ozomatli, Pennywise, Rise Against e Underoath.

Você pode garantir uma cópia aqui.

All Time Low

A sensação norte-americana e fonte de inspiração para bandas brasileiras de gosto duvidoso que atende pelo nome de All Time Low está lançando DVD com performance completa da banda em vários kits Deluxe diferentes. Dá só uma olhada:

  • 1 camiseta, 1 CD, 2 DVDs em uma caixa de alta qualidade, encarte de 32 páginas (2 opções de camiseta)
  • 1 CD, 2 DVDs, encarte de 32 páginas de capa dura
  • 1 camiseta, 1 CD, 1 DVD (2 opções de camiseta)
  • 1 CD e 1 DVD

O link para poder garantir uma das cópias é esse aqui.