Uncle Slam

Uncle Slam foi uma ótima banda de crossover thrash fundada em 1984 na Califórnia, sob o nome The Brood (em 1987 tornou-se então Uncle Slam) e que contou com membros (na época) e ex membros do Suicidal Tendencies, Beastie Boys, BS 2000, Excel e AgainST.
A banda acabou em 1995 após o lançamento do álbum “When God Dies”, porém, neste ano, relançou um dos seus álbuns.

“Say Uncle” foi o primeiro dos três albuns lançados pelo Uncle Slam, em 1988 via Caroline Records.

No dia 16 de fevereiro deste ano o álbum foi relançado (há mais de vinte anos que estava fora de circulação), numa reedição remasterizada por Jamie King e limitada (apenas 1.000 cópias) pela Tribunal/Divebomb Records, em CD.

Tracklisting:

01. “Weirdo Man”
02. “The Ugly Dude”
03. “Judgment Day”
04. “Micro Logic”
05. “Contaminated”
06. “Up From Beneath”
07. “Executioner”
08. “The Prophecy”
09. “Say Uncle”
10. “Immolation”
11. “Eve of the End”
12. “Come Alive”

Clique aqui para comprá-lo.

Middle Class Trash

O quarteto Middle Class Trash, de Kentucky, Estados Unidos, formado em 2007 e que começou a chamar atenção após excursionar com o Teenage Rehab, lançou no dia 6 de abril deste ano o ótimo EP “Side Effects”, via Sixty Nine Apple Recordings/Jailhouse! Records, em vinil sete polegadas.

“Side Effects” tem recebido dezenas de críticas positivas e nenhuma delas até agora mentiu ou elogiou demais. São sete minutos e vinte e seis segundos de um punk hardcore cru e objetivo.

Já na faixa de abertura, “Noise?“, podemos notar que o Middle Class Trash não é somente “mais uma banda de punk hardcore” (e provavelmente uma das poucas formadas em Kentucky), porém a sensação “eu já ouvi isso antes”, é inegável. “Side Effects” lembra até alguma coisa do Dwarves com uma pitadinha de H20. Já “Anyone But Me“, nos remete ao bom e velho Discharge nosso de cada dia com The Dead Kennedys.
Além do EP ser ótimo melodicamente e liricamente (as letras focam em política e sociedade), os vocais de Adam Trash também merecem destaque.

Portanto, clique aqui e ouça as três faixas que fazem parte do “Side Effects”:

01. “Noise?” (2:04)
02. “Side Effects” (2:03)
03. “Anyone But Me” (3:19)

E para comprá-lo, clique aqui.

Adam Trash falou sobre a escolha do lançamento ter sido [somente] em vinil:

Eu amo o som do vinil. Não há nada parecido com isso. Ele tem aquela textura, sabe? Ter lançado algo meu assim, foi a realização do sonho que tive desde quando ouvi os álbuns dos Beatles da minha mãe.

A banda postou recentemente no seu twitter, sem mais detalhes, que um novo sete polegadas seria lançado em breve.

Chuck Berry

Conhecido por muitos como “o inventor do rock’n’roll” e pelo apelido “Pai do Rock”, o compositor, cantor e guitarrista nascido em St. Louis, Chuck Berry, lançou em 2010 – no alto dos seus 83 aninhos de idade – um novo álbum em LP de altíssima qualidade.

“Rockin'” foi lançado no dia 26 de março deste ano, em vinil 180 gramas (edição limitada), via Vinyl Passion e traz vinte gravações originais. São elas:

Lado A

01. “Maybellene”
02. “Wee Wee Hours”
03. “Thirty Days (To Come Back Home)”
04. “No Money Down”
05. “Roll Over Beethoven”
06. “Too Much Monkey Business”
07. “Brown-eyed Handsome Man”
08. “You Can’t Catch Me”
09. “School Day (Ring, Ring Goes The Bell)”
10. “Rock And Roll Music”

Lado B

11. “Sweet Little Sixteen”
12. “Johnny B. Goode”
13. “Around And Around”
14. “Carol”
15. “Joe Joe Gun”
16. “Sweet Little Rock And Roller”
17. “Almost Grown”
18. “Little Queenie”
19. “Memphis Tennessee”
20. “Back In The U.S.A.”

Para comprá-lo, clique aqui.

Assista a um vídeo de uma das mais recentes apresentações do Chuck Berry no Brasil (agosto de 2009):

Terror

O quinteto norte americano Terror, que virá ao Brasil no final de julho para abrir os shows do H2O, tem boas novas para os seus fãs.

O novo full length – quinto álbum de estúdio, sucessor de “The Damned, The Shamed”, lançado em 2008 – já está sendo gravado e espera-se que seja lançado no final do ano, via Century Media Records.

A produção de “Keepers of the Faith” está sob os cuidados do guitarrista do New Found Glory, Chad Gilbert e o engenheiro do álbum é Paul Miner (ex baixista do Death by Stereo e que já trabalhou com Thrice, Atreyu e Underminded, por exemplo)

O baixista David Wood comentou sobre o novo registro:

Esse álbum será diferente para o Terror. É mais rápido, talvez mais trash e um pouco mais melódico. Acho que ele será bem street e hardcore. Estou muito ansioso com isso!

Além dessa novidade, o Terror fez um site/blog tipo diário de bordo, registrando como está sendo todo o processo desse novo álbum. Clique aqui para acessá-lo.

A banda também pede que seus fãs enviem fotos criativas com o título do álbum, para que possam postar no blog.

Se você quiser enviar a sua foto, mande um e-mail para keepersofthefaith@gmail.com , com o local aonde você e a URL do seu twitter ou myspace.

Como foi dito anteriormente, a banda se apresentará em Curitiba no dia 31 de julho, no John Bull Music Hall e no dia 1º de agosto no Inferno Club, em São Paulo.