sexta-feira, 23 de junho de 2017

Faixa Título: “Lift”, a reedição de OK Computer e o vislumbre de um futuro alternativo

OKNOTOK inverso

O que teria acontecido se, após o sucesso avassalador de “Wonderwall”, o Oasis tivesse se afastado dos holofotes para produzir álbuns experimentais? E se a ironia de “Song 2” tivesse funcionado, e boa parte do mundo conhecesse a banda por mais que um mero… “woohoo”?

Nessa sexta, temos um raro vislumbre de um futuro alternativo, de uma possível resposta a uma pergunta como essa: e se o Radiohead, em vez de adotar caminhos menos óbvios a partir de OK Computer (1997), aceitasse passivamente o status de hitmakers-do-rock-inglês que se construía até ali?

A resposta, ou o mais perto dela, está em “Lift”, faixa presente em OKNOTOK, reedição comemorativa dos 20 anos de OK Computer que saiu nessa sexta-feira (23).

“Lift” surgiu em 1996, um ano antes do lançamento de OK Computer, e nasceu com cara de hit. Testada nos shows em que o Radiohead abriu para Alanis Morrissette nos Estados Unidos, ganhava aplausos que outras novidades como “Karma Police” e “Paranoid Android” (com um final bem diferente da versão de estúdio) não ganhavam.

Durante as sessões do disco, “Lift” ganhou corpo. Virou queridinha dos poucos que tiveram acesso à ela antes do lançamento. Sozinha, prometia voos altos e distantes que a melancolia de “The Tourist” ou vinhetas como “Fitter Happier” jamais permitiriam.

E foi vetada da versão final justamente por isso.

Para os integrantes do grupo, “Lift” seria um golpe fatal na maneira como o Radiohead conduzia a relação com o mercado e com a própria criação, geraria muita pressão em cima da banda. Após sucessos como “Fake Plastic Trees”, “High & Dry”“Creep”, especialmente, tudo ficou grande demais.

Mesmo com a intenção de criar algo relevante e continuamente interessante, o Radiohead estava prestes a se desnortear. Abrir mão do sucesso raso era uma questão de sobrevivência.

Falando assim, parece que, sem “Lift”, OK Computer é um túnel direto para a abstração sonora, para passeios pela atonalidade, pela música livre. Não chega a isso. É, inclusive, relativamente cheio de sucessos, como poderíamos comprovar com as milhares de reprises do clipe de “Karma Police” nos tempos áureos da MTV.

A questão é que “Lift” é um exemplo muito óbvio do talento nato que Thom Yorke tem, ou tinha, de criar canções de fácil relação e extremamente emocionantes. Estilo descaradamente copiado por grupos como Travis, Muse ou Coldplay, que ao tentarem soar como o Radiohead, chegavam apenas a uma versão insossa do grupo de Yorke.

Mesmo com a certeza do sucesso comercial, o Radiohead seguiu os próprios instintos e caminhou para o outro lado. Assim, abriu espaço para a reinvenção explosiva de Kid A (2000) e Amnesiac (2001), e o resto é história.

A ironia disso tudo é que o Radiohead só teve o luxo de traçar o próprio destino por causa do sucesso comercial do início da carreira. Se “Creep” não existisse, The Bends e OK Computer seriam gravados com orçamentos bem menores, o que provavelmente limitaria as explorações sonoras da banda. Isso sem falar nas possíveis cobranças por singles de maior impacto, clipes performáticos, coisas assim. Justamente o que a banda temia ao desistir de lançar “Lift”.

Lado B: Radiohead divulga clipe da incrível “Man of War”; assista

Em 2017, “Lift” é um pequeno brinde, uma graça valiosa. Sem dúvida. Mas acrescenta pouco a OK Computer, um dos discos definitivos dos nossos tempos. Entre os outros b-sides inéditos, apenas a paranoica “Man of War” se encaixaria com facilidade no disco original. O restante se faz essencialmente de lindas sobras, mas que não deixam de ser sobras.

Foi a escolha certa, sem dúvidas. Não há prova maior que o maravilhoso refrão de “Lift” ecoando em meus ouvidos há horas e horas e horas. Se hoje está impossível escapar dela, imagine só em 1997, tocando no rádio, na TV, no comercial de seguro automotivo, nas constrangedoras rodinhas de violão…

Melhor assim.

Radiohead: ouça “OKNOTOK”, a grande edição comemorativa dos 20 anos do álbum “OK Computer”

Radiohead - OKNOTOK capa - Ok Computer
Foto: Divulgação

Em 1997, o Radiohead pôs sua marca definitiva na história da música com o lançamento de OK Computer, um álbum revolucionário que é tido pela crítica mundial como um dos melhores discos de rock das últimas décadas.

E para comemorar os 20 anos desse trabalho icônico, a banda anunciou recentemente um relançamento especial do disco, que contaria com várias b-sides e ainda três músicas que nunca haviam sido lançadas.

Pois então: a nova versão do disco, batizada de OKNOTOK, está finalmente entre nós. Você pode ouvir as versões remasterizadas do álbum e as faixas bônus logo abaixo.

OKNOTOK:

OK Computer:

01. Airbag
02. Paranoid Android
03. Subterranean Homesick Alien
04. Exit Music (For a Film)
05. Let Down
06. Karma Police
07. Fitter Happier
08. Electioneering2
09. Climbing Up the Walls
10. No Surprises
11. Lucky
12. The Tourist

Faixas Bônus:

01. I Promise
02. Man of War
03. Lift
04. Lull
05. Meeting in the Aisle
06. Melatonin
07. A Reminder
08. Polyethylene (Parts 1 & 2)
09. Pearly*
10. Palo Alto
11. How I Made My Millions

LEIA TAMBÉM: Radiohead dedica relançamento de “OK Computer” à falecida ex-mulher de Thom Yorke

Liam Gallagher compartilha capa, data de lançamento e vários detalhes de seu novo álbum

Liam Gallagher - As You Were capa
Foto: Divulgação

O cantor Liam Gallagher acaba de compartilhar várias informações sobre As You Were, seu primeiro álbum solo.

O disco será lançado no dia 6 de Outubro, e você pode conferir a capa do trabalho acima. A Apple Music indica que a versão deluxe do disco contará com quinze canções, mas a lista de faixas ainda não foi revelada.

O que se sabe é que quatro músicas do trabalho foram produzidas por Greg Kurstin, colaborador de longa data de Adele e Beck, incluindo o single “Wall of Glass”. As outras faixas foram produzidas por Dan Grech-Marguerat, que já trabalhou com Radiohead, Mumford and Sons e Circa Waves.

Para participar da pré-venda, você pode conferir as opções de pacotes disponíveis através do site do cantor.

As You Were será lançado um mês antes do próximo álbum de Noel Gallagher, o irmão de Liam. Embora ainda não tenha muitos detalhes confirmados, Noel afirmou que seu álbum sai no dia 9 de Novembro.

Será um bom fim de ano pros fãs de Oasis, hein?

O Far From Alaska está de volta e seu novo single é uma verdadeira porrada; ouça “Cobra”

Far From Alaska
Foto: Divulgação

O novo álbum do Far From Alaska é, com certeza, um dos discos nacionais mais esperados do ano.

Desde o lançamento do excelente modeHuman, em 2014, a banda não parou mais. Além de fazer vários shows pelo Brasil, a banda chegou a realizar turnês pelos Estados Unidos e Europa — inclusive, o grupo foi uma das atrações do recente Download Festival, na França, e botou pra quebrar.

Nos últimos meses, o grupo foi para os Estados Unidos gravar Unlikely, seu novo álbum de estúdio. Na época, nós chegamos a divulgar por aqui a campanha de financiamento coletivo que a banda havia organizado — as pessoas que contribuíssem para a gravação do novo material poderiam ganhar várias recompensas e brindes diferentes.

Pois então: o disco está gravado e deverá ser lançado nos próximos meses. Mas para dar um gostinho do que está por vir, o FFA acaba de compartilhar “Cobra”, o primeiro single do trabalho.

Ouça!

Mark Hoppus e Mike Shinoda dão palestra sobre composição (e improvisam música juntos); assista

Mike Shinoda e Mark Hoppus
Foto: YouTube/Reprodução

Recentemente, o Blink-182 anunciou dois shows “muito especiais” com o Linkin Park, que serão realizados em Nova York e Pennsylvania durante o final de Julho — e que foram carinhosamente batizados de “Blinkin Park”.

Embora isso possa parecer surpresa para algumas pessoas, as duas bandas tem uma relação bem próxima. E no começo desse mês, Mark Hoppus e Mike Shinoda participaram juntos de um painel sobre composição de músicas durante o Midem 2017.

Na ocasião, os dois discutiram a fundo sobre como compõem canções para os seus álbuns, desde a escrita das letras até a escolha de progressão de acordes — tudo isso enquanto improvisavam uma música do zero na frente do público.

Você pode conferir o resultado dessa grande “session” logo abaixo.

Parcels: projeto eletrônico colabora com Daft Punk em novo single dançante; ouça

Foto: Divulgação

Parcels é uma banda relativamente recente formada na Austrália, mas que atualmente reside na Alemanha.

Os caras tem um som eletrônico bem característico, e chegaram a chamar a atenção da lendária dupla francesa Daft Punk com seus vários singles lançados nos últimos anos. Agora, a dupla decidiu colaborar com o Parcels, ajudando-os a escrever e produzir o single “Overnight”, lançado essa semana.

A canção segue muito a linha do que o Daft Punk fez com o álbum Random Access Memories, de 2013, tendo uma forte influência disco e uma vibe muito dançante. De acordo com uma declaração lançada, a canção foi gravada em um “local secreto” em Paris.

A parceria é curiosa, pois a dupla não está mais muito “presente” no mundo da música. Desde o lançamento de Random Access Memories, o Daft Punk colaborou com artistas bem seletos — o último deles foi o cantor The Weeknd, com o qual a dupla lançou duas faixas ano passado.

Quem sabe a dupla não esteja apenas “se aquecendo” para voltar com um novo material próprio, não é mesmo? Mas por enquanto, vamos apenas apreciar esse belo som do Parcels mesmo.

Eddie Vedder faz nova homenagem a Chris Cornell durante show solo; assista

Eddie Vedder
Foto via Shutterstock

Em Abril, o Pearl Jam gravou um cover da canção “Again Today”, de Brandi Carlile, que fez parte de uma coletânea de covers da artista feita por nomes como Adele, The Avett Brothers e Dolly Parton.

Agora, Eddie Vedder, frontman do PJ, está em uma turnê solo e fez recentemente uma tocante performance ao vivo da faixa junto do Red Limo String Quartet. O curioso é que Vedder alterou uma parte das letras da canção.

Enquanto a letra original diz “I’m sad to say I miss my friends” [Estou triste em dizer que sinto falta dos meus amigos] para “I know that I’m gonna miss my friend” [Eu sei que vou sentir falta do meu amigo], o que muitos interpretaram como uma referência a Chris Cornell, grande amigo de Vedder que faleceu em Maio.

Você pode conferir uma gravação do momento logo abaixo.

Filthy Friends: supergrupo formado por membros do R.E.M. e Sleater-Kinney divulga inédita; ouça

Foto: Divulgação

O Filthy Friends é um supergrupo formado recentemente por ninguém menos que Peter Buck (R.E.M.), Corin Tucker (Sleater-Kinney), Scott McCaughey (The Minus 5), Bill Rieflin (King Crimson) e Kurt Bloch (Fastbacks).

Juntos, os músicos já haviam lançado algumas faixas aqui e ali, mas agora o grupo acaba de dar detalhes sobre seu primeiro álbum de estúdio.

Batizado de Invitation, o disco será lançado no dia 25 de Agosto pela gravadora Kill Rock Stars. Para acompanhar o anúncio, a banda resolveu compartilhar a inédita “The Arrival”, que você pode conferir — juntamente com a capa do álbum — logo abaixo.

Além do single, Invitation também contará com as faixas já lançadas “Any Kind of Crowd”, que foi lançada no Record Store Day, e a anti-Trump “Despierata”.

Filthy Friends - Invitation capa
Foto: Divulgação

Fall Out Boy lança mais um single de seu novo álbum; ouça “Champion”

Fall Out Boy

Quando o Fall Out Boy voltou com “Young and Menace”, o primeiro single de seu novo álbum, muitos fãs ficaram com um pé atrás.

A mudança sonora do grupo foi drástica, fugindo cada vez mais das suas raízes no pop punk para mergulhar de vez no pop e nos ritmos eletrônicos.

No entanto, na nova “Champion”, o grupo parece resgatar um pouco de suas antigas influências — mas ainda mantendo a sua nova direção. A canção foi compartilhada essa semana junto de um clipe relativamente discreto e simples.

Você pode conferir a faixa logo abaixo e nos dizer: ela é ou não é melhor do que “Young and Menace”?

M A N I A, o novo disco da banda, será lançado no dia 15 de Setembro pelas gravadoras Island Records e DCD2. Ele será o sucessor de American Beauty/American Psycho, de 2015.

Cidade na Nova Zelândia é evacuada após polícia confundir fita K7 com bomba

LSD Fundraiser - Cidade na Nova Zelândia é evacuada após polícia confundir fita K7 de banda de rock com bomba
Foto: Bandcamp/Divulgação

Na sexta-feira passada (dia 16), a cidade de Dunedin, na Nova Zelândia, enfrentou uma situação curiosa: as autoridades locais decidiram evacuar a cidade inteira (!) após uma fita k7 ser confundida com uma bomba. Sério, inteira.

O engano ocorreu após as autoridades serem notificadas de que um “pacote estranho” havia sido pendurado na parede de uma casa de strip, com uma nota que dizia:

Quando não há nada a ser perdido
Eu vou explodir o seu carro
Eu vou hackear seu computador
Eu vou vazar segredos de estado
Eu vou fazer buracos nas janelas de seu escritório
Eu vou colocar seus prédios no chão
Eu vou acabar com você

No entanto, esses eram apenas trechos das letras de uma música composta pela banda de noise-rock/drone LSD Fundraiser (escrito como L.$.D FUNDRAISER), que havia gravado a fita StreetNOISE para divulgar seu trabalho. Em seu Bandcamp, a banda afirmou que tinha gravado um número limitado de fitas e que ia espalhá-las em “paredes próximas de você”.

Mas o estrago já estava feito: um esquadrão anti-bomba apareceu no local de helicóptero e fez uma “explosão controlada” para destruir o objeto — imagina a cena! E para piorar, um homem (não ficou claro se era membro da banda ou não) já está sendo acusado pela polícia por “ameaçar destruir uma propriedade”.

Pelo menos o marketing deu certo, e você pode ouvir a mixtape dos caras na íntegra logo abaixo.

PicniK Festival acontece neste final de semana em Brasília; entrada é gratuita

PicniK Festival

Nos dias 24 e 25 de junho acontece o PicniK Festival, na cidade de Brasília. O projeto traz um novo formato para realizar um grande evento musical, com dois dias de duração, unindo cultura alternativa e economia criativa.

Entre as atracões estão bandas de diversas regiões do Brasil, como O Terno, Mustache e os Apaches, Ava Rocha, Teach Me Tiger, Tagore, Seu Estrelo, além da atração da gringa, The Blank Tapes, dos EUA. Haverá ainda discotecagem, exposições, workshops, entre outras atividades.

O evento será realizado na Torre de TV, um dos cartões postais mais emblemáticos de Brasília, e a entrada é gratuita. A programação musical é financiada pelos empreendedores criativos que participam do mercadinho de arte, moda e design e da praça de alimentação do evento.

“Toda a experiência é desenhada para que o público desempenhe papel de protagonista dentro do encontro, aplicando na pele a máxima de que cada indivíduo é responsável direto pela construção da realidade que o cerca”, diz Miguel Galvão, um dos organizadores do festival.

Veja a programação completa no evento oficial do festival no Facebook.

Serviço – PicniK Festival

Data: 24 e 25 de junho de 2017 (sábado e domingo)
Local: Torre de TV – Brasília
Horário: das 13h às 22h
Acesso gratuito
Classificação indicativa: Livre

Fast Forward: Deezer, Altafonte e Queremos! unem forças no showcase Milk #03

Três grandes players do mercado da música, Deezer + Altafonte Network + Queremos!, se unem para promover a terceira edição do showcase Milk, que acontece* em Botafogo, na próxima quarta-feira, 28/06, trazendo um pouco de rock e blues com Whipallas (RJ) e Lau e Eu (SE).

O clima é junino, mas nem por isso é menos propício para se ouvir boas guitarras. Entre quentões e paçocas que rolam no Rio nessa época, o showcase #03 é um ponto um alto na agenda cultural de Junho, e no dia não tem tanta fogueira para pular.

Um pedacinho da última edição do Showcase Milk, em Abril. Foto: Diego Padilha/I Hate Flash

Além de promover a aproximação de empresas, profissionais da indústria criativa e do mercado da música, a Milk tem como objetivo desenvolver um trabalho no universo digital com novos artistas, com o propósito de criar uma vitrine capaz de reunir amigos, parceiros e chamar atenção do mercado, imprensa, e acima de tudo, novos fãs.

Os artistas:

Naquela mesma vibe de gente alegre e sorridente das edições anteriores que você já conhece e pode conferir aqui e aqui, cabe às estrelas da noite o tom da festa. Lau e Eu (SE) traz na voz marcante de Lau, notas melódicas do blues, solos épicos de guitarra e uma excelente performance no palco. Showzasso!

O sergipano Lau que se apresentou em fevereiro no showcase Milk #01 (Foto: Pedro Arantes)

Lau é um sergipano de 18 anos que também é multi-instrumentista: é o responsável por gravar todos os instrumentos de suas canções. O seu EP de estreia foi lançado em outubro de 2016, e no início deste ano, Lau decidiu se mudar para São Paulo para se dedicar integralmente à música. Sua performance no Showcase Milk #01 marcou o seu primeiro show na região sudeste. Você pode ouvir o artista aqui.

E mais pra cá nos roques, os meninos do Whipallas (RJ) vêm descendo a serra petropolitana com tudo, no embalo do último single “Boogie Boogie, cujo clipe, estrelado pelo irreverente ator Tonico Pereira e pela atriz Regina Sampaio, fez o maior sucesso.

Whipallas é: Márcio Biaso (guitarra), Jayme Monsanto (baixo), Pedro Lenz (vocal e guitarra), André Coelho (bateria) e Bernardo Massot (teclado e synth) . Foto: Divulgação.

Foi num passeio pelo Salar de Tara, no Atacama, que Pedro Lenz encontrou o nome para a banda. A “Whipalla”, que batizou o grupo, é uma bandeira que representa a reciprocidade dos povos andinos com o planeta, o respeito mútuo, a celebração da vida. O que se traduz no som na banda, misturando ritmos  e respeitando as influências de cada um, que vão do rock alternativo atual aos clássicos do Brasil e de fora, testando a liberdade sonora entre outras influências mais dançantes e festejando essa sonoridade sempre que possível. A banda lançou, no ano passado, um EP homônimo de seis faixas bem bacana, ouve só.

E para que o evento fique ainda mais bacana, contamos sempre com a presença de peso dos nossos apoiadores! <3

Altafonte

A Altafonte sempre promove um Open Mic após os shows, isto é: ao fim das apresentações, o palco tá livre para quem quiser, é só subir pra soltar o gogó! Claro que rolam cenas épicas, feats inusitados e interpretações maravilhosas. No último só deu Vic & Lau!

“O que acontece no Open Mic Altafonte, fica no Open Mic Altafonte” com exceção desse Lau ft. Vic que rolou e foi lindo

Deezer

Já o Deezer, plataforma de streaming, conta com um espaço de imersão exclusivo, o Deezer Lounge que tem um Jukebox (digital, claro) maneiríssimo tocando as músicas que rolam nos intervalos entre as apresentações. Olha só:

Jukebox digital bonitão do Deezer Lounge, só chegar e dar play na sua faixa predileta da playlist do Showcase

Queremos!

A novidade dessa terceira edição é o novo apoio promovido pelo pessoal do Queremos!

Diretamente do showcase Milk #03 você vai poder escolher qual show você quer assistir nos palcos cariocas em uma plataforma interativa e exclusiva e que que irá coletar os pedidos do público! Bacana demais.

No quesito música e tecnologia, a Agência Milk sempre traz assuntos pertinentes e novidades de mercado. O showcase Milk é uma oportunidade de criar sinergias com quem tem o mesmo ideal, possibilitar encontros, trocas e abrir novos caminhos para os artistas, os profissionais da música e da indústria criativa e de todo o resto da galera boa que sempre marca presença!

* O Showcase Milk é um evento restrito a convidados, mas se você quiser participar dessa festa toda ou quiser saber mais, envie um e-mail para contato@agenciamilk.com. :)

 

Relaxe um pouco ouvindo a guitarra isolada de John Frusciante em “Under The Bridge”

John Frusciante

Independentemente de querer (ou não) sua volta, é inegável que John Frusciante foi um membro essencial para a carreira do Red Hot Chili Peppers.

Com seus grandes riffs, solos e vocais, o músico criou uma série de canções memoráveis e ajudou a formar e consolidar a identidade da banda.

Uma das maiores contribuições de John para o grupo foi a fantástica linha de guitarra em “Under The Bridge”, do álbum Blood Sugar Sex Magik. A canção é uma balada melancólica onde Anthony Kiedis canta sobre os sentimentos de solidão causados por conta do seu vício em drogas.

De certa forma, esses sentimentos também foram transmitidos e carregados pela guitarra do músico, que enfrentou problemas parecidos durante boa parte da vida.

E para relembrar uma das melhores obras de Frusciante, você pode conferir o som isolado da guitarra do músico logo abaixo.

Paul McCartney fala sobre parceria com Rihanna e Kanye West: “poderia ter dado errado”

Foto: Divulgação

No início de 2015, fomos surpreendidos pelo lançamento da faixa “FourFiveSeconds”, colaboração entre Kanye West, Rihanna e Paul McCartney.

Ao anunciar sua nova turnê pela Austrália após 24 anos sem pisar no país, Paul participou de uma live no Facebook com o comediante Tim Minchin, com quem dividiu histórias da sua trajetória desde a fase dos Beatles.

O britânico também comentou sobre a fase atual de sua carreira, e aproveitou para falar sobre sua colaboração com Rihanna e West de 2015: ele não sabia se aquilo daria certo.

Eu recebi uma ligação e meu empresário disse ‘Kanye West gostaria de trabalhar com você’. Eu disse ‘Sim, vamos fazer’. Estava um pouco nervoso no início, porque eu pensei que poderia dar tudo errado. Mas estava intrigado para saber o que ele estava fazendo. E foi um processo intrigante. Você, basicamente, não escreve músicas. Você só fala e enrola um pouco e grava tudo no seu celular. Então, ele vai embora. E isso é, basicamente, o álbum dele. Mas foi muito bom fazer porque eu não trabalho dessa forma.

O ex-Beatle também contou que não sabia se fariam um disco a partir daquela colaboração, e não chegou a ouvir o resultado até receber uma canção de Rihanna. Paul ficou surpreso com o resultado:

Tive que telefonar para ele [Kanye] e dizer ‘Eu estou nessa?’ e ele disse: ‘Ah, sim. Você é o guitarrista’. E eu fiquei meio, ‘Eu não me lembro’. E ele: ‘Nós aceleramos’.

“FourFiveSeconds” entrou no setlist atual de Paul McCartney e o músico deve incluí-la também durante sua passagem pelo Brasil em Outubro.

Você pode assistir a live completa abaixo:

Radiohead dedica relançamento de “OK Computer” à falecida ex-mulher de Thom Yorke

Thom Yorke e Rachel Owen

Essa semana, o Radiohead está lançando uma reedição de seu icônico álbum OK Computer, de 1997. A nova versão do disco conta com as músicas remasterizadas, assim como várias b-sides e três inéditas.

E agora que o disco está sendo vendido nas lojas, vários fãs que compraram o álbum notaram que a banda escreveu uma pequena mensagem na capa dedicando a reedição para Rachel Owen, ex-esposa do frontman Thom Yorke.

Logo após a separação dos dois, em 2015, foi descoberto que Owen tinha câncer, e a fotógrafa e professora acabou falecendo em Dezembro de 2016. Para homenageá-la, o grupo escreveu nos créditos do disco:

Essa reedição é dedicada à memória da Dr. Rachel Owen (1968 – 2016) que morreu após uma longa e corajosa batalha com o câncer. Esperamos que você esteja bem. Obrigado por ouvir.

A reedição do disco, batizada de OKNOTOK, já foi lançada. Você pode ouví-la, assim como dar uma olhada na foto da capa do disco com a homenagem para Rachel, logo abaixo.

HAIM improvisa alguns passos de dança em novo clipe – assista “Want You Back”

HAIM
Foto: Reprodução/Youtube

Na contagem regressiva para o lançamento do segundo disco de estúdio, Something To Tell You, as garotas do HAIM divulgaram mais um clipe nesta quinta-feira (22).

“Want You Back”, faixa divulgada anteriormente, embala a caminhada das irmãs californianas por uma avenida deserta, enquanto arriscam alguns passos de dança.

No fim de semana passado, a banda tocou a inédita “Night So Long” numa apresentação surpresa em Hollywood. A música é a quarta divulgada pelo HAIM do novo disco. O grupo já havia lançado a impactante “Right Now” em Abril, com um vídeo ao vivo dirigido por Paul Thomas Anderson.

Something To Tell You sai no dia 7 de Julho, via Columbia Records. Assista o novo clipe logo abaixo.

Foo Fighters toca a inédita “Sunday Rain” em show na Letônia; assista

Taylor Hawkins canta inédita do Foo Fighters
Foto: YouTube/Reprodução

Essa semana nos trouxe uma ótima notícia: a “volta” oficial do Foo Fighters, que lançará o álbum Concrete and Gold no dia 15 de Setembro.

E embora só tenha compartilhado um single do disco, “Run”, a banda esteve apresentando outras faixas de seu novo material em algumas apresentações recentes, como a faixa “The Sky Is A Neighborhood”.

Agora, foi a vez dos fãs na Letônia, na Europa, terem um gostinho ao vivo de mais uma inédita: “Sunday Rain”. Curiosamente, a canção aparenta ser completamente cantada pelo baterista Taylor Hawkins. Até agora, Hawkins só assume os vocais na faixa “Cold Day In The Sun”, do disco In Your Honor.

Você pode conferir uma gravação da faixa feita por um fã logo abaixo.

CoMA: festival anunciado em Brasília conta com line-up de peso; confira

Festival CoMA, de Brasília
Foto: Divulgação

A Rockin’ Hood e a Influenza Produções acabam de divulgar o line-up completo do CoMA, um novo festival que acontecerá em Brasília entre os dias 4 e 6 de Agosto.

E além de contar com uma série de shows incríveis, a organização ainda promete palestras e debates com profissionais da música. Dentre os grupos e artistas confirmados no evento, estão Lenine, Emicida, Scalene, Clarice Falcão, Far From Alaska, O’Brother, Francisco El Hombre, R Sigma e muitos outros.

Como o evento está sendo organizado pelas mesmas pessoas que fizeram a excelente primeira edição do Festival Tenho Mais Discos Que Amigos!, que aconteceu em Abril, sabemos que o CoMa está em ótimas mãos!

Você pode adquirir ingressos para o festival através do site do evento. Dê uma olhada no line-up completo logo abaixo.

Filhas de Chris Cornell escrevem lindas homenagens para o pai; leia

Chris Cornell em Porto Alegre
Foto por Doni Maciel

Desde sua morte, a página de Chris Cornell no Facebook esteve sendo utilizada como uma espécie de memorial, onde vários amigos, colegas de trabalho e familiares publicam suas homenagens ao cantor.

E nessa semana, após o dia dos pais nos Estados Unidos, foi a vez das filhas do músico Lillian Jean, de 16 anos, e Toni, de 12, escreverem belas cartas para o pai.

Você pode lê-las na íntegra logo abaixo.

Lillian Jean Cornell:

Papa,

Há alguns anos nós estávamos andando de bicicleta pelo Central Park e você me disse que não existem muitas pessoas realmente boas no mundo, mas que eu era uma delas. Você tinha tanta confiança e orgulho no que eu fazia, e seu entusiasmo e amor me inspiraram a fazer o meu melhor. Agora, mais do que nunca, eu quero viver minha vida para ajudar os outros como você o fez. Eu quero continuar te deixando orgulhoso. Toni, C [Christopher Nicholas, outro filho do músico] e eu prometemos sobreviver, perseverar e prosperar, como nós sempre fizemos. Eu sou tão orgulhosa de ser seu bebê, eu te amo mais do que qualquer coisa e eu vou sentir sua falta sempre.

Sua joaninha,
Lily

Toni Cornell:

Papai,

Me deixe começar falando o quanto eu amo você e o quanto você significa pra mim. Você é meu ídolo, alguém que eu sempre admirei. Você sempre esteve lá por mim. Você me deu apoio todo dia, e ainda dá.

Toda vez que eu choro ou penso que não consigo continuar, eu escuto sua voz, ‘Não fique sentada se preocupando, querida. Se preocupar é uma perda de tempo, eu estou bem’.

Eu sempre guardei no coração o que você dizia. Provavelmente por que tudo o que você dizia era tão inteligente.

Todas as vezes em que você vinha pra casa após uma turnê, você gastava todo o seu tempo com a gente. Não importa o quão cansado você estava, quantos fuso-horários você viajava, você estava lá por nós.

Toda vez que eu ficava doente, você tomava conta de mim. Você se aconchegava comigo, me abraçava, me beijava. Você não se importava de ficar doente. Você ficava acordado a noite toda para ter certeza de que minha febre iria abaixar. E se não abaixasse, você me acordava e me dava meu remédio. Eu abria meus olhos, via você e me sentia melhor.

Eu tenho tantas memórias com você mas a minha favorita foi quando no começo do ano eu estava cansada de uma viagem e nós assistimos ‘Purple Rain’. Nós estávamos no BHH e você veio para o meu quarto quando eu estava procurando um filme para assistir.

‘Que tal Purple Rain?’, você disse. Eu sempre confiei no seu julgamento. Eu coloquei o filme e amei ele imediatamente! E uma hora nós chegamos na sua canção favorita, ‘The Beautiful Ones’.

‘Essa canção é tão especial que ela nem pertence a algum gênero. Quando eu tinha uns vinte anos, eu vi isso no cinema e um cara começou a rir durante essa cena e música. Eu fiquei com muita raiva’, você disse.

Eu também me apaixonei pela música e ouvia ela repetidamente.

Nossa conexão especial sempre foi a arte. Poemas, livros, música, escrita. Nós dois temos um amor incondicional por isso.

Quem irá me mostrar filmes como ‘Purple Rain’ e músicas como ‘The Beautiful Ones’ agora? Eu espero encontrar mais deles por que você me treinou bem.

Eu sei que você ainda está aqui, e o calor que eu sinto sob o frio é você. VOCÊ É O MELHOR PAI EM TODO O MUNDO. E eu sei, que se isso não fosse um acidente, você ainda estaria comigo assistindo ‘Purple Rain’.

Eu te amo e sinto muito a sua falta, papai. Você merece seu próprio dia para ser celebrado por que você é o melhor pai que qualquer pessoa poderia ter. Feliz dia dos pais!

Com amor,

Seu bebê Toni

Papa,A couple summers ago we were biking around Central Park and you told me that there aren’t many truly good people…

Posted by Chris Cornell on Monday, June 19, 2017

Daddy,Let me start by saying how much I love you and how much you mean to me. You are my idol, someone I’ve always…

Posted by Chris Cornell on Monday, June 19, 2017

Cage the Elephant anuncia disco acústico; confira os detalhes de “Unpeeled”

Cage the Elephant anuncia disco acústico
Foto: Divulgação

Após fazer uma turnê pelos Estados Unidos com versões intimistas de suas músicas, o Cage the Elephant resolveu eternizar a aventura.

A banda anunciou o lançamento de Unpeeled, um álbum com canções acústicas que foi gravado em shows em cidades como Los Angeles, Knoxville e Washington.

Além de uma nova roupagem para as faixas da banda, o registro ainda conta com três covers: “Golden Brown” do The Stranglers, “Instant Crush” do Daft Punk, e “Whole Wide World” da Wreckless Eric, que virou single e já foi disponibilizada. Ao fim desta publicação é possível ver uma apresentação ao vivo da música no programa Late Night with Seth Meyers.

Unpeeled tem lançamento oficial marcado para o dia 28 de Julho. Confira a capa e lista de faixas do trabalho:

Capa de Unpeeled, novo disco do Cage the Elephant

01. Cry Baby
02. Whole Wide World
03. Sweetie Little Jean
04. Spiderhead
05. Take It Or Leave It
06. Too Late To Say Goodbye
07. Punchin’ Bag
08. Shake Me Down
09. Telescope
10. Instant Crush
11. Trouble
12. Ain’t No Rest For The Wicked
13. Rubber Ball
14. Aberdeen
15. Golden Brown
16. Cold Cold Cold
17. How Are You True
18. Come A Little Closer
19. Back Against The Wall
20. Cigarette Daydreams
21. Right Before My Eyes

Lado B: Radiohead divulga clipe da incrível “Man of War”; assista

Radiohead
Foto: Reprodução/Youtube

Aguardamos ansiosos para que chegasse a semana do relançamento do icônico OK Computer, do Radiohead. O disco completa 20 anos de lançamento e ganhou uma reedição, que sai nesta sexta-feira (23).

A belíssima coletânea OKNOTOK contém b-sides e algumas gravações nunca divulgadas, para abalar o coração de qualquer fã da banda britânica. Indispensável para quem gostaria de revisitar 1997.

O Radiohead já havia divulgado a tocante “I Promise” no início do mês, e agora foi a vez do lado B “Man of War”. Confira o belíssimo clipe dirigido por Colin Read.

“O rock está vivo”: Dave Grohl fala sobre os novos álbuns do Foo Fighters e Queens Of The Stone Age

Dave Grohl no estúdio
Foto: Facebook - Foo Fighters

Enquanto certas pessoas insistem em dizer que o rock “morreu”, centenas de músicos trabalham duro para que ele continue firme e forte.

Um deles é Dave Grohl, que passou os últimos meses no estúdio gravando um novo álbum do Foo Fighters. E essa semana, a banda divulgou vários detalhes de Concrete and Gold, o sucessor de Sonic Highways, de 2014.

Ao conversar com a BBC, Grohl comentou um pouco sobre o processo de realização do disco. Curiosamente, o Foo Fighters gravou seu novo material quase ao lado do estúdio onde o Queens of the Stone Age gravou Villains, novo álbum do grupo de Josh Homme que será lançado um mês antes de Concrete and Gold.

Foi ótimo por que nós estávamos a uma quadra de distância de onde o Queens of the Stone Age estava gravando o álbum deles. Então, todo dia, nós íamos para o estúdio um do outro para roubar donuts e café. Nós ouvíamos os álbuns um do outro pensando tipo, ‘o rock está vivo e indo bem’. Honestamente, [com] esses dois álbuns, o Queens of the Stone Age e o Foo Fighters deveriam unir forças e tomar o mundo agora mesmo.

O Foo Fighters lançará o Concrete and Gold no dia 15 de Setembro, enquanto o Queens of the Stone Age lança Villains no dia 25 de Agosto.

Vale lembrar que as duas bandas tocarão no Cal Jam 17, um festival organizado pelo FF que acontecerá na Califórnia em Outubro.

Star Wars: após demissão dos diretores originais, Ron Howard assume o spin-off de Han Solo

Elenco do spin-off de Han Solo em Star Wars

A produção do filme spin-off da franquia Star Wars baseado no personagem Han Solo acaba de sofrer uma guinada após a Disney confirmar a saída de Phil Lord e Christopher Miller, os diretores do projeto. Mas tudo parece estar se encaminhando.

Ron Howard, responsável por filmes como Apollo 13 e franquia de Robert Langdon (Código Da Vinci, Anjos e Demônios, Inferno), foi confirmado como o escolhido para preencher a cadeira da direção.

Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm, comentou a notícia através de uma declaração:

[…] Nós acreditamos que o objetivo maior de um filme é agradar [o público], carregando o espírito da saga que George Lucas criou há quarenta anos. Com isso em mente, estamos felizes de anunciar que Ron Howard entrará em cena para dirigir o filme de Han Solo.

Já sobre a demissão, a dupla Lord e Miller citou “diferenças criativas” como a razão para a saída, explicando a situação em uma declaração:

Infelizmente, nossa visão não se alinhava com a de nossos parceiros nesse projeto. Nós normalmente não somos fãs da frase ‘diferenças criativas’, mas dessa vez o clichê é verdade. Nós estamos orgulhosos do trabalho incrível do nosso elenco e equipe.

Embora a situação não pareça muito boa, a Disney já lidou com problemas parecidos durante a produção do spin-off Rogue One, ao precisar gastar várias semanas regravando boa parte do filme com um novo diretor mesmo com o projeto já tendo entrado em fase de pós produção.

Ao que tudo indica, os problemas enfrentados com esse novo longa não irão atrapalhar na sua data de lançamento: Han Solo ainda deverá estrear no dia 25 de Maio de 2018.

O projeto conta com um elenco formado por atores e atrizes como Alden Ehrenreich, Donald Glover, Woody Harrelson, Michael K. Williams, Emilia Clarke, Thandie Newton, Phoebe Waller-Bridge e Joonas Suotamo.

Game Of Thrones: novo trailer tem guerras, guerras e mais guerras (e nós estamos ansiosos)

Game of Thrones
Foto: Divulgação

Quem acompanha Game of Thrones provavelmente já deve estar roendo as unhas esperando a volta da série.

E não é pra menos: o seriado de fantasia baseada nos livros de George R. R. Martin acabou virando um verdadeiro hit e já envolveu milhões de pessoas no mundo todo, que acompanham de perto as histórias de Westeros.

Agora, estamos chegando realmente perto da data de estreia da sétima temporada — o primeiro episódio irá ao ar no dia 16 de Julho, pela HBO. E para deixar-nos ainda mais ansiosos para os novos episódios, um novo trailer foi compartilhado ontem (21) à tarde e olha… tá tenso, viu?

Como a história já está chegando ao seu clímax, várias partes do enredo estão começando a se entrelaçar e muito personagens deverão se reencontrar — nós já estamos torcendo muito para a famigerada reunião da família Stark. E tudo isso será acompanhado de guerras, muitas guerras.

Você pode conferir o trailer na íntegra logo abaixo:

George Clooney, Tom Hanks e mais astros se unem em vídeo para “manter promessa” de Chris Cornell

Chris Cornell em Toronto, 2013
Foto via Shutterstock

Um grande time de estrelas se uniu em um vídeo emocionante para homenagear Chris Cornell e manter vivo seu legado ativista.

Nomes como Jennifer Lopez, Tom Hanks, Ryan Gosling, George Clooney, Cher, Christian Bale, Serj Tankian (System Of A Down) e outros aparecem nas imagens, que fazem parte da divulgação do filme sobre o genocídio armênio, The Promise, para o qual Cornell gravou uma canção de mesmo nome — a última lançada pelo cantor.

No clipe de menos de um minuto, os artistas comentam o trabalho de Chris e o dinheiro que doou para ajudar os refugiados e crianças em situação de perigo, e prometem ajudá-lo a continuar com os trabalhos de caridade. Para finalizar, eles dizem: “eu juro que manterei a promessa”.

Ao fim do vídeo, o próprio Cornell aparece dizendo:

Olá, eu sou Chris Cornell e juro que manterei a promessa de lutar pelas crianças mais vulneráveis no mundo.

No clipe póstumo para a canção que compõe a trilha do longa — lançado em Maio deste ano no Brasil — o vocalista canta em meio a fortes imagens que registram a guerra na Síria e trazem uma reflexão sobre a questão dos refugiados. Assista clicando aqui.

O músico, ao lado da esposa, criou a Chris & Vicky Cornell Foundation em 2012 com o foco de ajudar crianças em países em guerra, pobreza e fome.

Você fará falta, Chris.

SIGA O TMDQA!

544,308SeguidoresSeguir
19,846SeguidoresSeguir
1,100SeguidoresSeguir
55,478SeguidoresSeguir