terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

Tropa de Elite: tribunal dá vitória a José Padilha em disputa com o Tihuana pela marca

Tropa de Elite, o filme
Foto: Divulgação

“Tropa de Elite, osso duro de roer / Pega um, pega geral / Também vai pegar você!”

Com toda certeza desse mundo você conhece essa passagem de “Tropa de Elite”, música do Tihuana que ficou associada à banda e é o seu maior hit.

Acontece que a canção lançada no disco Ilegal, de 1999, voltou a ser tocada à exaustão alguns bons anos depois, em 2007, quando o filme Tropa de Elite foi lançado e a utilizou na trilha sonora.

Segundo a gloriosa Wikipedia, inclusive, a faixa ganhou certificação de platina na época, devido aos mais de 100 mil downloads pagos.

Ao que tudo indica o diretor e produtor do filme, José Padilha, vinha travando uma batalha na justiça com a banda pelo uso da marca, e segundo a coluna de Ancelmo Gois em O Globo, ele saiu vitorioso.

A notícia é de que o Tribunal Regional Federal da 2ª Região deu ganho de causa a Padilha, e o escritório que representa o cineasta alegou que “o sucesso do filme deu tanta fama à expressão ‘Tropa de Elite’ que ela passou a ser associada diretamente a ele, independente da música”.

Concorda?

Em tempo, o Tihuana encerrou as atividades em 2017.

Amigos, o Tihuana encerra suas atividades oficialmente por tempo indeterminado. Muito obrigado aos nossos familiares, mú…

Posted by Tihuana on Friday, July 14, 2017

Discman, tamagotchi e tazo: Netflix apresenta a série “Everything Sucks!”

Trailer de Everything Sucks! na Netflix

Se, assim como esse que aqui escreve, você tem 30 e poucos anos, com certeza irá se identificar com o trailer que a Netflix acabou de disponibilizar para a série Everything Sucks!

A atração se passa no ano de 1996, foi criada por Ben York Jones (Like Crazy) e Michael Mohan, e teve dez episódios de meia hora pedidos pela Netflix para sua primeira temporada.

No trailer é possível ver adolescentes em uma sala de aula usando corretivo, riscando fotos de amores frustrados, ouvindo o CD favorito no Discman e fazendo piada com números em calculadoras que parecem palavras de cunho sexual.

Todos os episódios de Everything Sucks! estarão disponíveis na Netflix em 16 de Fevereiro.

Everything Sucks – 16/02

Alimente seu Tamagotchi, recolha seus tazos, assopre a fita do Super Nintendo. Dia 16/2 vamos voltar aos anos 90. #EverythingSucks

Posted by Netflix on Tuesday, January 16, 2018

The Smashing Pumpkins reúne formação clássica quase completa em estúdio

The Smashing Pumpkins no estúdio
Foto: Reprodução / Instagram

Está esquentando: parece que uma reunião com a formação clássica do The Smashing Pumpkins deve acontecer em 2018.

Billy Corgan, líder do projeto, e o baterista Jimmy Chamberlin, estão juntos em estúdio e há notícias de que eles até já trabalharam em uma canção inédita chamada “Route 666”.

Há alguns minutos, usando sua conta no Instagram, Billy compartilhou uma foto onde os dois aparecem ao lado do guitarrista James Iha e comentou:

Não tenho certeza de quem foi o espião que tirou essa foto, mas tivemos uma visita no estúdio outro dia. São tantas memórias quando nós três nos reunimos.

Para reunir a formação original, falta só a baixista D’arcy Wretzky, que após passar por problemas sérios com as drogas, se reabilitou e já disse que vê uma possível reunião com bons olhos.

O último disco da banda com os quatro na formação é Mellon Collie And The Infinite Sadness, de 1995, já que em 1998 Adore não contou com Jimmy Chamberlin e em 2000 Machina/The Machines Of God, não tinha mais D’arcy, que gravou apenas alguns baixos do álbum.

LEIA TAMBÉM: 20 discos que completam 20 anos em 2018

Liam Gallagher irá fazer um show solo em São Paulo

Liam Gallagher no Benicassim 2017
Foto de Liam Gallagher via Shutterstock

Liam Gallagher é uma das atrações mais aguardadas do festival Lollapalooza Brasil em 2018.

Em seus shows, o músico toca canções do disco solo de estreia, As You Were, bem como clássicos do Oasis, o que resulta em uma mistura pra lá de interessante já que o álbum foi um dos mais competentes de 2017 lá fora.

Agora de acordo com o Popload, Liam irá fazer um show solo em São Paulo na Audio, que fica na Barra Funda. Pelo que apuramos aqui, a apresentação deve acontecer no dia 21 de Março.

Há pouco tempo foi revelado que ele teve todos os ingressos esgotados para um show com capacidade de 1.500 pessoas em Buenos Aires, e não temos dúvida de que aqui no Brasil a história deve se repetir.

Assim que tivermos mais informações a respeito, publicaremos por aqui.

O Lollapalooza Brasil acontecerá nos dias 23, 24 e 25 de Março, sendo que Liam se apresenta no Domingo, 25.

Seal é acusado de assédio sexual por uma vizinha e se pronuncia

Seal
Foto: Divulgação

O cantor Seal é o mais novo nome da indústria da música a ser acusado de assédio.

Há seis dias ele usou a sua conta oficial no Instagram para criticar a apresentadora e produtora Oprah Winfrey.

Na última cerimônia de entrega do Globo de Ouro, ela recebeu um prêmio especial e fez um discurso acalorado sobre como “o tempo acabou” para homens que usam suas posições de poder e cometem atos de abuso.

Segundo Seal, ela foi hipócrita pois seria amiga próxima de Harvey Weinstein, mega produtor que foi o primeiro grande nome do cinema a ser denunciado por abuso e acabou escancarando diversos outros casos.

Após a publicação do cantor, sua ex-vizinha, a atriz Tracey Birdsall, acusou o próprio de abuso, dizendo que ele a beijou à força.

Segundo Tracey, os dois eram apenas bons amigos, e em um dia em que foi pegar um utensílio de cozinha que havia emprestado de volta na casa dele, Seal teria se aproveitado para agarrá-la.

Ela disse que gritou “O que você está fazendo?”, e ele respondeu com “Estou te beijando!” antes de insinuar que ela estava pedindo por isso por conta da roupa que estava usando.

O músico ainda teria apalpado os peitos de Birdsall e quando ela pediu para parar, Seal pediu para que os dois sentassem no sofá, o que aconteceu. A investida veio novamente então Tracey deixou o local e não falou mais com o cara.

A polícia de Los Angeles disse que recebeu uma denúncia de abuso no último Sábado envolvendo o caso e que as investigações já começaram.

Um representante do artista disse que ele nega as acusações com veemência:

Seal nega as recentes alegações feitas contra ele de suposta má conduta por uma ex-vizinha, há mais de um ano, com veemência. Ele pretende se defender com vigor dessas falsas alegações.

Ator-mirim de “O Sexto Sentido” está irreconhecível na nova temporada de “Arquivo X”

Haley Joel Osment em Arquivo X
Foto: Entertainment Weekly

Haley Joel Osment, conhecido como o menino que via gente morta no thriller O Sexto Sentido, apareceu irreconhecível em nova imagem da 11ª temporada de Arquivo X. A foto foi divulgada pela revista Entertainment Weekly na última quarta-feira (10).

Beirando os 30 anos e com cabelos longos, o personagem de Osment na série de ficção científica ainda não foi divulgado. Sabe-se apenas que o ator estará no sexto episódio desta nova temporada.

Osment tinha 11 anos quando protagonizou O Sexto Sentido em 1999, e o papel lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante na época. O ator também é conhecido por interpretar um menino-robô em A.I. – Inteligência Artificial. Sua carreira em Hollywood caiu no ostracismo após alguns anos, porém retomou de 2013 pra cá, com participações em diversas séries e filmes.

Vídeo: alguém contou todas as vezes em que Anthony Kiedis (Red Hot Chili Peppers) disse “Califórnia”

Red Hot Chili Peppers no Rock In Rio
Foto por I Hate Flash / Rock In Rio

Alguns artistas têm pequenos clichês em suas músicas, como usar a repetição de palavras, expressões e temáticas. Talvez você consiga pensar em algum nome enquanto lê esse texto.

O Red Hot Chilli Peppers é uma banda que se enquadra nisso. O quarteto norte-americano é bem conhecido por mencionar seu estado natal em músicas como “Dani California” e “Californication”.

E alguém – com muito tempo disponível – fez uma compilação com as inúmeras vezes em que Anthony Kiedis citou o estado da Califórnia em músicas e entrevistas, como você pode ler logo abaixo.

Em tempo, apesar de ter se mudado para Hollywood aos 12 anos para morar com o pai, Kiedis nasceu bem longe dali, em Grand Rapids, no estado de Michigan.

Jawbreaker dá sequência à aguardada turnê de reunião; vídeos, setlist

Jawbreaker

Após mais de 20 anos de inatividade, o Jawbreaker voltou aos palcos ano passado com um seleto número de shows e uma apresentação como headliner do Riot Fest, em Chicago.

Agora, o grupo acaba de iniciar mais uma pequena turnê pelos Estados Unidos que conta com sete datas até o momento, distribuídas entre Nova York, Los Angeles e San Francisco.

As duas primeiras ocorreram no último fim de semana, como aponta o Brooklyn Vegan. O site listou uma série de registros dos shows, além de publicar o setlist de cada noite.

Na primeira noite, o frontman Blake Schwarzenbach chegou a falar com o público sobre o “sumiço” da banda:

Olha, nós estivemos fazendo isso por um bom tempo — um mês e meio. E eu só queria dizer a todas essas bandas da terceira onda do emo e bandas de punk rock que encararam tudo durante os anos 2000, encararam os mandatos do Bush e continuaram erguendo a bandeira e fizeram milhões de dólares — nós não estávamos fazendo esse trabalho. Nós estávamos ganhando diplomas, indo à terapia, tendo crises existenciais e problemas químicos só para podermos estar aqui hoje.

Nos shows, o grupo preparou algumas surpresas para os fãs, como as primeiras performances de “Sea Foam Green” e “Ache” desde os anos 90. Confira os setlists e vídeos das apresentações logo abaixo.

Setlist: Jawbreaker @ Bottom of The Hill, 13/1/2018

1. Save Your Generation
2. The Boat Dreams From the Hill
3. Chemistry
4. Sea Foam Green
5. Want
6. In Sadding Around
7. Jet Black
8. Parabola
9. Condition Oakland
10. Ache
11. Accident Prone
12. Boxcar
13. Kiss the Bottle

Setlist: Jawbreaker @ Great American Music Hall, 1/14/2018

1. Boxcar
2. West Bay Invitational
3. Chemistry
4. Save Your Generation
5. Million
6. Want
7. Sea Foam Green
8. Jet Black
9. Housesitter
10. Condition Oakland
11. Ache
12. Accident Prone
13. Kiss the Bottle

Encore:
14. Sluttering (May 4th)
15. The Boat Dreams From the Hill

Eeeeeeek 1 2 3 4 #boxcar

A post shared by Marlo Gray (@marlo_gray) on

It ROARS!

A post shared by OAKLAND PINBALL MAFIA (@bansuelo) on

#Jawbreaker #AccidentProne #TheBest

A post shared by Mike Williamson (@williamson.mike) on

Accident Prone. #jawbreaker

A post shared by David (@blurgie) on

Condition Oakland #jawbreaker

A post shared by David (@blurgie) on

Amazing.

A post shared by ryan marshall (@ryanmarshall) on

@jawbreakermusic Thank you for an amazing show!! You guys are still my favorite!

A post shared by Piranha (@dlarmanino) on

Vídeo: Brian Fallon (The Gaslight Anthem) toca “The ’59 Sound” no piano em show

Brian Fallon tocando piano em show solo
Foto: Reprodução / Youtube

Esse ano fomos agraciados com a grande notícia de que Brian Fallon irá reunir o The Gaslight Anthem para tocar o excelente álbum The ’59 Sound na íntegra em uma série de shows.

Mas enquanto isso não acontece, o músico continua com o processo de divulgação de seu novo álbum solo, intitulado Sleepwalkers. O disco será lançado no dia 9 de Fevereiro pela Island Records.

Para promover o trabalho, o músico está fazendo uma turnê intimista onde toca tanto músicas de sua carreira solo como clássicos de sua banda. Agora, um fã que compareceu à apresentação mais recente registrou algumas performances em vídeo.

Você pode conferir três clipes — incluindo uma performance sensacional de “The ’59 Sound” — através da playlist abaixo.

Troye Sivan sensualiza em novo clipe; veja “My My My!”

Troye Sivan sensualiza em novo clipe; veja “My My My!”
Foto: Reprodução / Youtube

Lembra daquele cantor YouTuber? Ele cresceu e está de volta. Em “My My My!”, primeiro single de seu próximo disco, Troye Sivan dança e sensualiza muito.

A faixa mostra uma nova faceta do artista que ficou conhecido pelos vídeos Blue Neighbourhood, trilogia de clipes que fala sobre amor na juventude, descobertas e aceitação.

Em nota, ele afirmou que a canção é sobre liberdade e amor. “Jogue fora toda a sua inibição, esteja presente em seu corpo, ame com todo o coração, se mova como sempre quis e dance da maneira que desejar”, explicou.

Ainda não se sabe muita coisa sobre o segundo álbum do artista. O trabalho deve ser lançado ainda em 2018.

BaianaSystem levará o seu bloco de carnaval a São Paulo

BaianaSystem no Rock In Rio 2017
Foto por Lucas Dumphreys / TMDQA!

A cada ano com mais tradição e opções, o carnaval de São Paulo já pode ser considerado um dos eventos importantes no calendário da cidade. Neste ano a festa vai contar com um bloco da BaianaSystem.

A banda, que é atualmente um dos maiores nomes da música nacional, vai se apresentar em cima de um trio elétrico e levar o seu Navio Pirata, que tem dado o que falar em Salvador todo ano, até a capital paulista.

O desfile acontece no sábado, no dia 17 de Fevereiro. O trajeto vai da Avenida 23 de Maio em direção ao centro.

Vale ressaltar que o bloco é gratuito e aberto ao público.

Sofar Sounds acontece em Goiânia, São Paulo, Rio e Porto Alegre neste bimestre

Sofar Sounds

O projeto Sofar Sounds tem como ideia principal desenvolver e fomentar a cena artística local de cada cidade por onde passa, promovendo shows secretos, sediados em lugares bem diferentes. Tudo é capturado em vídeo e posteriormente distribuindo em vários canais. Neste primeiro bimestre de 2018, quatro cidades brasileiras vão receber o evento que já é conhecido no mundo todo: Goiânia, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

A exigência que o projeto faz à plateia é: silêncio total durante as performances musicais. O motivo disso vem do histórico do projeto, que começou em Londres em 2009, idealizado pelos amigos Rafe Offer, Rocky Start e Dave Alexander. Os três, ao participarem de um show, perceberam que eram interrompidos constantemente por conversas, barulhos de copos no bar e telefones. Frustrados, resolveram fazer uma apresentação na própria sala de estar, reunindo uma plateia que realmente ansiava pela conexão com os artistas e estavam 100% focados na música.

Desde 2009 o projeto cresceu e rendeu bons frutos, sendo hoje um movimento global que busca recuperar a magia da música ao vivo. Os shows são secretos (o local só é divulgado 48 horas antes do evento e as atrações da noite apenas NA HORA do show) e acontecem em ambientes intimistas.

Confira as datas das próximas apresentações nas cidades brasileiras:

Brasília, Salvador, Florianópolis,Curitiba, Belo Horizonte e Uberaba também recebem edições do Sofar, mas ainda não têm nenhum evento agendado para este ano. Você pode conferir os eventos que já aconteceram na página de cada cidade.

O Sofar está presente em 397 cidades espalhadas por 60 países em todo mundo. São registrados cerca de 500 shows ao mês, dos quais aproximadamente 70 ocorrem apenas em Londres. Apenas convidados podem participar dos eventos e, para ser um deles, o interessado deve se cadastrar no site oficial do projeto e optar pelo evento desejado.

As equipes regionais do Sofar fazem uma seleção prévia dos participantes, pois a composição da plateia é em número limitadíssimo e após ser selecionada, a pessoa precisa confirmar a presença no evento para ser comunicada onde as apresentações acontecerão.

A comunidade do Sofar define que o line up para cada edição do evento deve conter de três a cinco performances, priorizando e apoiando a música independente produzida em cada estado. Cada apresentação dura cerca de 20 minutos, com intervalos de 25 entre as apresentações. Além de fomentar a musicalidade regional, a proposta também apoia e pretende reunir os mais diversos tipos de manifestações artísticas que compõem a cultura de cada local.

Voluntários

Se o seu interesse pelo projeto extrapolar a vontade de ser apenas um dos convidados, o Sofar recebe qualquer interessado em se voluntariar na organização de um evento e participar dessa comunidade global. Há opções para quem deseja disponibilizar seu espaço para receber os shows, ou se oferecer como artista, ou ainda compor a equipe de profissionais organizadores de cada edição. Todas as informações sobre como participar estão na página oficial do evento de cada cidade.

Aumente o volume: Dandara está de volta com a inédita “Ausente”

Dandara - O Tão Pouco Tudo Que Fizemos

2018 mal começou e já tem sido um ano bastante nostálgico para muita gente.

Bandas e artistas como The Distillers e David Byrne estão voltando às atividades após longos períodos e agora é hora de matarmos a saudade de um grupo brasileiro que fez barulho nos anos 2000.

O Dandara está retornando com seu punk rock afiadíssimo para lançar um novo EP chamado O Tão Pouco Tudo Que Fizemos, que terá quatro músicas inéditas.

O trabalho foi gravado e produzido por Alan Lopes (Planar, ex-Medulla) no Melhor do Mundo Studios em 2017 e mixado/masterizado por Fernando Sanchez no estúdio El Rocha.

Uma dessas faixas se chama “Ausente” e é com muito prazer que promovemos a sua estreia por aqui com exclusividade.

Outra boa notícia é que os dois discos cheios da banda, Nouvelle Vie (2004) e Monocromatica (2009), serão disponibilizados nas plataformas de streaming sendo que o último foi remasterizado também por Alan Lopes.

Divirta-se!

Ficha técnica

Gravado entre abril e junho de 2017 no Melhor do Mundo Studios (RJ) por Alan Lopes.
Mixado por Gabriel Arbex (SP).
Masterizado por Fernando Sanchez no Estúdio El Rocha (SP).
Produzido por Alan Lopes e Victor Hlebetz.
Artes ​por Pedro Pezinho (32 Dentes).

Formação:
Victor Hlebetz [vz+gt]
Mateus Simões [gt]
André Vieira [bx]
Ricardo Mello [bt]

Legend of the Seagullmen (TOOL, Mastodon) compartilha inédita; ouça

Legend of the Seagullmen - supergrupo do Mastodon com Tool e OFF

O Legend of the Seagullmen acaba de compartilhar mais uma inédita de seu primeiro álbum de estúdio. “The Fogger” já é a terceira música disponibilizada pelo supergrupo, formado por membros do OFF!, Tool e Mastodon.

Embora tenha sido criada em meados de 2015, a banda só foi realizar sua primeira apresentação ao vivo no final do ano passado, participando da festa de ano novo organizada pelo Primus. Como nós havíamos publicado por aqui, o guitarrista Brent Hinds não participou do show por conta de problemas familiares.

O primeiro álbum do grupo, homônimo, será lançado no dia 9 de Fevereiro pela Dine Alone Records. Ainda não se sabe se a banda voltará à estrada, uma vez que Danny Carey está um tanto ocupado se certificando de que o Tool lance um novo álbum ainda esse ano.

Ouça “The Fogger” logo abaixo.

Amigo relata o dia em que Kurt Cobain recebeu seu primeiro cheque de royalties

Kurt Cobain

Com a infinidade de documentários, livros e relatos sobre o Nirvana, é difícil imaginar que existam muitas coisas que ainda não foram ditas sobre Kurt Cobain e os outros membros da lendária banda de grunge.

No entanto, John Purkey, um amigo de longa data de Cobain, ultimamente vem compartilhando uma série de histórias e curiosidades sobre o músico que muitas pessoas ainda não conheciam. Esses dias, Purkey chegou a compartilhar a algumas fitas raras que o Nirvana havia gravado durante o início da carreira da banda.

Agora, o cara resolveu contar a história sobre o dia em que Cobain recebeu seu primeiro cheque de royalties, que contava com os lucros das reproduções de “Blew” e “About A Girl” nas rádios.

Eu fui visitar o Kurt. Quando eu cheguei lá, ele estava cozinhando um pouco das sobras de uma pizza congelada e dividiu comigo. Tipo, eu tava com muita fome e fiquei muito animado — pizza congelada, que demais. E nessa mesma hora, o correio chegou com uma carta da ASCAP ou BMI [empresas responsáveis por direitos autorais] e era um cheque de royalties das reproduções de ‘Blew’ e ‘About A Girl’ na rádio, 18 dólares. Eu fiquei tipo, ‘wow, você ganhou um cheque de royalties, que foda’. Não era muita coisa, mas ainda assim era mais do que o Kurt tinha no bolso. E tipo, naquela época, eu tinha sorte se tivesse 5, 10 dólares no bolso.

Então nós fomos até o banco e tiramos o dinheiro. Em seguida, nós fomos para um bar para comer uma pizza. Não me lembro bem. Era perto da 4th Ave Tavern, em Olympia. Mas eles provavelmente não checaram minha identidade, porque me deixaram entrar. Kurt era quase dois anos mais velho que eu, mas eu me lembro que estávamos em um bar — de qualquer forma, nós comemos uma pizza, jogamos sinuca e foi uma bela lembrança. Sair por aí com o Kurt era assim, era como sair com um amigo [qualquer]. Ele era um cara muito, muito legal. Ele sempre tinha um vídeo, ou uma música ou algo do tipo no qual ele estivesse trabalhando que ele queria me mostrar.

Você pode conferir o vídeo na íntegra logo abaixo.

Vídeo: Gary Oldman canta “Hey Jude” com mais 400 pessoas do elenco de “Darkest Hour”

Hey Jude no set de Darkest Hour
Foto: Reprodução / Twitter

Gary Oldman recentemente ganhou o prêmio de melhor ator no Globo de Ouro pelo papel de Winston Churchill no drama Darkest Hour, que estreou em várias partes do mundo semana passada.

Apesar do longa ter sido filmado há mais de um ano, os maiores detalhes sobre as gravações e sobre o set de filmagens estavam em uma espécie de “sigilo” até que o filme fosse lançado — algo completamente normal na indústria do cinema.

Agora que Darkest Hour finalmente teve sua estreia, o ator Samuel West — que interpretou Sir Anthony Eden no longa — compartilhou um vídeo sensacional onde Oldman e mais de 400 membros do elenco cantam o clássico “Hey Jude”, dos Beatles.

“Estive esperando para postar isso há um ano. Joe Wright, diretor de Darkest Hour, liderando 450 figurantes cantando ‘Hey Jude’ entre as tomadas. Gary Oldman, como Churchill, entra no final”, disse o ator.

Você pode conferir o vídeo logo abaixo.

Estreia: Solar Twin mistura pop e rock alternativo na deliciosa “True Colors”

Solar Twin

Solar Twin é uma banda norte-americana liderada por Shane Tutmarc, que nasceu em Seattle e se estabeleceu em Nashville, duas cidades que respiram música e têm um legado incrível para a cultura do mundo todo.

Há alguns meses ele nos apresentou seu trabalho via e-mail e, após falarmos a respeito dele por aqui, surgiu uma oportunidade para a estreia de seu novo clipe.

Após dez anos em carreira solo, Shane lançou em 2017 o disco Pink Noise com esse projeto e nos disse que não gosta de descrevê-lo em palavras, deixando para que o ouvinte faça isso e ressaltando que se tivesse que categorizar o som da banda, o faria com gêneros como pop, new wave, música eletrônica e toques de psicodelia e hip hop.

Ao ouvir “True Colors” é possível perceber que o rock alternativo dos anos 80 e 90 tem forte presença na sonoridade do Solar Twin, assim como novos nomes, e Shane diz:

Quando eu ouço ‘True Colors’, posso identificar influências de Depeche Mode, Lana Del Rey, Berlin (‘Take My Breath Away’) e Nirvana. Mas eu não estava necessariamente pensando em nenhum deles quando escrevi a canção. Todas as músicas no Pink Noise misturam várias influências que eu absorvi durante os anos. Normalmente eu só começo a perceber essas influências se revelando quando olho em retrospectiva. Quando estou compondo as músicas, raramente estou pensando em algo que não seja cumprir a tarefa e ser o mais honesto que eu posso.

Logo abaixo você pode assistir ao novo clipe do Solar Twin para “True Colors” e esperar novidades da banda, já que Shane nos disse que deve excursionar com o grupo e pretende lançar uma série de covers que gravou durante as sessões de Pink Noise.

Siga a banda no Facebook por aqui.

Membros do Motörhead irão se reunir para novos shows

Lemmy Kilmister em 2015
Foto via Shutterstock

Os membros remanescentes do Motörhead estão preparando uma série de shows de reunião em homenagem ao frontman Lemmy Kilmister, que faleceu no final de 2015.

“Serão apenas alguns shows”, disse o guitarrista Phil Campbell em uma entrevista com Mitch Lafon, afirmando que ele e o baterista Mikkey Dee serão acompanhados de uma série de convidados especiais.

Os músicos ainda não organizaram os detalhes sobre a reunião, mas Campbell ressaltou que isso não será “algo recorrente”. “Nós queremos fazer algo especial”, completou.

O Motörhead fez seu último show poucas semanas antes da morte de Lemmy, que sofria com um câncer de próstata e problemas cardíacos. Desde então a banda lançou um último álbum de covers, que contou com versões de clássicos dos Rolling Stones, David Bowie e muitos outros.

Recentemente, o membro fundador do Motörhead, “Fast” Eddie Clark faleceu por conta de uma pneumonia.

Vídeo: Avenged Sevenfold toca Pink Floyd com Lzzy Hale em show

Avenged Sevenfold com Lzzy Hale
Foto: Reprodução / Youtube

O Avenged Sevenfold acaba de iniciar uma nova turnê junto do Breaking Benjamin e Bullet For My Valentine com um show em Nashville nesse último fim de semana.

Lá, os fãs tiveram uma surpresa quando o grupo chamou a cantora Lzzy Hale, do Halestorm, para fazer um cover do clássico “Wish You Were Here”, do Pink Floyd.

A versão fez parte de uma edição deluxe do último álbum lançado pela banda, The Stage. Embora o disco tenha saído em 2016, a nova edição foi compartilhada mês passado junto com várias b-sides e performances ao vivo.

Você pode conferir um registro da parceria ao vivo logo abaixo e ler a nossa entrevista com o grupo sobre esse relançamento clicando aqui.

Josh Homme diz que Jim Morrison, do The Doors, “não era um bom cantor”

Josh Homme no Bedtime Stories da BBC
Foto: Divulgação/BBC

Após uma polêmica recente, o músico Josh Homme esteve relativamente longe dos holofotes por algum tempo. No entanto, o músico parece estar de volta com algumas opiniões bem fortes.

Em uma nova entrevista com Adam Buxton, transcrita pelo Ultimate Guitar, o músico falou um pouco sobre o The Doors. O curioso é que, apesar de falar que gosta muito do grupo, Homme disse não achar Jim Morrison um bom cantor.

Eu gosto bastante do The Doors porque eles não existiriam novamente, é como se eles fossem um erro. Um guitarrista, um baterista de jazz, um organista — tipo, o que é isso? Um filme mudo?

E então eles têm um cara [Jim Morrison] que é realmente um poeta. Suas letras são demais, mas ele é bonito então vamos deixar isso de lado. No entanto, ele não canta muito bem.

Em sua defesa, Homme disse que a ‘imperfeição’ é algo que aprecia muito na música:

Eu gosto dessa humanidade, eu gosto de erros. Perfeição é algo que você busca, e não algo que você realmente espera que irá alcançar — isso é louco.

Como nós podemos observar na habilidade da música moderna de consertar tudo, quando você faz tudo perfeito, não existe atrito. O universo foi criado por atrito, sexo é sobre atrito, então vamos continuar com isso!

Você pode conferir a entrevista na íntegra logo abaixo.

Ano passado, Homme lançou um novo álbum com o Queens of the Stone Age, intitulado Villains. O disco apareceu na nossa lista dos melhores discos internacionais de 2017.

Dolores O’Riordan gravaria vocais para banda de Heavy Metal no dia da sua morte

Dolores ORiordan, do The Cranberries, em 2012
Foto: Eva Rinaldi / Wikimedia Commons

A cantora irlandesa Dolores O’Riordan, conhecida como vocalista do The Cranberries, faleceu ontem (15) aos 46 anos de idade.

De forma trágica e cedo demais, a talentosa artista foi encontrada em um hotel de Londres, e agora veio uma explicação sobre por que ela estava na capital inglesa: Dolores iria gravar vocais para uma cover de “Zombie” da banda de Heavy Metal Bad Wolves.

A canção é um dos grandes hits do The Cranberries em toda sua carreira, e o vocalista do Bad Wolves, Tommy Vext, falou a respeito:

Estamos chocados e muito tristes com a notícia da morte de Dolores poucas horas antes dela gravar vocais para a nossa versão de Zombie. Nós sempre tivemos um respeito profundo por ela como artista e vocalista e ela não tinha medo de colocar sua alma nas suas músicas e letras.

Zombie é uma canção incrivelmente pessoal e apesar de sermos uma banda de hard rock, sempre sentimos a honestidade que ela projetava no palco e nas suas gravações; era algo que todas as bandas gostariam de ter, independente do gênero musical. Quando nós ficamos sabendo que ela gostou da nossa versão e queria cantar nela, foi o maior elogio para uma nova banda, ou para qualquer banda, na verdade.

Nossos corações estão despedaçados por não termos a chance de ver essa colaboração finalizada e ficam aqui as nossas mais profundas condolências para a sua família, amigos, pessoas próximas e fãs na Irlanda e ao redor do mundo. Esperamos que a gente ainda possa deixá-la orgulhosa ao compartilhar a nossa versão de Zombie com o mundo.

Segundo o site Alternative Nation, um amigo de Dolores, Dan Waite, diretor da empresa de gerenciamento de artistas Eleven Seven, disse que ela deixou uma mensagem na sua caixa postal poucas horas antes de morrer:

Dolores deixou uma mensagem de voz para mim pouco depois da meia-noite ontem à noite dizendo como ela havia amado a versão do Bad Wolves para ‘Zombie’. Ela estava empolgada para me ver no estúdio e gravar os vocais.

Ela soava cheia de vida, estava fazendo piadas e empolgada por me ver e ver a minha esposa essa semana. A notícia da sua morte é devastadora e meus pensamentos ficam com Don seu ex-marido, seus filhos e sua mãe.

Ainda não há uma posição oficial da polícia britânica sobre a causa da morte de Dolores. O site TMZ noticiou ontem que, segundo fontes ligadas à cantora, ela vinha sofrendo com “depressão profunda” e muitas dores nas costas nas últimas semanas.

Tenho Mais Insônia Que Amigos!: Acústico MTV do The Cranberries

The Cranberries no Acústico MTV
Foto: Reprodução / YouTube

Em nosso quadro especial Tenho Mais Insônia Que Amigos! a gente sempre publica vídeos de grandes shows na íntegra.

Normalmente escolhemos apresentações marcantes, raridades das bandas e festivais históricos, mas hoje trazemos aqui vídeos por um motivo dos mais tristes.

Dolores O’Riordan, vocalista do The Cranberries, faleceu aos 46 anos de idade e hoje nos deixou cedo demais.

Para celebrar a obra da talentosíssima cantora, compositora e guitarrista, relembramos a apresentação do grupo irlandês no MTV Unplugged, de 1995, e você pode assistir ao show logo abaixo.

Vídeos mostram último show de Dolores O’Riordan com The Cranberries

Dolores ORiordan, vocalista do The Cranberries
Foto: Reprodução / YouTube

Em 2017 a banda irlandesa The Cranberries lançou um disco chamado Something Else que tinha versões acústicas de seus hits, bem como três músicas inéditas.

Para divulgar o trabalho o grupo fez uma série de shows e o último deles aconteceu em 20 de Maio de 2017, no London Palladium, em Londres.

De forma trágica, esse acabou sendo o último show com Dolores O’Riordan, vocalista da banda que faleceu aos 46 anos de idade e foi encontrada hoje em um hotel justamente na capital inglesa.

Logo abaixo você pode ver uma série de vídeos dessa última apresentação de Dolores com o The Cranberries.

LEIA TAMBÉM: 5 apresentações incríveis de Dolores O’Riordan com o The Cranberries

Edwin Hawkins, cantor gospel do clássico “Oh Happy Day”, morre aos 74 anos

Edwin Hawkins
Foto: Divulgação

Edwin Hawkins, cantor norte-americano conhecido pelo grande sucesso “Oh Happy Day”, faleceu aos 74 anos de idade.

O músico californiano tinha um câncer no pâncreas e morreu na cidade de Pleasanton, na Califórnia, perto de Oakland, onde nasceu em em 1943.

Hawkins tornou-se famoso pelo arranjo da canção gospel “Oh Happy Day” que gravou ao final dos anos 70 com o grupo The Edwin Hawkins Singers e que se transformou em um hit internacional.

Misturando letras religiosas com um ritmo divertido, Edwin chegou a ganhar um Grammy em 1970 por conta da canção e viu o sucesso voltar novamente em 1993 por conta da aparição da música em uma cena clássica de Whoopi Goldberg no filme Mudança de Hábito 2.

Que descanse em paz.

“Atlanta” compartilha novo trailer de sua segunda temporada; assista

Atlanta - trailer season 2
Foto: Reprodução / Youtube

Atlanta, a aclamada série do ator, diretor e músico Donald Glover, irá estrear sua segunda temporada no começo de Março pelo canal americano FX.

Para deixar os fãs ainda mais ansiosos, o canal decidiu compartilhar um novo trailer, que você pode conferir logo abaixo.

Glover disse recentemente em uma entrevista que a nova temporada será intitulada “Robbin’ Season” porque se passa durante o fim do ano, “uma época onde os assaltos [na cidade de Atlanta] crescem porque as pessoas têm mais dinheiro e precisam de mais dinheiro”.

Embora a primeira temporada da série tenha estreado em 2016, a segunda demorou mais de um ano para ser produzida por conta da agenda ocupada de Glover, que nesse meio tempo lançou um novo álbum sob o nome Childish Gambino e também filmou um spin-off de Star Wars baseado no personagem Han Solo.

Glover também se apresentará na próxima cerimônia dos Grammys, onde deverá tocar alguma música do álbum Awaken, My Love! — que concorre a uma série de prêmios.

SIGA O TMDQA!

24,780SeguidoresSeguir
1,500SeguidoresSeguir
58,391SeguidoresSeguir