segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Lendas: Paul McCartney e Ringo Starr voltam a gravar juntos em estúdio

Ringo Starr e Paul McCartney

O dia de ontem foi bastante especial para Ringo Starr.

O icônico baterista dos Beatles está gravando um novo disco solo e, pela primeira vez em sete anos, recebeu o ex-colega de banda, Paul McCartney, para gravações de baixo em seu álbum.

Quem revelou a informação foi o próprio Ringo, que através de fotos no Twitter, agradeceu:

Obrigado por vir e tocar baixo de forma grandiosa. Eu te amo, cara. Paz e amor.

Quem também apareceu no estúdio foi Joe Walsh, conhecido por bandas como The Eagles, que é colaborador de Ringo Starr há algum tempo.

O último disco solo de Ringo, décimo oitavo da carreira, foi lançado em 2015 na forma de Postcards From Paradise. Já a última vez que que Paul esteve em um de seus discos foi há sete anos, quando gravou baixos em “Peace Dream” e vocais em “Walk With You”, do disco Y Not (2010).

No dia em que Kurt Cobain completaria 50 anos, filha presta uma bela homenagem

Kurt Cobain e Frances Bean em New Orleans

No dia de hoje, 20 de Fevereiro de 2017, o lendário Kurt Cobain, líder do Nirvana, completaria 50 anos de idade se estivesse vivo.

O músico que nos deixou em 1994 cedo demais, aos 27 anos, tem sido celebrado pelo mundo todo e quem publicou uma homenagem no Instagram foi a sua filha com a cantora Courtney Love, Frances Bean Cobain.

Em seu perfil oficial, a filha de Kurt Cobain disse:

Hoje seria seu aniversário de 50 anos. Você é amado e sua falta é muito sentida.

Obrigado por me dar o DOM da vida.

Para sempre a sua filha, Frances Bean Cobain

Junto com a imagem veio um desejo de “Feliz Aniversário”.

Recentemente Frances Bean Cobain compartilhou uma foto de família bastante rara, onde aparece ao lado do pai.

LEIA TAMBÉM: De arrepiar – ouça os vocais isolados de Kurt Cobain em “Smells Like Teen Spirit”

February 20th 2017. Happy Birthday.

A post shared by Frances Bean Cobain (@space_witch666) on

Nirvana – "Smells Like Teen Spirit" (Reading Festival 1991)

Se estivesse vivo, hoje Kurt Cobain completaria 50 anos de idade.Em 1992 o Nirvana foi headliner do Reading Festival e fez um show histórico que chegou a ser lançado oficialmente em vídeo.Poucos sabem, porém, que em 1991, a banda tocou no mesmo evento alguns dias antes do lançamento do clássico "Nevermind", e apresentou músicas como "Smells Like Teen Spirit" aos britânicos pela primeira vez. Essa é uma das performances cheias de energia da banda que, poucos meses antes de dominar o mundo, ainda vinha sendo conhecida pelo público.Que falta faz Kurt nos dias de hoje, hein? http://tmd.qa/krtvcs

Posted by Tenho Mais Discos Que Amigos on Monday, February 20, 2017

Queens Of The Stone Age pode ter lenda do rock em novo disco

Queens Of The Stone Age

Como a gente já te falou por aqui, o Queens Of The Stone Age está em estúdio gravando seu novo álbum, sucessor de …Like Clockwork (2013).

Quem publicou uma foto no Instagram há algumas horas foi o baterista Jon Theodore, que tem excursionado com o grupo de Josh Homme desde o lançamento do seu último álbum, e aparentemente está gravando o novo trabalho.

Em sua conta oficial, ele apareceu em estúdio ao lado de Michael Shuman, baixista do QOTSA, e Mike Watt, lenda do rock and roll.

Watt é conhecido pelo seu trabalho em bandas bastante influentes como Minutemen, Dos e Firehose, e também se tornou parte dos Stooges quando a banda se reuniu a Iggy Pop em 2003, e ficou no grupo até seu fim oficial, em 2016.

Na foto, Theodore dá a entender que gravou sons com Mike Watt, e como o baixista do Queens Of The Stone Age está ao seu lado, é de se imaginar que o cara estará no álbum:

O dia hoje foi sensacional. Destruindo em territórios sônicos cheios de fúria com meu irmão #mikeyshoes e o especial e único #mikewatt! Tão especial e inesquecível! Muitas risadas e várias histórias incríveis. Especialmente aquelas sobre D. Boon e Hurley [ambos do Minutemen] dos velhos dias em Pedro [San Pedro, comunidade em Los Angeles onde a banda foi formada].

Como curiosidade, o vocalista de bandas como At The Drive-In e The Mars Volta, Cedric Bixler-Zavala, comenta na foto fazendo um elogio a Theodore. O baterista tocou com o Volta em seus três primeiros álbuns.

Mike Watt

Mike WattUma medida de como Watt foi influente para grandes músicos do rock and roll é o seu primeiro disco solo, Ball-Hog or Tugboat?, lançado em 1995.

No disco aparecem nomes como Dave Grohl, Eddie Vedder, J Mascis, Krist Novoselic, Evan Dando, Petra Haden, Frank Black, Thurston Moore, Lee Ranaldo, Mark Lanegan, Flea, Pat Smear, Kathleen Hanna e mais.

Quando saiu em turnê, sua banda de apoio era formada por Pat Smear, Vedder e Grohl, que depois voltariam todas as suas forças para Pearl Jam e Foo Fighters, respectivamente.

Se os baixos característicos e sensacionais de Watt estiverem no álbum, definitivamente o próximo trabalho do QOTSA ganha muito.

Morning glory

A post shared by Jon Theodore (@mister_theodore) on

Incubus lança lyric video para a ótima “Nimble Bastard”; assista

Incubus - Nimble Bastard

Na semana passada o Incubus disponibilizou a audição de uma música inédita chamada “Nimble Bastard”.

A canção estará no próximo álbum dos caras e chamou bastante a atenção por conta de suas guitarras e, naturalmente, a performance vocal de Brandon Boyd.

Um lyric video oficial foi lançado para a nova música do Incubus e pode ser visto logo abaixo.

Metallica soa como o Blink-182 em releitura sensacional de guitarrista

Ben Eller - guitarrista faz versão pop punk de Metallica

E se, ao invés de utilizarem estruturas complexas, todas as músicas do Metallica fossem escritas em escala maior?

O resultado fica bem curioso e quem provou isso foi Ben Eller, um guitarrista que faz vários vídeos bem interessantes para o YouTube.

Ao remodelar todas as canções do álbum Kill ‘Em All, de 1983, Eller conseguiu uma sonoridade muito similar à de várias bandas do chamado  pop/punk, como Blink-182 e Green Day.

Depois desse vídeo, nós ficamos curiosos pra algum dia ver uma parceria entre essas bandas, hein?

Assista logo abaixo.

Roger Waters quer tocar o disco The Wall na fronteira dos EUA com o México

Roger Waters

O músico Roger Waters está planejando tocar o icônico álbum The Wall, de 1979, na fronteira dos Estados Unidos com o México como forma de protesto ao governo de Donald Trump.

Essa não é a primeira vez que Waters fez algo parecido. Em 1990, o artista tocou o disco em Berlin, na Alemanha, para comemorar a queda do muro de Berlin oito meses antes.

Ao conversar com a AFP, Waters afirmou que o álbum é “muito relevante agora com o Sr. Trump e toda a sua conversa de criar barreiras e o máximo de inimizade possível entre raças e religiões”. O músico adicionou que as músicas do disco falam sobre o quão prejudicial criar barreiras podem ser tanto em um nível pessoal como em outros maiores.

Primeiramente, é preciso ter um despertar contra essas políticas de extrema direita. Os esgotos estão cheios de homens gananciosos e poderosos nesse exato momento.

Música é um lugar legítimo para se expressar protesto, músicos têm um direito absoluto, um dever, de abrir suas bocas para falar.

Vale lembrar que o músico acaba de anunciar o nome de seu novo álbum de estúdio, seu primeiro de rock em 25 anos. Além disso, Waters também comentou estar aberto a uma reunião do Pink Floyd.

O show em questão aconteceria em um dos inúmeros locais por onde o suposto muro de Donald Trump para separar os EUA do México passaria.

Lady Gaga foi bem legal, mas você já viu o show do Prince no Super Bowl?

Não precisamos nem citar aqui o quão foda Prince era enquanto showman, certo?

Com energia, talento e criatividade transbordando, o cantor conseguia transformar todos os seus shows em espetáculos, desde a decoração do palco até a setlist. Agora pense nessa mistura: Prince, futebol americano e muita chuva.

O resultado disso foi o show de intervalo do Super Bowl em 2007, em uma final entre o Chicago Bears e os Colts, onde o artista fez uma das melhores apresentações que você verá.

Com um palco no formato de seu famoso símbolo do amor, que quase literalmente explodiu no início do show, Prince entrou em cena ao som de “We Will Rock You”, do Queen, para em seguida fazer o icônico discurso que abre “Let’s Go Crazy”, um de seus maiores hits. Nem mesmo a chuva o atrapalhou na incrível performance com a guitarra e seus passos de dança.

Sendo irreverente e imprevisível como sempre, o cantor ainda entregou covers de Creedence Clearwater Revival, Bob Dylan e – pasmem – “Best Of You”, do Foo Fighters.

É claro que “Purple Rain” não podia faltar, e foi este exato hit, com direito à silhueta de Prince sendo projetada em uma enorme lona para todo o estádio, que encerrou esta apresentação histórica.

E sabe o melhor disso tudo? Há algum tempo, depois de anos de proibição, o vídeo completo desse show foi disponibilizado no YouTube e você pode vê-lo logo abaixo!

Learn To Fly: Foo Fighters transforma site em “aeroporto digital” para a turnê

Depois de anunciar sua turnê de festivais por meio de um passaporte na internet, agora o Foo Fighters começou os preparativos da viagem transformando seu site em um aeroporto digital.

A mudança foi percebida pelos fãs na noite da última sexta-feira (17), e traz um painel com todos os shows anunciados pela banda como informações de embarque.

Além disso, ao fim da página é possível realizar um “check-in” no voo da companhia fictícia Obeliske Airlines – que ganhou um perfil no Twitter -, mas como finalizar este cadastro ainda é um mistério.

Depois de inserir informações pessoais no ticket assinado pelo próprio Dave Grohl, o site pede um número de passagem. Por aqui tentamos várias combinações, inclusive o número de um ingresso para um dos shows do grupo, mas nada funcionou. E aí, Foo Fighters, como faz?

Mais detalhes sobre este novo site devem ser divulgados muito em breve pela banda.

Tenho Mais Insônia Que Amigos!: Chico Science & Nação Zumbi no Abril Pro Rock, 1996

O Abril Pro Rock é um dos festivais nordestinos mais tradicionais do Brasil e já nos trouxe diversas apresentações icônicas. Uma das que ficaram para sempre marcadas na história do festival foi a de Chico Science & Nação Zumbi, em 1996.

A banda, liderada pelo saudoso Chico, comandou a terceira edição do evento e chamou para o palco nomes como o sempre ótimo Gilberto Gil e Maestro Spok. O vídeo completo deste baita show você pode ver logo abaixo.

Em Fevereiro de 2017, completaram-se 20 anos desde a morte de Chico Science, que nos deixou em 1997 após um trágico acidente de carro.

Crystal Fairy: ouça o disco de estreia do espetacular supergrupo

Crystal Fairy (At The Drive-In, Melvins e Le Butcherettes)

O Crystal Fairy é um dos supergrupos mais fodas que você vai ver esse ano.

Juntando Omar Rodríguez-López (At the Drive-In, The Mars Volta), Teri Gender Bender (Le Butcherettes), Buzz Osborne (Melvins) e Dale Crover (Melvins), o grupo foi formado quando o Melvins entrou em turnê com o Butcherettes, enquanto Omar estava convenientemente viajando com as bandas como fotógrafo.

O resultado? Um álbum pesadíssimo de sludge metal, composto por onze músicas gravadas em Los Angeles e El Paso. Em entrevista para a Rolling Stone, Osborne comentou um pouco sobre o novo projeto.

É uma das minhas coisas favoritas que eu fiz na vida. Eu acho que a coisa que eu mais gostei foi poder compor músicas para que a Teri cantasse. Eu acho que ela tem um talento incrível. Foi um privilégio poder compor músicas e então ter alguém escrevendo as letras e cantando em cima das melodias que eu criei de um jeito tão incrível. Não é algo que eu leve pouco a sério. Eu amo isso. Foi um prazer trabalhar com a Teri. Um dos pontos altos da minha carreira para mim.

O álbum deles será lançado oficialmente no dia 24 de Fevereiro pela Ipecac Recordings, mas o grupo já liberou o disco para audição online. Você pode ouvir o novo material logo abaixo, assim como conferir a lista de faixas do disco.

Crystal Fairy:

01. Chiseler
02. Drugs on the Bus
03. Necklace of Divorce
04. Moth Tongue
05. Crystal Fairy
06. Secret Agent Rat
07. Under Trouble
08. Bent Teeth
09. Posesión
10. Sweet Self
11. Vampire X-Mass

Lana Del Rey definitivamente não está irritada com vazamento de nova música

Lana Del Rey em vídeo no Instagram

Ontem a gente falou por aqui sobre como os fãs de Lana Del Rey tomaram conta do Twitter para falar sobre o vazamento de “Young And In Love”, nova música da cantora.

Enquanto vários pediam e compartilhavam o link de download da música vazada, outros tantos reclamavam e lamentavam porque viram chances dela “cancelar” o lançamento de um novo álbum.

Acontece que de ontem pra hoje Lana Del Rey utilizou a sua conta no Instagram para mostrar que não está nada irritada com os acontecimentos.

No último vídeo publicado, por exemplo, ela diz:

Cantando a nova música em casa e mandando Amor a vocês. Também estou pensando sobre como agradeço meu produtor e os colaboradores que vejo todo dia, Rick Nowels, Kieron Menzies e Dean Reid.

Também foi ótimo ter Emile Haynie de volta ao estúdio – dessa vez com Benny Blanco.

O vídeo em questão já tem quase 700 mil visualizações no Instagram e o resumão da história é que em breve ouviremos o novo single de Lana Del Rey e um novo álbum está a caminho.

Black Sabbath: Segundo Ozzy, “Tony Iommi é o rei dos riffs demoníacos”

Black Sabbath

O cantor e frontman do Black Sabbath, Ozzy Osbourne, disparou elogios ao seu colega de grupo Tony Iommi em uma entrevista para a revista Metal Hammer. Na ocasião, o vocalista elogiou a capacidade de criar e tocar riffs do guitarrista e ao mesmo tempo comentou as origens do Black Sabbath.

As pessoas sempre dizem que nós inventamos o heavy metal. Mas eu gosto do The Kinks, Led Zeppelin e The Who — e eu acho que nós surgimos disso.

Mas eu realmente acho que Tony Iommi, de qualquer forma, é o rei dos riffs demoníacos. Não existe ninguém que chegue perto dele. Considerando que ele teve as pontas dos dedos cortadas — até esse dia, eu fico maravilhado de que ele saiba que está tocando as cordas.

Ele é incrível. Ele é um desses caras pra quem você pode dar qualquer instrumento e ele vai sair do seu camarim tocando algo nele. Pode ser gaita de foles ou qualquer outra coisa, sério.

Recentemente, o Black Sabbath encerrou o que se dizia “sua última turnê” mas, de acordo com os próprios membros, a banda não deve acabar tão cedo.

How Would You Feel: Ed Sheeran lança nova música no dia do aniversário

Ed Sheeran

Após um ano viajando o mundo e gravando seu álbum, Ed Sheeran convence a todos que 2017 é seu.

O cantor divulgou a terceira faixa de seu novo álbum, ÷ (Divide), intitulada “How Would You Feel (Paean)” no dia em que comemorou seu vigésimo sexto aniversário.

É possível deduzir pelo título que a música carrega uma vibração romântica e é exatamente essa a intenção de Sheeran ao cantar “How would you feel/If I told you I loved you?/it’s just something that I want to do/Taking my time/Spending my life falling deeper in love with you.” (“Como você se sentiria se eu te dissesse que te amo? É apenas algo que eu quero fazer, levar o meu tempo e passar minha vida me apaixonando profundamente por você”)

A faixa sucede “Shape of You” e “Castle on the Hill” que foram lançadas na primeira semana de Janeiro. As duas faixas estrearam com sucesso e saíram no Top 10 da Billboard 100 fazendo história como a primeira vez que um artista estreia no ranking com dois singles ao mesmo tempo.

Seu álbum, Divide, será lançado dia 03 de Março e você pode conferir a nova música logo abaixo:

Novos vídeos: Basement, Little Dragon, Autoramas e Every Time I Die

Little Dragon

Little Dragon acaba de compartilhar o single “High”, a primeira inédita da banda desde o álbum Nabuma Rubberband, de 2014. Para acompanhar o lançamento, o grupo também fez um clipe para a nova faixa que você pode assistir logo abaixo.

Embora ainda não se tenha certeza se a canção fará parte de um novo álbum, o grupo liberou várias datas de sua nova turnê norte-americana.

Basement

Basement
Ano passado, o Basement lançou um álbum muito legal chamado Promise Everything. Agora, o grupo resolveu compartilhar um clipe ao vivo para a faixa homônima do disco, com direito a uma performance enérgica.

Autoramas


O grupo brasileiro Autoramas liberou um vídeo de uma performance ao vivo da faixa “Robot”, um cover da banda portuguesa Salada de Frutas, para o Antena 3.

Caso você goste, confira também a apresentação completa da banda no programa logo abaixo, que também incluiu no setlist as faixas “Quando a Polícia Chegar”, “Paciência”, “Música de Amor” e “Verão”.

Every Time I Die

Every Time I Die
O Every Time I Die resolveu abraçar a zoeira e fez um clipe bem NSFW para a faixa “I Didn’t Want To Join Your Stupid Cult Anyway”, que acabou sendo até deletado à força da página do Facebook do grupo.

A faixa faz parte do Low Teens, álbum lançado ano passado pelos caras.

Charli XCX será headliner do Cultura Inglesa Festival

Charli XCX no VMA 2014

Foto de Charli XCX via Shutterstock

O Cultura Inglesa Festival é conhecido por celebrar a língua ensinada na escola que batiza o evento através de grandes shows gratuitos.

No passado já tivemos edições do festival com bandas como Franz Ferdinand, Kaiser Chiefs e em 2017 a principal atração musical do evento será a cantora Charli XCX.

Ao contrário de outros anos, os shows não irão encerrar as atividades do festival que ainda terá atrações de cinema, teatro, dança e mais.

O Cultura Inglesa Festival vai de 27 de Maio a 18 de Junho e os shows acontecem no dia 11 de Junho, no Memorial da América Latina.

Charli XCX

A cantora britânica tem apenas 24 anos de idade e já conta com três discos de estúdio na bagagem, sendo o último deles Sucker, de 2014.

Neles, ela mistura a música pop com rock and roll, e chama bastante a atenção por conta da atuação no palco.

Tenho Mais Insônia Que Amigos!: Jeff Buckley em Correggio, na Itália, em 1995

Que falta faz Jeff Buckley.

O cantor, que com apenas um disco de estúdio entrou para a história da música, nos deixou cedo demais e acabou não vendo os frutos de seu trabalho. Grace, lançado em 1994, só seria reconhecido como um dos melhores álbuns já feitos anos mais tarde, até mesmo depois da morte precoce de Buckley em 1997, vítima de um afogamento.

O que aquece um pouquinho nosso coração é saber que, mesmo por um período tão curto, Jeff nos deixou um vasto material para explorar e algumas raras apresentações ao vivo para curtir, e uma delas você pode ver logo abaixo.

O cantor se apresentou na Festa de l’Unità, em Correggio, Itália, em Julho de 1995, e apesar da baixa qualidade da filmagem, é ainda bem possível de sentir a energia de seu show e a potência da voz que marcou a música para sempre.

Confira esta icônica apresentação que conta com covers de Nina Simone, MC5, Édith Piaf e, claro, a belíssima “Hallelujah” de Leonard Cohen, eternizada na voz de Jeff Buckley.

0:00: Dream Brother
7:55: What Will You Say
15:53: Mojo Pin
22:40: So Real
28:35: Eternal Life
34:32: Lilac Wine (Nina Simone cover)
40:00: That’s All I Ask (Nina Simone cover)
45:23: Lover, You Should’ve Come Over
54:38: Last Goodbye
1:00:41: Grace
1:08:10: The Way Young Lovers Do (Van Morrison cover)
1:19:32: Kick Out the Jams (MC5 cover)
1:24:52: Hallelujah (Leonard Cohen cover)
1:29:50: Je n’en connais pas la fin (Édith Piaf cover)
1:37:07: Vancouver
1:40:50: Kanga-Roo (Big Star cover)

Clyde Stubblefield, lendário baterista de James Brown, morre aos 73 anos

Clyde Stubblefield

Clyde Stubblefield, um dos bateristas mais influentes da história do funk, morreu hoje aos 73 anos de idade por conta de problemas nos rins.

O músico ficou conhecido por sua parceria com o ícone James Brown, com quem gravou a parte batizada como Medley no disco Sex Machine (1970), além de músicas como “Cold Sweat”, “There Was a Time”, “I Got The Feelin'”, “Say It Loud – I’m Black and I’m Proud”, “Ain’t It Funky Now”, “Mother Popcorn” e “Get Up, Get Into It, Get Involved”.

Sua importância mais sentida na música, porém, talvez seja com um trecho de bateria de “Funky Drummer”, que se tornou um dos instrumentais mais sampleados na história por artistas de hip hop.

Public Enemy, N.W.A, LL Cool J, Dr. Dre e Run DMC, alguns dos nomes mais importantes do estilo, utilizaram samples das baterias de Clyde Stubblefield, e ele chegou a ser tema do documentário Copyright Criminals, sobre direitos e falhas do uso de samples na indústria da música.

Que descanse em paz.

Nostálgico, Nigel Godrich compartilha vídeo de gravações do Radiohead

Thom Yorke, do Radiohead

Desde o lançamento de seu último álbum, A Moon Shaped Pool, no ano passado, o Radiohead vem fazendo algumas turnês aqui e ali enquanto compartilham vídeos sensacionais de apresentações semi-acústicas de algumas faixas do disco.

Embora a banda não tenha liberado mais vídeos parecidos, essa semana o produtor e colaborador dos caras Nigel Godrich compartilhou um pequeno clipe muito legal das sessões de gravações do álbum, em específico da faixa “Ful Stop”.

Com a legenda “ahh lembranças”, o vídeo de cinquenta segundos mostra Thom Yorke e seus colegas gravando a faixa ao vivo de forma bem empolgada. Você pode conferir o registro logo abaixo.

Vale lembrar que Nigel passou os últimos meses produzindo o quinto álbum de estúdio de Roger Waters, cujo título foi revelado essa semana.

St. Vincent não conseguiu música do Soundgarden para seu primeiro filme

St. Vincent

Annie Clark, também conhecida como St. Vincent, fez essa semana sua estreia nos cinemas como diretora de The Birthday Party, um filme de terror.

O registro, que foi lançado nos cinemas e em algumas redes de streaming nessa última sexta-feira (18), faz parte de uma antologia de contos intitulada XX dirigida apenas por mulheres.

Em entrevista para o Vulture, Annie comentou um pouco sobre seu novo projeto e deu detalhes sobre a produção do filme. Curiosamente, um dos fatos mais surpreendentes era a escolha inicial que ela teve para a canção que iria encerrar seu curta: “Black Hole Sun”, do Soundgarden. “Aquele clipe realmente me marcou”, ela contou sobre o vídeo bizarro que a banda fez para a canção.

No entanto, Clark não conseguiu realizar seu desejo. Ela comentou que não conseguiu contatar Chris Cornell para pedir o uso da faixa. “Eu tentei encontrar o Chris Cornell para ver se eu poderia licenciar a canção para o filme, mas não tive sorte”, afirmou.

Assista a um trailer do filme logo abaixo.

Grammy pede desculpas ao Metallica por problemas em seu show

Metalliga

Ken Ehrlich, um dos produtores por trás da cerimônia do Grammy, fez um pedido de desculpas ao Metallica por conta dos problemas técnicos enfrentados pelo vocalista James Hetfield durante boa parte da apresentação do grupo com a cantora Lady Gaga.

De acordo com o baterista Lars Ulrich, Hetfield saiu “furioso” do palco, tendo chutado seu microfone e simplesmente jogado sua guitarra ao sair do palco. Agora, Ehrlich deu uma entrevista para a The Associated Press onde pediu desculpas ao grupo.

Essas coisas são horríveis quando acontecem. É um dos riscos de [se fazer] televisão ao vivo.

A equipe disse que o cabo do microfone estava conectado. A teoria deles é que um dos figurantes [no palco] acidentalmente chutou o cabo que ia para o microfone.

Obviamente, pedimos desculpas para a banda.

Será que o grupo vai aceitar o pedido?

Assista ao vídeo “corrigido”, com o áudio do vocal de James Hetfield como deveria ser, clicando aqui.

All Time Low lança curioso novo single e publica longa mensagem aos fãs

All Time Low

Quase nenhuma das bandas da era “neon-pop” de dez anos atrás estão em evidência em 2017.

Alguns nomes como We the Kings e Forever the Sickest Kids até têm relativa atividade, mas com longas pausas intercaladas, enquanto outros como Hey Monday We Are the In Crowd entraram em hiato indefinido.

Um deles, no entanto, não se deixou esquecer e só tem crescido ano após ano. Após fazer história ao ter o álbum mais vendido de uma semana nos Estados Unidos com uma gravadora independente em 2015, o All Time Low está de volta com um novo single e uma longa mensagem em seu Facebook oficial, explicando o paradeiro da banda, o conceito por trás de “Dirty Laundry”, e agradecendo a Hopeless Records, seu antigo selo – já que agora o quarteto está sob o catálogo da Fueled By Ramen/Warner ao lado de gigantes como Panic! at the Disco, Paramore Twenty One Pilots.

Leia o “pronunciamento” do vocalista Alex Gaskarth traduzido na íntegra e assista ao videoclipe de “Dirty Laundry”, provavelmente a canção mais distinta do som tradicional do grupo, abaixo.

Aqui estamos nós. Dez anos desde nosso primeiro disco de estúdio (quase 14 anos desde a formação desta banda) e nós somos sortudos o suficiente de poder compartilhar com o mundo outro capítulo no conto do All Time Low. Nós não poderíamos estar mais gratos do que estamos neste momento.

Espero que vocês possam nos perdoar, pois estivemos guardando segredos. 

Desde o começo do ano passado, nós estamos oficialmente contratados pela gravadora Fueled By Ramen, o primeiro selo para o qual nos apresentamos durante nosso último ano de ensino médio. Não deu certo daquela vez, e não tem problema (nós provavelmente fizemos tudo errado), mas sempre sentimos a FBR como uma segunda família musical para nós através de tudo. Da Hopeless Records, para a Interscope, e de volta à Hopeless, nós crescemos ouvindo as bandas no catálogo da FBR, trabalhando juntas em projetos externos, assistindo com orgulho e admiração, ansiosos pelo momento em que propósito e timing se alinhariam, nos oferecendo a chance de entrar debaixo das asas deles. Então, aqui estamos; um ano passado em segredo em uma nova gravadora, escrevendo músicas e refletindo para o que virá a seguir. Estou feliz em dizer que podemos finalmente entregar algo.

‘Dirty Laundry’ é um momento de orgulho para mim pessoalmente, uma canção escrita na companhia de amigos, dissecada e remendada várias vezes como todos os melhores relacionamentos… É sobre deixar o passado onde ele pertence, e amar as pessoas ao seu redor não apenas pela luz delas, mas pelas trevas também. 
Nós gravamos o videoclipe com isso em mente; inspirados por um sonho sobre os altos e baixos que nos fazem quem somos, às vezes gastos e cansados, mas melhores por conta disso… vivos e inspirados. Nosso bom amigo Pat Tracy, que dirigiu o clipe de ‘Missing You’ nos ajudou a trazê-la à vida, e nós não poderíamos estar mais felizes a respeito de onde a história seguirá a partir daqui. Preste muita atenção.

:)

Esperamos que todos vocês amem a música tanto quanto eu. Estamos extasiados sobre tudo que temos previsto para esse ano, e mal podemos esperar para adicionar essa ao setlist ao passo em que voltamos para a estrada. Vejo vocês em breve!

ps: Mandando todo nosso amor e gratidão à família Hopeless Records, sem os quais não estaríamos nessa posição agora. Obrigado por nos apoiar e derrubar barreira atrás de barreira ao navegarmos essa viagem louca juntos. Vocês foram incríveis de trabalhar ao longo dos anos. Boas pessoas vão longe, e é por isso que vocês todos continuam mandando ver dia após dia. Obrigado.

 

10 discos com a mão do produtor Gil Norton

Discos produzidos por Gil Norton

Gil Norton é um produtor britânico nascido em Liverpool que tem em sua carreira participações em álbuns de grandes bandas dos Estados Unidos.

Ao trabalhar, em um primeiro momento com o Pixies, ele se tornou sinônimo de qualidade no rock alternativo e a partir daí começou a produzir alguns discos influentes dos anos 90 e 2000.

Como você vai ver na lista abaixo, Gil Norton sempre teve tarefas difíceis ao produzir álbuns em momentos críticos das carreiras das bandas, que assinavam com grandes gravadoras, mudavam de formação ou precisavam lançar um novo álbum após um grande sucesso.

Passeie com a gente pela lista e divirta-se!

 

Pixies – Doolittle (1989)

Pixies - DoolittleEm 1989 a lenda do rock alternativo Pixies lançou seu segundo disco de estúdio, Doolittle, e foi Gil Norton quem o produziu.

Até hoje o álbum é visto como um dos pontos altos da carreira do grupo, e com hits como “Here Comes Your Man” e “Monkey Gone to Heaven”, agradou público e crítica.

Gil Norton voltaria a trabalhar com o Pixies em diversos lançamentos, incluindo o recente Indie Cindy, de 2014.

 

Counting Crows – Recovering The Satellites (1996)

Counting Crows - Recovering the SatellitesApós explodir no mundo todo com o mega hit “Mr. Jones”, de seu disco de estreia, o Counting Crows mostrou que era muito mais que um sucesso e tinha canções de rock alternativo bastante consistentes.

Em 1996 o grupo lançou seu segundo álbum, Recovering The Satellites, e assim como no caso do Pixies, esse é visto como um dos pontos altos da carreira dos caras.

Gil Norton produziu todas as faixas com exceção de “Miller’s Angels”.

 

Foo Fighters – The Colour And The Shape (1997)

Foo Fighters - The Colour And The ShapeApós o disco de estreia com o Foo Fighters onde gravou todos os instrumentos, Dave Grohl montou uma banda propriamente dita e entrou em estúdio para gravar The Colour And The Shape.

O álbum de 1997 foi gravado durante quatro meses, começando em Novembro do ano anterior, e Gil Norton foi escalado para a tarefa de produtor.

Junto com Grohl, ele teve que lidar com regravações motivadas pelo descontentamento do líder do grupo em relação às baterias, principalmente. Foi durante a gravação do álbum que o baterista William Goldsmith foi demitido, inclusive.

O resultado é aquele que muitos consideram o melhor álbum da carreira da banda, com hits como “Monkey Wrench”, “Everlong”, “My Hero” e “Walking After You”.

 

Patti Smith – Gung Ho (2000)

Patti Smith - Gung Ho

Gung Ho é o oitavo disco de estúdio da lendária Patti Smith, e o primeiro até então a não tê-la na capa; quem aparece é seu pai, Grant Smith.

O álbum produzido por Gil Norton entrou na lista da Rolling Stone com os melhores discos do ano 2000, foi indicado ao Grammy de Melhor Performance Vocal Feminina de Rock pela música “Glitter in Their Eyes” e ainda teve participação política nas eleições daquele ano.

“New Party” foi usada como a música oficial do candidato Ralph Nader à presidência dos Estados Unidos.

 

Feeder – Echo Park (2001)

Feeder - Echo ParkEcho Park é o terceiro disco de estúdio da banda galesa de rock alternativo Feeder, e o trabalho foi produzido por Gil Norton.

Bem recebido por público e crítica, o disco entrou para a história da banda por uma série de motivos: primeiro, é tido como um dos melhores de todos os tempos no Reino Unido, tanto que a Kerrang! o colocou na posição de número 25 em sua lista com o Top 100 do assunto.

Além disso, foi o último álbum do Feeder com o baterista Jon Lee, que cometeria suicídio no ano seguinte.

 

Dashboard Confessional – A Mark, A Mission, A Brand, A Scar (2003)

Dashboard Confessional - A Mark, A Mission, A Brand, A ScarDe forma similar ao Foo Fighters, A Mark, A Mission, A Brand, A Scar é o primeiro disco em que o Dashboard Confessional aparece como uma banda mesmo.

Os dois discos anteriores foram todos idealizados e gravados por Chris Carrabba, e aqui, com produção de Gil Norton, o Dashboard chegou à posição de número dois na principal parada da Billboard, vendendo 122 mil cópias na sua primeira semana de lançamento.

 

The Distillers – Coral Fang (2003)

The Distillers - Coral FangA banda de punk rock The Distillers, liderada por Brody Dalle, lançou apenas três discos em sua carreira, e cada um é bem diferente do outro.

Se o primeiro aposta no punk cru, o segundo incorpora outros estilos do rock and roll e o terceiro, Coral Fang, flerta com experimentações, rock alternativo e mais.

O álbum foi o primeiro e único do Distillers por uma gravadora grande, a Sire/Warner, e é tido por muitos como o ponto alto do grupo, que encerraria as atividades três anos depois.

Gil Norton produziu o trabalho.

 

Jimmy Eat World – Futures (2004)

Jimmy Eat World - Futures

Em 2004, três anos após o lançamento do super bem sucedido Bleed American, o Jimmy Eat World finalmente resolveu lançar seu sucessor.

Para tanto, recrutou o produtor Gil Norton e gravou Futures, álbum muitíssimo bem recebido por público e crítica e que é tido, ao lado do seu antecessor, como um dos melhores da carreira da banda.

 

Surfer Blood – Pythons (2013)

Surfer Blood - Pythons

Em 2010 a banda de rock alternativo Surfer Blood explodiu com seu disco de estreia, Astro Coast, e rapidamente tornou-se queridinha dos indies e presença garantida em festivais mundo afora.

Três anos depois, contratado pela Sire/Warner, o grupo preparou seu segundo álbum, Pythons, e Gil Norton foi o produtor.

Joey Santiago, guitarrista do Pixies, emprestou alguns de seus equipamentos para que a banda gravasse o disco, mas ele não foi bem recebido e muitos criticam justamente a produção “polida demais” de Norton.

 

AFI – Burials (2013)

AFI - BurialsEm 2013 o AFI estava há quatro anos sem lançar um novo disco de estúdio quando gravou Burials.

Segundo a própria banda, trata-se de um disco pesado, sobre “traição, crueldade, fraqueza, ansiedade, pânico, dor e perda”.

Para gravar o seu nono disco, o AFI recrutou o produtor Gil Norton.

 

Listas de Produtores

Discos com a mão de Brendan O'BrienVeja nossos outros posts especiais com listas de discos produzidos por grandes nomes nos links abaixo:

O dia em que Slash tocou um hit do Guns N’ Roses com Bill Gates

Slash e Bill Gates

Em 06 de Janeiro de 2008, o idealizador da gigante Microsoft, Bill Gates, esteve na feira Consumer Electronics Show em Las Vegas para divulgar o game Guitar Hero III.

Na ocasião, ele esteve no palco com Kelly Law Yone, conhecida como campeã mundial do game onde você pode tocar diversos clássicos do rock and roll usando um controle em forma de guitarra.

Quem também esteve por lá foi Slash, guitarrista do Guns N’ Roses, que subiu ao palco com um instrumento de verdade e tocou “Welcome To The Jungle”, enquanto Gates observava tudo.

Você pode assistir ao vídeo logo abaixo.

Lançamentos Nacionais – Kita, Teach Me Tiger, Thalles, Baleia, Guilherme Mattar

Kita

A banda Kita conquistou bom espaço e público ao participar de um programa de TV, e recentemente resolveu investir no mercado internacional. Como parte dessa empreitada, a banda esteve nos EUA, onde gravou três clipes e um curta-metragem chamado Echoes, nome do novo disco da banda, com lançamento previsto para 2017.

O primeiro clipe lançado é da música “Beautiful Blues”. Confira!

TEACH ME TIGER

 

O Teach Me Tiger lançou o vídeo de “Let’s Get Lost”, gravado ao vivo durante o show de lançamento do disco Two Sides. A dupla é formada pela brasileira Chris Martins e o belga Yannick Falisse. Confira!

 

Thalles

O cantor Thalles (Thales Cabral, não o cantor gospel) lançou o clipe do single “Sad Boys Club”, música que fará parte do disco Utopia, com lançamento previsto para o primeiro trimestre de 2017. O clipe conta com a atriz Guta Ruiz e foi roteirizado e dirigido pelo próprio cantor. Confira!

BALEIA


Os cariocas do Baleia aproveitaram sua passagem pelo interior paulista para gravar a performance ao vivo de “Estrangeiro”, faixa do álbum Atlas. Confira a performance enérgica da banda ao vivo durante um festival na cidade de Sorocaba.

 

GUILHERME MATTAR

O paranaense Guilherme Mattar está divulgando o lançamento de seu EP, gravado ao vivo em Curitiba. Com 4 músicas, apenas com voz e violão, o EP Positivando possui também músicas da banda Cactos, outro projeto do músico. Confira:

 

Novos vídeos: T.S.O.L., Capsize, Real McKenzies e Wear Your Wounds

T.S.O.L.

O grupo punk californiano T.S.O.L. acaba de compartilhar um novo clipe para a faixa “I Wanted To See You”, de seu novo álbum The Trigger Complex.

O disco foi lançado no dia 27 de Janeiro pela Rise Records e é o primeiro da banda em oito anos.

Capsize

Recentemente, o Capsize lançou o disco A Reintroduction: The Essence of All That Surrounds Me. E uma das faixas do álbum, “Favorite Secret”, recebeu um novo clipe que conta com imagens da última turnê europeia do grupo.

Assista ao vídeo logo abaixo.

Real McKenzies

The Real McKenzies

O grupo The Real McKenzies irá lançar seu novo álbum, Two Devils Will Talk, no dia 3 de Março pelas gravadoras Fat Wreck Chords e Stomp Records.

Para promover o trabalho, a banda compartilhou um vídeo para a faixa “Due West”. Assista no player abaixo.

Wear Your Wounds

O Wear Your Wounds está se preparando para lançar seu primeiro álbum de estúdio, WYW, que será lançado no dia 7 de Abril. Para já dar um gostinho do que está por vir, a banda compartilhou um vídeo de sua faixa homônima, que você pode conferir logo abaixo.

SIGA O TMDQA!

544,712SeguidoresSeguir
11,267SeguidoresSeguir
1,100SeguidoresSeguir
53,869SeguidoresSeguir