Isaac Newton
Foto via Wikimedia Commons

Muita gente está tendo dificuldade em encontrar o que fazer durante a quarentena.

A revista Galileu, no entanto, nos lembrou de um ser humano que lidou muito bem com um isolamento de vários anos atrás: Isaac Newton. À época estudante da Universidade de Cambridge, Newton foi liberado da faculdade por precauções contra a peste bubônica de 1665 e 1666, conhecida como a Grande Praga de Londres.

Foi justamente nessa época que ele “aproveitou” para tirar alguns atrasos. Ele trabalhou em seus problemas de matemática acumulados, que dariam origem ao Cálculo moderno, e fez diversos experimentos — inclusive, como muitos sabem, o tédio chegou ao ponto dele ficar observando uma maçã cair da árvore e desenvolver a Teoria da Gravidade.

Como descreve a própria Galileu, o universitário voltou às aulas com suas descobertas e logo virou professor. A teoria virou lei e foi eternizada: “dois corpos atraem-se com força proporcional às suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância que separa seus centros de gravidade”.

Quarentena em tempos modernos

Em tempos modernos, o que mais temos visto nessa quarentena são as pessoas se unindo por meio da música. Em geral, principalmente na Itália, cidadãos estão saindo às varandas e cantando quase que diariamente.

Os italianos têm cantado músicas tradicionais do país como “Bella Ciao”. Ainda assim, já tivemos um guitarrista mandando “We Will Rock You”, do Queen, diretamente de sua varanda. Já nos EUA, os cidadãos de Chicago se juntaram para cantar “Livin’ on a Prayer” e até Jon Bon Jovi participou.

 
Compartilhar