Aaron Paul em 2014
Foto de Aaron Paul via Shutterstock

Apesar do ótimo trabalho em Westworld e tantos outros, Aaron Paul ficou marcado como Jesse Pinkman em Breaking Bad.

Em entrevista à NME, o ator que eternizou o bordão “bitch” contou que o papel fez com que ele fosse inserido de forma definitiva na cultura pop do final dos anos 2000. O resultado disso foi uma série de encontros assustadoramente impressionantes para Paul: até a Rihanna já pediu para tirar foto com ele e escreveu na legenda que “a vida agora está completa!!!”.

No entanto, um dos momentos mais inacreditáveis, segundo Aaron, foi um convite para um show do Rolling Stones. Ele conta:

Nossa, cara, eu preciso ser sincero, parecia que ‘Breaking Bad’ estava nos ônibus de turnê de todo mundo. Realmente parecia ser uma coisa grande dentro da indústria da música.

A coisa mais surreal é que eu fui convidado para um show do Rolling Stones do nada, como convidado pessoal deles. Ronnie Wood queria encontrar comigo então eu fui ao backstage e o encontrei no seu camarim, e ele me apresentou ao Keith Richards — Keith estava sem camisa, fumando um baseado e exatamente como você o imaginaria. Foi um momento tão rock star. Mas aconteceu porque eles eram super fãs de ‘Breaking Bad’ — isso é muito doido.

Em outro momento insano da vida de Aaron Paul, ele chegou a introduzir uma apresentação do Arcade Fire. Veja a seguir.

Aaron Paul e paixão pela música

Aaron Paul ganhou fama nos últimos anos por seus trabalhos em séries, mas o ator é muito fã de música e falou na mesma entrevista sobre essa paixão.

Ele admitiu que teve o sonho de ser um rock star, como “todo mundo”, e que se pudesse escolher gostaria de viver Kurt Cobain em um filme biográfico do Nirvana. Saiba mais por aqui.

 
Compartilhar