Black Sabbath - Black Sabbath 1970
 

Um dos grandes mistérios do Heavy Metal acabou em um dia bem especial. O Black Sabbath está comemorando 50 anos de seu disco de estreia hoje e a mulher que estampa a capa do álbum finalmente foi encontrada.

Como informou a Loudwire, ela se chama Louisa Livingstone e atualmente tem entre 68 e 69 anos. A sessão de fotos, que aconteceu no condado inglês de Oxfordshire, teve algumas tentativas “um pouco mais ousadas” antes da versão final, que mostra a moça com um manto preto sem nada por baixo.

O fotógrafo Keith Macmillan, creditado no álbum como “Keef”, explicou:

Decidimos que nada daquilo funcionava. Qualquer tipo de sexualidade diminuía aquele sentimento de mau agouro. Mas ela era uma modelo excelente. Ela tinha uma coragem incrível e uma compreensão do que eu estava tentando fazer.

Louisa Livingstone, Black Sabbath e… música eletrônica?

A própria Livingstone também falou sobre a sessão, citando uma manhã “congelante”:

Eu tive que acordar umas quatro da manhã. O Keith estava correndo por todo lado com gelo seco, jogando na água. Não parecia estar funcionando muito bem, então ele acabou usando uma máquina de fumaça. Eu tenho certeza que ele disse que era para o Black Sabbath, mas eu não acho que aquilo significava muito pra mim naquela época.

A modelo, curiosamente, não tem fortes conexões com o metal além de estar na capa do disco que virtualmente criou o gênero. Pelo contrário: ela tem um projeto de música eletrônica chamado Indreba. Você pode ouvir suas canções por aqui ou no player abaixo.

Segundo seu Twitter, Livingstone também é astróloga e atriz. Ela participou de algumas séries entre os anos 70 e 80, mas sempre com papéis secundários. Que pessoa curiosa, hein?