Marilyn Manson no programa de Bill O'Reilly
Reprodução/YouTube
 

Marilyn Manson é uma figura polêmica, disso não há dúvidas.

No início dos anos 2000, no entanto, o roqueiro era provavelmente o artista mais chocante na mídia. E foi por esse motivo que ele foi convidado ao programa de Bill O’Reilly, jornalista que naquele momento apresentava o quadro Children at Risk (Crianças em Risco), que reportava o “efeito corrosivo da música popular em algumas crianças norte-americanas”.

Por lá, Manson teve uma das entrevistas mais marcantes de sua carreira. Isso porque O’Reilly tentou criar todas as polêmicas possíveis com o cara, que respondeu tudo com a maior educação e paciência.

Mostrando-se extremamente consciente, ele explicou calmamente as intenções por trás de todas as imagens chocantes e de suas letras. Citando até o massacre de Columbine, pelo qual levou uma parcela de culpa, Manson mostrou que estava bem preparado para a entrevista.

Depois de uma conversa intensa, o músico cita que seu trabalho como artista é de “atiçar” e fazer as pessoas questionarem e, por fim, demonstra “respeito” por ter sido desafiado pelo entrevistador. Confira abaixo em uma versão com legendas em português!

Marilyn Manson x Bill O’Reilly

No fim das contas, parece que Manson levou a melhor não apenas no dia da entrevista. O músico segue ativo e continua chocando os menos avisados, mas sempre sendo respeitado como artista; por outro lado, O’Reilly sofreu diversas acusações de assédio sexual.

Um documento do New York Times afirma que o jornalista teria pago 50 milhões de dólares em acordos para resolver essas acusações. Além disso, uma analista da Fox News o acusou de iniciar uma “relação sexual não-consensual” com ela. Desde então, ele foi demitido da emissora e apresenta um podcast com seus comentários políticos, geralmente com viés conservador.

   
 
Compartilhar