Airlander 10
Divulgação

Luxo e redução de impacto ambiental são os principais valores da Hybrid Air Vehicles, empresa que tem Bruce Dickinson como sócio e que está trabalhando na maior aeronave do mundo.

A companhia anunciou há anos que estava desenvolvendo a Airlander 10, seu projeto mais ambicioso. Agora, o veículo está mais perto do que nunca de virar realidade: uma série de atualizações foi promovida e, com as novas especificações da aeronave, tudo indica que ela chegará efetivamente ao mercado entre 2024 e 2025.

Por “apenas” US$42 milhões (cerca de R$179 milhões), a Airlander oferece um espaço interno de aproximadamente 640 m². Além disso, acomodará 16 passageiros em viagens noturnas e até 40 para refeições, festas e reuniões.

Outro grande atrativo é que o dirigível pode ficar voando por até cinco dias, podendo ainda pousar e decolar em lugares mais inóspitos como neve e deserto — diferentemente de jatos e aviões comerciais. Por fim, o “Bumbum Voador”, como foi carinhosamente apelidado, ainda promete 75% menos emissões do que uma “aeronave compatível”.

Abaixo, você pode conferir um vídeo que mostra o produto em detalhes. Já pensou dar um passeio com a galera do Iron Maiden nessa humildade?

LEIA TAMBÉM: Bruce Dickinson visita fábrica da EMBRAER e rasga elogios a avião brasileiro

Bruce Dickinson e aeronaves

Como muitos sabem, Bruce Dickinson é um grande apaixonado pela aviação e chegou recentemente a ser coroado como capitão honorário da Força Aérea Inglesa.

Como informa a Ultimate Classic Rock, o vocalista chegou a investir US$360 mil nessa empreitada. Ainda na mesma matéria, a UCR mostra que o dirigível já sofreu alguns acidentes — mas nada fora do normal durante os testes de um novo veículo.

LEIA TAMBÉM: Músico imagina Bruce Dickinson cantando Angra, KISS e mais; assista