Pearl Jam no Lollapalooza Brasil
Foto por Aline Krupkoski / TMDQA!
 

Nos últimos dias os fãs do Pearl Jam tiveram sentimentos opostos em relação à banda.

Veio, é claro, a felicidade pela primeira canção de Gigaton, o primeiro disco da banda em 7 anos, mas para muitos também veio uma certa frustração, já que a sonoridade de “Dance of the Clairvoyants” é bem diferente do que estamos acostumados com a banda.

O som é bastante voltado ao indie e ao rock alternativo, alternando momentos sombrios e dançantes com traços de bandas lendárias como Talking Heads, e enquanto pessoas como esse que aqui escreve gostaram de ver, finalmente, o Pearl Jam explorando novos ares, outras queriam que o grupo lançasse algo mais próximo do que os consagrou.

Novo som do Pearl Jam?

Quem falou a respeito do assunto direto da fonte foi Stone Gossard, guitarrista do Pearl Jam, que deu uma entrevista a Zane Lowe para a Apple Music, e por lá disse que o disco terá “tudo que os fãs gostam”:

‘Dance of the Clairvoyants’ é meio que o limite de algo que nunca tentamos antes. Uma nova forma de configurar os nossos talentos colaborativos. Eu acho que o disco terá a variedade com a qual os nossos fãs ficarão empolgados.

Há algumas músicas de Rock bastante diretas, algumas baladas bastante claras e simples… É meio que… Tem de tudo, eu acho. E eu acho que realmente resume o que somos nós.

Eddie fez um grande trabalho, sabe, ele meio que, sabe… Havia uma pilha de músicas e ele meio que selecionou e misturou as canções que seriam especiais. Ele fez um trabalho tão bom ao trazer as personalidades de todos na banda. Eu acho que o disco realmente capta o espírito da banda.

Na entrevista, Stone ainda disse que a banda de Seattle está trabalhando nesse álbum há cerca de três anos.

Podcast TMDQA!

No mais recente episódio do Podcast TMDQA!, debatemos diversos assuntos de 2020 e falamos, antes da música ser lançada, sobre as expectativas a respeito de Gigaton.

Você pode ouvi-lo abaixo.

   
 
Compartilhar