TOOL
Foto por Travis Shinn

TOOL finalmente nos agraciou neste ano com um novo disco após 13 anos de espera. Fear Inoculum chegou em Agosto e foi sucesso tanto criticamente quanto comercialmente.

Em uma entrevista recente à Metal Hammer (via Loudwire), o baixista Justin Chancellor explicou o título da nova obra. Segundo ele, significa buscar uma imunização das coisas que te fazem sentir medo:

Conforme você fica mais velho, você quer mudar, você quer evoluir e você não quer viver no medo. O medo é o assassino da mente.

O baterista Danny Carey ainda complementou a explicação:

Nós estávamos meio que sentindo que estávamos chegando a um novo nível como banda, progredindo na nossa forma de composição, e simplesmente não ligando para o que qualquer pessoa pensa. Meio que conquistando nosso medo de críticas. A coisa do ‘Fear Inoculum’ é, ‘Se livre do medo e não se preocupe com isso’, especialmente depois de termos demorado tanto, porque sabíamos que isso aumentava a pressão.

Maior medo do TOOL

Ainda na mesma entrevista, Chancellor respondeu uma pergunta bem complicada: qual o maior medo do TOOL? Nas suas próprias palavras:

Eu não posso falar por todo mundo, mas eu acho que seria: você ainda tem algo para oferecer? Qual o seu propósito? Conforme você fica mais velho, você pensa sobre o que você tem a oferecer, e qual o ponto da sua vida. Nós somos todos músicos e não somos realmente bons músicos. Mas esse dom gracioso nos foi dado, e não queremos desapontar. Então eu acho que o nosso maior medo seria apenas desistir.

Ele ainda classificou como um “acidente” a química e alquimia da banda, dizendo que eles tiveram “muita sorte” de estarem juntos.

Não são bons músicos? Será que ele já ouviu as próprias músicas?

LEIA TAMBÉM: Danny Carey diz que novo álbum do TOOL “não vai demorar 12 anos”