Caricatura de Samuel Rosa com camisa do Cruzeiro
 

A edição 2019 do Campeonato Brasileiro de Futebol terminou ontem (08) e com o fim vieram também os times que foram rebaixados à segunda divisão do principal torneio do país.

Ao final de 38 rodadas, um dos grandes do futebol brasileiro foi rebaixado para a segunda divisão e a queda do Cruzeiro em Belo Horizonte obviamente deu o que falar.

Quem se manifestou a respeitou foi Samuel Rosa, líder do Skank e reconhecidamente cruzeirense, que usou a sua conta oficial no Instagram para falar a respeito do fatídico dia.

Por lá, falou que agora “pode sair todo mundo” do time, e deu a entender que a diretoria do clube é adepta de “práticas nefastas do futebol”.

No texto, o vocalista e guitarrista da banda mineira ainda pediu por um “Novo Brasil também”:

Pode sair todo mundo agora. Hora de um novo Cruzeiro! Esvaziem essas fileiras rançosas das velhas práticas nefastas do futebol! Gente nova caras novas, jogadores comprometidos. Mudanças! Novo Cruzeiro já!!!!! Viva o Cruzeiro viva a revolução! Mudança já! Novo Brasil também.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO – o Samuel Rosa ficou pra lá de empolgado com o Cruzeiro no estádio

Samuel Rosa e o Fim do Skank

Vale lembrar que há alguns dias Samuel Rosa deu uma entrevista dizendo que que o Skank irá encerrar as suas atividades, falando bastante sobre as motivações para isso.

   
 
Compartilhar