Uma das maiores bandas da história do rock progressivo, o Dream Theater está de volta às nossas terras. O quinteto americano desembarcou em Brasília nesta quarta (4) para a primeira apresentação de uma turnê com cinco datas.

Recebida de forma calorosa no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, a banda trouxe o show “The Distance Over Time Tour – Celebrating 20 Years of Scenes From A Memory”. Com um belíssimo palco, o espetáculo tem mais de 3 horas de duração e 19 canções.

A primeira parte do show trouxe majoritariamente músicas do novo trabalho, Distance Over Time, lançado este ano. Depois de uma bela introdução cinematográfica, “Untethered Angel” abre a performance com bastante peso, mas é com “A Nightmare to Remember” que o público acorda de verdade.

A canção do disco Black Clouds & Silver Linings (2009) evidencia o que seria o restante do show. Enquanto boa parte da plateia clamava pelas músicas antigas, a banda explorou ao máximo o último disco – de todas as cinco faixas executadas, “Paralyzed” parece ter tido a melhor resposta dos presentes.

Ao final de “Pale Blue Dot”, a banda se retirou do palco e retornou depois de 20 minutos para o grande momento da noite: a apresentação de Metropolis Pt. 2: Scenes From a Memory (1999) na íntegra. Para comemorar os 20 anos do álbum conceitual, foi feita uma animação legal pra caramba que ajuda a entender a história que perpassa o disco.

Isso transformou “Through Her Eyes” em um dos momentos mais bonitos do show, já que o telão homenageava ícones da música falecidos. Nomes como David BowieFrank Zappa Chris Cornell são vistos em lápides e renderam aplausos da plateia – que, vale ressaltar, assistia ao show majoritariamente sentada.

Em hits como “The Spirit Carries On”, o público finalmente esteve em sintonia com a banda e chegou até a ficar de pé. No entanto, a acústica do local não ajudou em faixas mais pesadas como “Beyond This Life” e “Home”, tirando um pouco da empolgação dos presentes.

Nada disso atrapalhou a performance dos instrumentistas, afiadíssimos como sempre. O vocalista James LaBrie, por outro lado, parecia desanimado e chegou até a esquecer algumas letras – aparentemente brincando com o fato, ele disse: “quem se importa?”.

Como um todo, a banda parecia um pouco cansada e nem liberou a presença de fotógrafos. Uma das melhores coisas de shows é sentir que aquela noite é tão especial para a banda quanto para quem está assistindo, mas os americanos passaram justamente a sensação contrária, de que era apenas mais uma noite para eles – ainda que, musicalmente, tenham sido excelentes e seguros.

Um exemplo disso é que após a catártica “Finally Free”, a banda voltou para o bis aos gritos de “Pull Me Under”. Sem hesitar, o Dream Theater encerrou a performance da mesma forma que em todos os shows da turnê até agora: com “A Wit’s End”, mais uma do novo disco.

Dream Theater no Brasil

O Dream Theater passará ainda por Rio de Janeiro (06/12), São Paulo (07/12) no Dream Festival com Turilli/Lione RhapsodySabaton Killswitch Engage, Curitiba (08/12) e Porto Alegre (10/12).

Ingressos e mais informações estão disponíveis por aqui.

Dream Theater em Brasília – Setlist

Dream Theater em Brasília
Foto: Felipe Ernani
  1. Untethered Angel
  2. A Nightmare to Remember
  3. Paralyzed
  4. Barstool Warrior
  5. In the Presence of Enemies, Part 1
  6. Pale Blue Dot

Intervalo

7. Regression
8. Overture 1928
9. Strange Déjà Vu
10. Through My Words
11. Fatal Tragedy
12. Beyond This Life
13. Through Her Eyes
14. Home
15. The Dance of Eternity
16. One Last Time
17. The Spirit Carries On
18. Finally Free

Bis
19. A Wit’s End

 

 
Compartilhar