Dave Grohl (Foo Fighters)
Foto por Stephanie Hahne

Dave Grohl ganhou fama, inicialmente, por seu papel como baterista do Nirvana. Após o precoce fim da banda, no entanto, o cara mostrou outro lado de seu talento com o Foo Fighters e, desde então, construiu uma das carreiras mais sólidas da música atualmente.

Nesse meio tempo, Dave criou projetos bem legais, como o Them Crooked Vultures (cujo único disco de estúdio completou 10 anos recentemente). Além disso, participou de uma série de gravações – como o Songs for the Deaf, do Queens of the Stone Age, que recebeu baterias e percussões de Grohl em todas as músicas.

São várias colaborações famosas, como a parceria com o Tenacious D (que tocou no mesmo dia que o Foo Fighters no Rock in Rio desse ano) e com Slash (na faixa “Watch This”) mas algumas acabaram sendo esquecidas ou passaram despercebidas. Por isso, resolvemos relembrar 10 delas!

10. Tom Petty & the Heartbreakers – “Honey Bee” (1994)

Em 1994, pouco tempo após o triste fim do Nirvana, Dave Grohl recebeu um convite de balançar qualquer um. O lendário Tom Petty o chamou para tocar bateria em uma apresentação no Saturday Night Live e, mesmo receoso com o instrumento, aceitou. Ele explica (via RadioX):

Alguém da minha equipe ligou e disse, ‘Ei, Tom Petty ligou e ele quer saber se você tocaria bateria com eles no Saturday Night Live’. Eu fiquei tipo, ‘Por que diabos ele está me ligando? Ele não conseguiu achar um bom baterista?’. Eu disse, ‘Claro. Eu toco’. Foi a primeira vez que eu fiquei ansioso para tocar bateria desde o fim do Nirvana.

9. Puff Daddy – “It’s All About the Benjamins” (1997)

Pouco tempo depois de lançar The Colour and the Shape com o Foo Fighters em 1997, Dave se viu tocando bateria em uma reunião recheada de estrelas para uma faixa de rap. O lendário P. Diddy – à época ainda conhecido como Puff Daddy – reuniu um grande time para fazer uma versão rock da faixa “It’s All About the Benjamins”.

A canção fez parte de seu disco de estreia, No Way Out, e já tinha participações de The LOX, The Notorious B.I.G., e Lil’ Kim antes de receber Tommy Stinson (The Replacements, Guns N’ Roses), Rob Zombie e, claro, Dave Grohl na versão rock.

8. MxPx – “The Next Big Thing” (2000)

“1, 2, 3, vai!”. Essa é a participação de Dave Grohl em “The Next Big Thing”, do MxPx. É curta, mas é bem característica: a voz marcante e inconfundível do cara não deixa dúvidas.

7. Tony Iommi – “Goodbye Lament” (2000)

Com o Black Sabbath em pedaços, o lendário Tony Iommi lançou seu primeiro disco solo, Iommi, em 2000. Por lá está a faixa “Goodbye Lament”, que além de ter Dave Grohl na bateria, vê o cara assumir os vocais enquanto Brian May (Queen) toca guitarra.

Coincidência ou não, Grohl canta “Has someone got the best of you?” (“Alguém já teve o melhor de você?”). Cinco anos depois, um dos maiores sucessos do Foo Fighters (“Best of You”) iria praticamente repetir a frase.

6. David Bowie – “I’ve Been Waiting for You” (2002)

O lendário e saudoso David Bowie resolveu convidar Grohl para uma participação especial em seu disco Heathenslançado em 2002. A parceria aconteceu na faixa “I’ve Been Waiting for You”, um cover sensacional da música lançada por Neil Young em 1968.

Ah, dessa vez, Dave tocou guitarra!

5. Killing Joke – Killing Joke (2003)

Depois de seu maior hiato na carreira, o Killing Joke lançou o seu segundo disco homônimo em 2003. Sem baterista à época, Dave Grohl – fã dos caras há muito tempo – assumiu o posto para as lendas do post-punk. Aliás, Dave era tão fã que, segundo o baixista Paul Raven, não quis dividir a função:

A ideia original era ter três dos nossos bateristas preferidos tocando no disco, e o Dave era um deles. Queríamos ainda o John [Dolmayan] do System of a Down e o Danny [Carey] do TOOL. Mas quando Dave ouviu as músicas, ele disse, ‘Eu quero tocar em tudo’.

4. Garbage – “Bad Boyfriend” (2005)

Entre 2003 e 2004, o Garbage esteve em um dos piores momentos de sua carreira. O quarteto, que conta com Shirley Manson Butch Vig (produtor do Nirvana), encontrou a resposta para os problemas em Dave Grohl. Depois de sua performance na bateria da faixa “Bad Boyfriend”, a banda encontrou novas energias e logo finalizou o disco Bleed Like Me.

3. Nine Inch Nails – With Teeth (2005) e “The Idea of You” (2016)

Dave tem uma relação boa com Trent Reznor, o líder do Nine Inch Nails. E os dois trabalharam bastante juntos em uma das grandes obras da discografia do NIN, o With Teeth (2005). Além de tocar percussão em “All the Love in the World”, Grohl assumiu a bateria em “You Know What You Are?”, “The Collector”, “Every Day Is Exactly the Same”, “Getting Smaller”, “Sunspots” e “The Line Begins to Blur”.

Em 2016, eles colaboraram novamente na faixa “The Idea of You”, que fez parte do EP Not the Actual Events.

2. The Prodigy – “Run with the Wolves” e “Stand Up” (2009)

Prodigy nunca teve um baterista propriamente dito, mas depois de escalar Matt Cameron (Pearl Jam) em The Fat of the Land (1997), o disco Invaders Must Die (2009) recebeu um convidado tão especial quanto. Claro que falamos de Dave Grohl, que tocou bateria em “Run with the Wolves” e “Stand Up”. O resultado é sensacional!

1. Ghost – If You Have Ghost (2013)

Dave se aventurou pouco pelo meio da produção musical, mas arriscou a mão no EP If You Have GhostBasicamente são quatro covers gravados pelo Ghost (além de uma versão ao vivo de “Secular Haze”), com participação de Grohl em três deles.

Ele toca guitarra em “If You Have Ghosts”, música de Roky Erickson e bateria em “I’m a Marionette” (do ABBA) e “Waiting for the Night” (do Depeche Mode). A única que ele não participa é “Crucified”, do Army of Lovers.