Glenn Greenwald e Lucas Silveira, da Fresno
Foto: Reprodução / Instagram
 

Nos últimos dias a gente falou por aqui sobre como o jornalista Glenn Greenwald viralizou após demonstrar que gostava da banda brasileira Fresno.

A Internet ficou doidinha, várias montagens apareceram colocando, inclusive, franjas em Glenn, e agora parece que os laços se estreitaram ainda mais.

No último final de semana a Fresno levou o show do disco Sua Alegria Foi Cancelada ao Rio de Janeiro e, por lá, se encontrou com o jornalista do The Intercept que ficou conhecido por mostrar ao mundo mensagens vazadas de nomes envolvidos com a Operação Lava-Jato.

Lucas Silveira, Glenn Greenwald e Fresno

A conta oficial de Lucas Silveira no Instagram traz a foto acima junto de um texto onde ele fala sobre como conversou com Gleen a respeito do rótulo de “Emo”.

Lucas se lembrou sobre como o termo já foi pejorativo e o conectou a elementos como a homofobia, dizendo:

o Glenn Greenwald não entendia porque gostar de Fresno fazia dele um ‘emo’. passamos uma tarde falando sobre isso e muitas outras coisas. é muito curioso explicar para alguém ‘de fora’ porque esse rótulo já foi pejorativo, pois é impossível falar disso sem passarmos por pautas tão presentes na sociedade hoje como masculinidade tóxica e homofobia. isso sem falar no paradoxo do ‘roqueiro conservador’. aí relatei que, por muitos anos, a vulnerabilidade de um homem, inclusive na arte – filha dela – era inversamente proporcional à sua masculinidade percebida. tem coisas que só se mostram surreais quando verbalizadas. parece mentira tudo que está acontecendo no brasil, quando a gente conta para alguém. também é surreal dizer que alguém da dimensão desse cara possa ser tão solícito, real, e são. obrigado pela recepção que tu e o David Miranda me deram (e os 28 cachorros). beijo nas crias, e até a próxima.