Kodak Black
Foto via Wikimedia Commons
 

Deu ruim para Kodak Black lá nos Estados Unidos nesta quarta-feira (13).

O rapper acaba de ser condenado a 46 meses de cadeia após mentir para a justiça enquanto tentava comprar armas. O incidente aconteceu em maio, na Flórida, e Black teria mentido sobre seu histórico criminal para ter acesso mais fácil ao revólver.

De acordo com a imprensa internacional, a sentença máxima que o músico poderia ter recebido era de 10 anos. Ainda em maio, ele já havia sido preso e foi liberado após pagar 550 mil dólares de fiança. À época, um juiz declarou que ele seria “um perigo para a sociedade, porque ele quer ter acesso a armas.”

Em 2016, Kodak Black já havia sido julgado por um caso de abuso sexual. No mesmo ano, ele também foi preso por estar com maconha e uma arma de fogo.

Complicado…

 
 
Compartilhar