Natália Matos
Foto: Rita Albano
 

Feminilidade, independência e liberdade. Esses são conceitos que podem definir “Lua Namoradeira”, clássico do repertório de Dona Onete agora gravado por Natália Matos.

A versão, que conta com a participação e produção de Manoel Cordeiro, recebeu aval da própria compositora. Ela também faz uma pequena que aparição no início da canção.

Natália explica a importância do trabalho não só por recriar uma obra de Dona Onete mas tambem pela ode ao feminino. “Essa música é poderosa demais, fala de feminilidade, dessa lua livre que é dona de si. E a lua é esse símbolo universal feminino, que nos rege ao longo dos tempos”, disse.

O clipe, dirigido pela própria artista em parceria com Leandro Muniz, foi gravado no palco de um teatro. A ideia era ter essa atmosfera da contação de uma história que a Dona Onete traz muito na sua obra. “Optamos no clipe por uma estética intimista, que traz o universo do teatro e alguns elementos minimalistas pra dentro da composição de uma obra audiovisual”, finaliza o diretor.

Atualmente, Natália Matos está em fase de produção de novos singles e de seu terceiro disco, previsto para 2020.