KT Tunstall em São Paulo-15
Foto por Stephanie Hahne/TMDQA!
 

Longos 11 anos se passaram sem que KT Tunstall desse um pulo no Brasil para apresentar suas novas aventuras na música. Em 2008, quando veio pela primeira vez a São Paulo, a escocesa havia acabado de lançar seu segundo disco de estúdio, Drastic Fantastic (2007), e estava colocando seus hits em várias paradas pelo mundo.

Hoje a situação é bem diferente, mas isso não é algo ruim — está longe de ser. A KT que voltou ao Brasil na noite desta quinta-feira (7), tocando para um Teatro Liberdade quase lotado, é uma artista madura e mil vezes mais talentosa que a KT de 2008, mesmo sem estar nos holofotes do mainstream como antes esteve. Com outros quatro discos na bagagem, a cantora volta com um repertório mais eclético e abrangente, que a permite se divertir muito mais com toda sua musicalidade.

Diferente dos shows que faz ao redor do mundo, a artista veio ao Brasil sem banda e sem uma grande equipe. No palco apenas ela, seus violões e guitarras, e outros instrumentos eletrônicos que a ajudavam a criar sozinha toda a melodia de suas canções — vale dizer que ela não tem vergonha alguma de interromper uma música no meio quando não está satisfeita com sua execução. Não só suas canções, aliás, já que Tunstall inseriu até trechos de White Stripes em uma das faixas, um dos momentos mais divertidos da noite.

Acontece que falar sobre seu talento e o quanto é competente em um palco chega a ser óbvio. O grande diferencial de KT Tunstall — não que ela precise de um — é seu carisma e o quanto consegue se fazer íntima de seus fãs. Desde o início da apresentação de mais de duas horas, a cantora reservou diversos momentos para conversar com a plateia, lembrou os nomes de alguns fãs, aprendeu palavras em português (“saúde!”), fez rir com algumas piadas e até contou histórias de sua carreira.

Continua após a foto

KT Tunstall em São Paulo
Foto por Stephanie Hahne/TMDQA!

Quanto ao repertório, é seguro dizer que a artista atendeu quase todos os desejos de seus fãs. Entraram até faixas como “Saving My Face” e “Universe & U”, que não estavam no setlist previsto para a turnê, e rolou até um trechinho de “Push That Knot Away” dedicado a um homem que berrou pela canção. Quanto aos hits, não poderiam faltar músicas como “Other Side of the World” e “Suddenly I See” — confira vídeos dos momentos ao fim da publicação –, assim como “Hold On”, “Feel It All” e “Black Horse and the Cherry Tree”.

Enquanto conversava com a plateia, KT não soube explicar o motivo de demorar tanto tempo para voltar ao país. Ainda mais, ela prometeu que não vai esperar ter um “álbum novo e relevante” para se jogar de novo ao seu público brasileiro. Assim esperamos!

Galeria de fotos e setlist – KT Tunstall em São Paulo

  1. Miniature Disasters
  2. Other Side of the World
  3. Little Red Thread
  4. It Took Me So Long to Get Here, but Here I Am
  5. Black Horse and the Cherry Tree / Black Betty / Seven Nation Army (The White Stripes cover)
  6. Invisible Empire
  7. Feel It All
  8. Heal Over
  9. Another Place to Fall
  10. Maybe It’s a Good Thing
  11. Push That Knot Away (trecho)
  12. (Still A) Weirdo
  13. Hold On / Walk Like an Egyptian (The Bangles cover)
  14. The River
  15. Stoppin’ the Love
  16. Funnyman
  17. Saving My Face
  18. Universe & U
  19. Suddenly I See

     
 
Compartilhar