TV/Streaming
Foto via PxHere
 

Há alguns anos, quando surgiam plataformas como Netflix Spotify, o streaming era a alternativa perfeita aos meios tradicionais. Isso acontecia, em especial, devido ao preço reduzido desses serviços quando comparados às outras opções.

Atualmente, a realidade já é um pouco diferente. O plano premium da Netflix, por exemplo, começou custando R$16,90 em 2015 – hoje em dia, sai por R$45,90. Em 2020, no entanto, a tendência é o custo geral aumentar, já que novos serviços estão chegando prometendo conteúdo exclusivo.

Séries clássicas como Friends The Office e parcerias originais como as feitas com a Marvel renderam bons frutos à Netflix, mas não mais. A primeira estará disponível apenas no HBO Max, que será lançado em Maio de 2020 (mas não tem previsão de chegada no Brasil), e a segunda fará parte do Peacock, plataforma da NBC Universal que também chega em 2020 nos EUA. Já a Marvel agora entrará no Disney+.

A empresa de quadrinhos, inclusive, é uma das que mais fortalece o serviço da Disney. Com promessa de diversos seriados exclusivos, incluindo Loki Gavião Arqueiro, a plataforma aposta nessa franquia juntamente com o Universo Star Wars (que já tem uma produção de Obi-Wan Kenobi confirmada) para deslanchar. No total, serão mais de 400 títulos no catálogo.

Quem também entra no mercado com força é a Apple. A Apple TV+ promete transformar bilhões de dólares em novas produções de TV, e já temos alguns dos nomes. Apostando no trio Jennifer Aniston, Steve Carell e Reese Witherspoon, o seriado The Morning Show vem como carro-chefe, acompanhado de SEE, que estrelará Jason Momoa (Game of Thrones) e do educacional Helpsters, entre outros.

Essas novas plataformas se somarão às já existentes, como HBO Go e Amazon Prime Video, e às nacionais como PlayPlus, Globo Play e Telecine Play. Um pacote “básico”, com essas 5 mais Netflix, Disney+ e Apple TV+, fará o brasileiro gastar cerca de R$175/mês com streaming utilizando os planos mais simples de cada um. Se adicionarmos ainda os conteúdos de esporte, como o EI Plus e o Premiere, o total chega a R$225/mês.

Isso ainda exclui outros serviços de menor demanda, como o Crunchyroll (especializado em animes), o DAZN (outra opção de esportes) e o Oldflix (especializado em filmes antigos). Também exclui o gasto com streaming de música, como Spotify ou Deezer. Um pacote completo poderia chegar a mais de R$350/mês.

Abaixo, você pode conferir um resumo das atrações e preços dos principais streamings de vídeo.

Resumo dos preços e atrações dos streamings

Netflix – de R$21,90 a R$45,90. Ainda aposta em suas produções originais como Black Mirror Stranger Things, além de filmes como Uncut Gems El Camino. Após perder Friends, a plataforma adquiriu a exclusividade para Seinfeld.

Amazon Prime Video – R$9,90 para assinantes Prime e R$14,90 para quem não é. Aposta em produções originais como Maravilhosa Sra. MaiselFleabagThe Boys Good Omens.

Disney+ – custará o equivalente a R$27,90/mês nos EUA, mas ainda não teve o preço brasileiro divulgado. Terá séries novas da Marvel como O Falcão e o Soldado InvernalLoki e Gavião Arqueiro, além da franquia Star Wars, que já tem uma série de Obi-Wan Kenobi confirmada. Deve chegar no Brasil no segundo semestre de 2020.

Apple TV+ – custará R$9,90/mês. Aposta em grandes nomes do entretenimento, como Steven Spielberg Oprah Winfrey, que produzirão conteúdos exclusivos. O carro-chefe é o seriado The Morning Show, com Jennifer AnistonSteve Carell Reese Witherspoon.

PlayPlus – custa entre R$12,90 e R$32,80/mês. Aposta em transmissão simultânea de canais como Disney Channel e ESPN, além de produções originais como “Pais da Nova Era”, estrelando Marcos Mion.

Globo Play – custa R$19,90/mês. Mistura séries nacionais, como Sob Pressão (que rendeu uma indicação ao Emmy para Marjorie Estiano), com clássicos internacionais como Smallville e Supernatural.

Telecine Play – R$37,90/mês. Aposta em trazer com exclusividade grandes filmes do cinema para o streaming o mais rápido possível.

HBO Go – sai por R$34,90/mês. Traz séries extremamente aclamadas, como Game of Thrones Westworld, e pode ser a alternativa nacional à HBO Max, mas nada foi divulgado ainda sobre isso.

HBO Max – não tem previsão de chegada no Brasil. Terá exclusividade de séries como Friends e de todos os filmes e séries da DC Comics. Trará conteúdos novos como uma série do Lanterna Verde e spin-offs de Gossip Girl e Grease.