Vocalista do Suede afirma que o Britpop era “machista e nacionalista”
Foto: Wikimedia Commons
 

Brett Anderson, famoso por seu trabalho como vocalista do Suede, fez recentemente críticas bem duras ao Britpop.

Em entrevista concedida a um programa de rádio da BBC, o artista revelou que odiava o movimento britânico nos anos 90 e queria afastar a banda disso. “Me distanciei logo no início, assim que percebi esse tipo de acontecimento machista, caricato e xenófobo no qual o Britpop se transformou,” disse.

Ao ser questionado se esse distanciamento não faria com que as pessoas considerasse o grupo esnobe, ele confessou que só seguiu os seus instintos:

Vi o que estava acontecendo com o Britpop e, para mim, era desagradável. Parecia nacionalista, parecia que havia uma forte tendência de misoginia e eu não acho que Suede devia fazer parte disso.

O trabalho mais recente de Anderson e cia. é o álbum The Blue Hour. O disco, lançado em Setembro de 2018, foi o primeiro registro em 16 anos no qual o grupo não trabalhou com seu produtor de longa data Ed Buller.