Blink-182 e Lil Wayne
Foto: Divulgação
 

O blink-182 está defendendo o colega Lil Wayne após ser questionado sobre o “pesadelo” que ele teria sido em turnê.

Entre junho e setembro deste ano, a banda se uniu ao rapper para um turnê conjunta, onde até chegaram a colaborar no palco. Acontece que Wayne não parecia muito feliz com a coisa toda e até ameaçou deixar o giro de shows na metade — isso depois de reclamar da falta de empolgação do público.

Em entrevista na rádio KROQ, porém, Mark Hoppus e Travis Barker explicaram o que aconteceu. Depois de Hoppus deixar claro que a parceria não foi nenhum pesadelo, o baixista disse:

Saímos em turnê no meio de junho e terminamos no final de setembro. Houve apenas três problemas em toda a turnê. Um deles era [porque] ele não podia nem chegar ao local, em uma ocasião ele foi embora porque os policiais estavam atrás dele e em outra ele saiu do palco por causa de uma tempestade.

Foi neste show, que aconteceu no dia 11 de julho em Bristol, que Lil Wayne ameaçou deixar a turnê e reclamou do público. Mark explicou que muitos fãs ainda estavam fora do local do show por conta de uma grande tempestade que estava chegando.

Barker ainda completou:

Às vezes, ele chegava em mim e dizia: ‘Ei, eu estou prestes a avisar todo mundo que eu não posso ir ao show — isso, isso e isso está acontecendo’. Mas geralmente era para proteger a si mesmo e sua liberdade. Se você está em um estado e os policiais começam a te perseguir em todos os lugares só por fumar maconha, simplesmente não vale a pena.

Complicado.

LEIA TAMBÉM: blink-182 lança mashup desastroso com Lil Wayne

blink-182

A banda acaba de lançar Nine, seu novo disco de estúdio. Ouça no player abaixo.

LEIA TAMBÉM: blink-182 toca Misfits e se pinta de Coringa no Halloween; vídeo

     
 
Compartilhar