Vinyl Laranja explora a irreverência e o fuzz em novo disco
Foto: Divulgação
 

Letras irreverentes, diversão e muito fuzz. Essa é a receita que a Vinyl Laranja segue em Vol. 4, quarto disco de sua carreira e primeiro cantado inteiramente em português.

A banda paraense já tem 15 anos de carreira e bastante experiência na estrada. Além de ter percorrido o país inteiro, o power trio formado em Belém por Andro Baudelaire (guitarra e voz), Bruno Folha (baixo) e Lucas VH (bateria) passou quatro meses excursionando pelos EUA. Nessa turnê, eles se apresentaram no mítico South by Southwest, em Austin.

Nessa oportunidade, o grupo acabou gravando seu terceiro álbum. O registro contou com mixagem e produção parcial de Kevin Szymanski, que já trabalhou com bandas como Queens of the Stone Age e Foo Fighters.

No novo trabalho, eles exploram as influências sonoras de Ty Segall e Uncle Acid and The Dead Beats, além da clássica identidade do fuzz. Isso somado com a veia hitmaker de Andro e toda a sua irreverência resultam em um trabalho muito único e interessante que só um grupo como o Vinyl Laranja poderia entregar.