Kevin Smith em 2017
Foto de Stock via Shutterstock
 

Muita gente não gostou dos comentários de Martin Scorsese sobre os filmes da Marvel, mas a resposta mais lúcida ao cineasta veio de Kevin Smith.

Como te contamos por aqui, Scorsese disse que os longas de super-herói “não são cinema”, apesar de admitir que são bem feitos. Alguns atores como Samuel L. Jackson e o diretor James Gunn foram bem ácidos ao responder, mas Smith teve um tom mais compreensivo para falar sobre o cineasta.

Durante uma exibição de seu filme novo, Jay and Silent Bob Reboot, o diretor e ator falou sobre sua admiração a Scorsese.

Martin Scorsese é um gênio. Mas, para ser justo, em toda a minha carreira no cinema — ou mesmo antes da minha carreira no cinema — ele tem dito a mesma coisa sobre filmes de ação. Eu aposto nisso, e acho que Martin Scorsese fez o maior filme de super-heróis de todos os tempos, que foi ‘A Última Tentação de Cristo’. Não há um super-herói muito maior que Jesus. Ele derrota o Superman e [Robert] Downey [Jr.] toda vez, então talvez Martin esteja mais naquele território.

E então, Kevin Smith explicou sua teoria sobre a fala do diretor:

Meu sentimento é que Martin Scorsese nunca se sentou em uma sala de cinema com seu pai e assistiu aos filmes de Steven Spielberg no início dos anos 80 ou de George Lucas no final dos anos 70. Ele não sentiu essa magia e admiração. Ainda posso ir ver um daqueles filmes de quadrinhos, me afastar do fato de que faço isso no meu trabalho, me libertar, e meu pai morto volta à vida por duas horas. E é pessoal para grande parte do público. Você sabe, e não estamos discutindo se isso conta ou não como cinema.

Garanto a você que ele gostava de assistir filmes com seus pais, como um musical — aposto que algumas pessoas diriam: ‘Um musical não é cinema’, mas Martin Scorsese cresceu vendo musicais e aposto que eles significam muito para ele. Esses filmes da [Marvel] vêm de um núcleo. Eles vêm de uma infância feliz. E eles são reflexos de uma infância feliz. Ele não está errado, mas, ao mesmo tempo, também não estamos por amar esses filmes. E eles são cinema.

Faz sentido, não?

LEIA TAMBÉM: O Irlandês: veja trailer que mostra Al Pacino e DeNiro rejuvenescidos