Ariana Grande Melovaz vs. Normal
Reprodução/Melovaz/Amazon
 

O Irã é um dos países mais complicados com a questão da cultura do machismo. Isso ficou bem claro no âmbito musical graças à plataforma de streaming Melovaz, utilizada por lá.

Na plataforma, várias capas de álbuns de mulheres têm sofrido montagens terríveis para retirá-las das artes. Tudo isso porque, por lei, mulheres não podem se manter descobertas – elas precisam usar as roupas típicas do país, como hijabs ou burcas, para aparecer em público.

A medida gerou indignação e até alguns risos de nervoso pelo tamanho da atrocidade. Como podemos ver no Tweet abaixo, que mostra capas como Lover de Taylor Swift e Norman Fucking Rockwell de Lana Del Rey, o resultado é realmente bizarro:

Reação de Iggy Azalea

A cantora Iggy Azalea deu uma ótima resposta quando ficou sabendo da situação.

Em seu Twitter, ela escreveu: “Eles que são a piada porque eu coloquei referências a vaginas em todas as músicas, então quem é que riu por último?”. O serviço tem bloqueado as capas mas não seu conteúdo em áudio.

Vale lembrar que Iggy estará no Brasil para apresentação única em 15 de Dezembro.