ÔôÔ, sexta-feira chegou e já em clima de festival! Mas você bem sabe também o que chega: aquele monte de novidades da música, e finalmente a nossa seleção com o destaques nacionais da semana. Já vale o aviso, hein: muito disso estará na nossa playlist oficial no Spotify. Então, é só acompanhar sempre por aqui e ouvir tudo no player abaixo.

No decorrer dos outros dias, sempre faremos questão de mostrar o que tá rolando na coluna de Lançamentos Nacionais, então basta acompanhar na aba de Nacionais do site. Agora, vamos mostrar os destaques de hoje, com o plus de lançamento exclusivo, atrações do Rock In Rio e outros mais.

Bora lá?

Vitor Guima

Vitor Guima
Foto: Tião Rocha

Vítor Guima embarca em mais uma versão intimista, desta vez da música “Tortos Assim”. O lançamento é acompanhado por um vídeo gravado no Studio Grama, no interior de São Paulo. A canção integra o disco de estreia do cantor e compositor, O Estrangeiro. Acompanhada na versão original por um arranjo recheado de virtuosos violões de Eduardo Kusdra, a versão acústica foi gravada e mixada por Enzo Petrucci, que colabora na produção ao lado de Guima e Tião Rocha. Já o vídeo foi realizado por Rocha, com a colaboração de Gabriel Perim. Ouça e se encante:

Elza Soares

Elza Soares
Foto: Divulgação

Poucos dias após lançar seu mais novo disco, o ótimo Planeta Fome, e prestes a dar o ar de sua graça pelo Rock In Rio, Elza Soares divulga o clipe de “Comportamento Geral”. A música composta por Gonzaguinha ganha um vídeo cheio de referências, assim como tudo que envolve o conceito de “Planeta Fome”. Dirigido por Marcos Hermes e Henrique Alqualo, o clipe se passa em um cenário com referências a tempos pós-apocalípticos, lembrando obras como Mad Max e a arte steampunk.

O figurino da cantora foi inspirado pela passagem que também ajuda a batizar o álbum: quando Elza cantou frente a uma plateia pela primeira vez na vida, usando um vestido de sua mãe repleto de alfinetes para ajeitá-lo ao seu então esguio corpo de menina que, literalmente, passava fome. Essa história foi relatada aqui, ao anunciar a vinda de seu trigésimo quarto disco. No clipe, essa inspiração aparece como uma armadura de alfinetes, maleáveis como sua postura perante os problemas que enfrentou na vida. Além disso, seu cabelo ‘em chamas’ brinca com o fato dela fervilhar em ideias e soluções o tempo todo.

Assista:

DELACRUZ

DELACRUZ
Foto: Marvin Pereira

Mais outra atração do Rock In Rio, o cantor carioca DELACRUZ lança Nonsense (Vol. 1), seu novo EP. O artista permeia suas influências no samba de raiz, black music, R&B, rap e charme, muito disso vindo da sua mãe e de seu avô. O EP também conta com as participações do rapper Luccas Carlos, MC Hariel e a cantora Camila Zasoul.

A segunda parte do EP tem previsão de lançamento para Outubro, e, enquanto isso, escute o ótimo volume 1 no player abaixo:

Vivendo do Ócio

VDO
Foto: Zoe Van Boekel

Com um ritmo dançante e uma letra que ressalta o respeito e o amor ao próximo, a banda Vivendo dó Ócio lança seu novo single “Cê Pode“, que também ganhou clipe. Dirigido por Rafael Sousa, da produtora Usina Filmes, os personagens e a banda se misturam em uma roda sem fim. O vídeo mostra onde a capoeira é o centro e o símbolo da liberdade, mostrando que a mesma é fundamental para conviver em harmonia, sem preconceitos.

Produzida por Gabriel Zander e Thiago Guerra, no Estúdio Concha em São Paulo, a canção faz parte do quarto álbum da banda que será lançado no começo de 2020. E também estará na setlist do show dos baianos no Rock in Rio, dia 28 de Outubro.

Assista:

Ceano

Ceano
Foto: Matheus Arantes

Guiada por influências do indie, música brasileira e rock alternativo, a banda Ceano está lança o single “A Campina”. Ao inaugurar um novo momento para o grupo, a canção traz, pela primeira vez, parceria com um vocal feminino: Natália Noronha, cantora e multi instrumentista da banda Plutão Já Foi Planeta, também nome escalado para o Rock in Rio.

A nova música vem três anos após o disco e atesta uma franca evolução do grupo. Enquanto o arranjo entrega um clima solar, a letra versa sobre pessoas que se transformam por influências externas e se distanciam. Ela vai na direção contrária da própria essência da Ceano, cujos integrantes enxergam um novo momento a oportunidade de fortalecer parcerias com outras bandas. Por isso, o clipe traz a banda e própria Natália Noronha dançando em quadros de múltiplas cores. Assista: