A Princesa Prometida
Foto: Divulgação
 

Olha a treta: o ator Cary Elwes, que interpretou Westley em A Princesa Prometida (1988), se manifestou fortemente contra a ideia de uma nova versão do filme, em sua conta no Twitter.

O comentário foi motivado por uma declaração recente de Tony Vinciquerra, CEO da Sony Pictures, em um perfil de Norman Lear produzido pela Variety. Norman Lear foi o produtor executivo do clássico dos anos 80, e Vinciquerra mencionou que “pessoas muito famosas querem refazer A Princesa Prometida“. A reação tem sido bastante negativa, tanto entre os fãs nas redes sociais quanto entre famosos.

Elwes afirmou que seria um erro. “Existem poucos filmes perfeitos neste mundo. Seria uma pena estragar esse aqui”, disse o ator. Se juntaram a ele nomes gigantes como Jamie Lee Curtis, Mia Farrow e Seth Rogen.

A Princesa Prometida

Para quem não se lembra, A Princesa Prometida contava a história de amor entre Buttercup (Robin Wright) e Westley (Cary Elwes).

Os jovens são separados após um acidente envolvendo um navio pirata e ela acaba prometida a um príncipe. O filme também consagrou o personagem Inigo Montoya (Mandy Patkin), que tinha como objetivo a vingança pela morte do pai.

A Princesa Prometida Inigo Montoya
Foto: Divulgação

As declarações reabrem a discussão sobre a necessidade de rebootar tantas obras. O avanço da tecnologia e uma nova geração de atores talentosos poderia dar uma nova cara para a história, mas será que isso é mesmo necessário?

Boa parte do sucesso e do carinho que o público tem com A Princesa Prometida se deve à química entre o elenco. Será que os caminhões de dinheiro que movimentam Hollywood seriam capazes de recriar algo tão subjetivo?

No fim das contas, o que vale é a capacidade que os estúdios têm de gerar lucro, como já falamos aqui no Tenho Mais Discos Que Amigos.

De qualquer forma, a declaração de Tony Vinciquerra não significa muita coisa. Não é qualquer tipo de confirmação da existência de um remake, mas já mostra a rejeição de boa parte do público.