Tony Canto
Foto: Divulgação
 

Usando da bossa nova como influência em toda a sua obra, o cantor italiano Tony Canto faz por onde reverenciar sempre a música brasileira. Como reflexo disso, o italiano, que sempre encurtou as distâncias entre os dois países através de suas harmonias e arranjos, agora traz releituras em português de cinco músicas do seu disco Moltiplicato (2016).

Intitulado Moltiplicato – Brasil, o EP ganhou duetos gravados por Tony ao lado de intérpretes de nossa terra, em suas composições que foram feitas originalmente em parceria com o cantor Kaballà.

Os grandes convidados foram Zeca Baleiro, Saulo Duarte, Mariana de Moraes, Gisele De Santi e Mauricio Pereira, que adicionaram sotaques e explicitam o quanto essas músicas são brasileiras em essência. Ao longo das cinco faixas, o EP apresenta orquestrações refinadas para baladas românticas que poderiam ter a noite no litoral carioca e para canções populares que traduzem a alma latina, tanto em italiano quanto em português brasileiro.

“Minhas melodias italianas encontraram um lar no jeito brasileiro de pensar a música e a vida”, enfatiza Canto, que diz que o português tem uma proximidade do idioma italiano, mas mais essencial. “Além de ser maravilhosamente musical, ele consegue expressar um conceito com poucas palavras. Isso me fascina, me dá muito espaço para a poesia. Um exemplo de síntese em português: você me aconteceu”, conclui.

O conteúdo poético é sempre afetuoso, independente do tema que Tony e seus convidados cantem no EP. “Uma coisa que falta aqui na Itália e que tem no Brasil, e é o que eu mais amei no país, é essa coisa do abraço”, comenta ele, “aquele gesto de amor sincero que a gente faz sem saber o nome da pessoa que abraça. É uma filosofia de vida, de fraternidade sincera”. E é isso o que o trabalho de Tony Canto realiza no ouvinte, um sincero afago na memória afetiva que há da música brasileira, seja ela cantada na língua que for.

Ouça na íntegra: