Hermeto Pascoal
Hermeto Pascoal/Divulgação
 

Mais uma vez o festival PicniK se faz firme em terras vermelhas da capital federal.

Em sua quinta edição em formato especial e seu sétimo ano de existência, o evento acontece nos dias 10 e 11 deAagosto, propondo movimentar novamente a cena alternativa do Distrito Federal.

Em uma premissa padrão das outras edições, cujo objetivo é catalisar música, economia criativa e muita cultura, o diferencial dessa é que será realizada no Memorial dos Povos Indígenas. Propostas, cores e aromas se farão presente, buscando a promoção que reforça a importância fundamental da cultura e sua preservação.

O PicniK também conta com ações culturais e de economia colaborativa, como o mercadinho Arte, Moda e Design, praça de alimentação, espaço zen, kids, mini-arenas de teatro e circo, e atividades culturais indígenas acontecem simultaneamente nos múltiplos espaços do evento, além dos shows.

No palco principal, artistas com trabalhos de evidente importância na cena musical alternativa nacional assumem a guia, alguns destes apresentando shows de álbuns ainda inéditos na cidade: Hermeto Pascoal, Otto, Ava Rocha, Teto Preto, Felipe Cordeiro, Glue Trip, E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante, Dirty Coal Train (POR) e Huey. Experiências sonoras, como as promovidas pelas bandas Sick, Noid, Leza, Apicultores Clandestinos e Ivan Motosserra Surf Trash também têm vez no festival.

E como de costume, o Festival aponta seus holofotes para artistas brasilienses: a banda Rios Voadores, que acaba de lançar segundo álbum, Rios Voadores na Era Sinistroyka, faz o show de estreia do novo trabalho. Ops e Azura são outros nomes do Distrito Federal que mostram no PicniK pela primeira vez seus novos trabalhos. A programação ainda conta com KervanSarai, Judas, Almirante Shiva, Zéfiro, João Pedreira, Tynkato vs O Baixo Astral, Igor Torres, Isaurian, SCLRN, Moon Pics, Vi-Nau, Zéfiro e os DJs Ogunda-O, Maiê e Helton Johhny mostrando a potência da cena brasiliense independente e sua capacidade de surpreender e dialogar com o público.

Toda a programação musical é financiada pelos empreendedores criativos que participam do mercadinho de arte, moda e design e da praça de alimentação do evento. A entrada é franca (a partir das 16h, para acessar o perímetro do evento, é necessária a doação de 1gk de alimento, 1 livro ou 1 agasalho, que serão doados para a Abrace), garantindo um evento amplo e diverso nos cartões-postais da cidade.

Pois fica o convite: se você é de Brasília ou está a passeio, nada melhor do que fazer parte de um evento tão icônico da capital. Veja a programação completa na página oficial do Facebook.

Serviço – PicniK Festival

Data: 10 e 11 de Agosto de 2019 (sábado e domingo)
Local: Memorial dos Povos Indígenas – Brasília
Horário: das 13h às 22h
Acesso gratuito – exceto a partir das 16h, sendo necessário doação de 1kg de alimento
Classificação indicativa: Livre

     
 
Compartilhar